Dá a surpresa de ser

Dá a surpresa de ser É alta, de um louro escuro. Faz bem só pensar em ver Seu corpo meio maduro.

Seus seios altos parecem (Se ela estivesse deitada) Dois montinhos que amanhecem Sem ter que haver madrugada.

E a mão do seu braço branco Assenta em palmo espalhado Sobre a saliência do flanco Do seu relevo tapado.

Apetece como um barco. Tem qualquer coisa de gomo. Meu Deus, quando é que eu embarco? Ó fome, quando é que eu como?

10-9-1930 - Poesias. Fernando Pessoa. (Nota explicativa de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1942 (15ª ed. 1995) - 123.

quinta-feira, 8 de julho de 2021

Beatles (15)

Foram aqueles que, para além do seu talento, tiveram a sorte comercial do lado deles, mas também Brian Epstein como patrão do grupo que os acompanhou até à sua morte, e ainda George Martin como produtor de muitos dos seus discos e êxitos.

Que sorte temos/tivemos de os poder escutar e se calhar, quando do seu aparecimento. Tudo se modificou em termos populares musicais. Os Beatles foram/são/serão, inquestionavelmente, a banda que mais foi/é/será falada na história da música “pop”. Uma homenagem aqui a dois deles já desaparecidos.. Ao John Lennon e ao George Harrison, um agradecimento dos muitos trechos musicais que escreveram para todos nós e que nos ajudaram nos momentos bons e maus, das nossas vidas.

Aqui, periodicamente, trarei duas músicas, algumas menos conhecidas. Serão à roda de 20 êxitos que aqui exibirei, mas muitas delas, não vão ser aquelas que foram Nº. 1, a nível dos “Tops” mundiais, e que constam de um CD, editado em Portugal para a etiqueta “EMI Records Ltd.” em 2000. A escolha irá ser a minha. Os que são “amantes” deste grupo vão conhecê-las todas de certeza, os que são/foram meros ouvintes do grupo, acredito que hajam algumas que não conheçam.

Canção: When I’m Sixty Four

Autor: Paul McCartney

Álbum: Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band

Ano: 1968

A canção é interpretada do ponto de vista de um jovem em relação à sua amada, e trata dos seus planos de envelhecer ao lado dela. Foi uma das primeiras canções compostas por Paul McCartney, quando ele tinha apenas dezasseis anos.

When I’m Sixty Four (Paul McCartney)

When I get older losing my hair,

Many years from now.

Will you still be sending me a Valentine

Birthday greetings bottle of wine.

If I'd been out till quarter to three

Would you lock the door.

Will you still need me, will you still feed me,

When I'm sixty-four.

You'll be older too,

And if you say the word,

I could stay with you.

I could be handy, mending a fuse

When your lights have gone.

You can knit a sweater by the fireside

Sunday morning go for a ride.

Doing the garden, digging the weeds,

Who could ask for more.

Will you still need me, will you still feed me,

When I'm sixty-four.

Every summer we can rent a cottage,

In the Isle of Wight, if it's not too dear

We shall scrimp and save

Grandchildren on your knee

Vera Chuck & Dave

Send me a postcard, drop me a line,

Stating point of view

Indicate precisely what you mean to say

Yours sincerely, wasting away

Give me your answer, fill in a form

Mine for evermore.

Will you still need me, will you still feed me

When I'm sixty-four.

 

Canção: Your Mother Should Know

Autor: Paul McCartney

Álbum: Magical Mistery Tour

Ano: 1967

Escrita por Paul McCartney. Paul disse que escrevera a canção para o filme Magical Mystery Tour, para a cena onde se mostravam os Beatles descendo uma enorme escadaria, em “smokings” brancos e dançando uma música fora de moda. Paul McCartney começou a escrever "Your Mother Should Know" em um harmónio, espécie de orgão, na sua casa de St John's Wood, Londres. Ele escreveu-a na companhia, de sua tia Jin e do seu tio Harry, e inspirou-se no amor de seu pai pela sala de música. A conversa que ele teve com seus familiares, naquele dia, inspirou o tema da música.

Your Mother Should Know (Paul McCartney)

Let's all get up and dance to a song that was a hit

Before your Mother was born

Though she was born a long long time ago

Your Mother should know - your Mother should know

Sing it again.

Lift up your hearts and sing me a song that was a hit

Before your Mother was born

Though she was born a long long time ago

Your Mother should know - your Mother should know

Your Mother should know - your Mother should know

Sing it again.

Though she was born a long long time ago

Your Mother should know - your Mother should know

Your Mother should know - your Mother should know

Your Mother should know - your Mother should know

10 comentários:

  1. Gosto especialmente da primeira... inesquecível e intemporal :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito boa composição na realidade !
      Manuela obrigado

      Eliminar
  2. Também gosto muito da primeira. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E no filme animado "Yellow Submarine", é extremamente engraçada a sua exibição. Havias de gostar de ver, se é que não conheces o filme !
      Luísa obrigado

      Eliminar
  3. Respostas
    1. As suas composições perduraram para sempre na História da Música, não na suas interepretações, mas também nas várias versões interpretadas por outros artistas.
      Brancas nuvens negras, obrigado

      Eliminar
  4. A primeira... é um clássico, bem conhecido!... :-))
    Agora a segunda... desconhecia por completo! Os Fab Four, continuam a surpreender!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Serão ouvidos pelas gerações futuras e muitas das suas composições sofrerão versões diferentes interpretadas por "n" cantores e cantoras, por outros grupos e por orquestras.
      Ana obrigado e abraço

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago. Respeito pelo Português (Brasil), mas em desrespeito total pelo Acordo Ortográfico de 90 !!!