Lisboa ainda

Lisboa não tem beijos nem abraços, não tem risos nem esplanadas, não tem passos, nem raparigas nem rapazes de mãos dadas, tem praças cheias de ninguém, ainda tem Sol mas não tem nem gaivota de Amália nem canoa, sem restaurantes, sem bares, nem cinemas, ainda é fado, ainda é poemas, fechada dentro de si mesma ainda é Lisboa, cidade aberta, ainda é Lisboa de Pessoa alegre e triste, e em cada rua deserta, ainda resiste

Manuel Alegre, 20 de Março de 2020


domingo, 29 de janeiro de 2017

Eyes Thru Glass (12) – 2ª. Maratona Carris e Metro

Aqui neste blogue e no “Eyes thru Glass“ mostro aquilo que os meus olhos vêem, através da objectiva.

Aqui ficarão somente as fotos, sem texto ficcional e sem música, apenas uma breve introdução, onde são tiradas e quando, e eventualmente alguma especificação técnica. Cliquem sobre a primeira foto para poderem vê-las em formato maior.

No dia 17 de Maio de 2014, bati umas quantas na “2ª. Maratona Carris e Metro”. Fui com intuito de me divertir e participar. Nestes concursos aparecem, como é óbvio, imensos fotógrafos amadores, com um nível já muito grande de experiência. É bom conviver, trocar opiniões e ganhar experiência.

As fotos vencedoras podem por enquanto vê-los aqui.





terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Jazz Standards (159)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Straight No Chase (#163) - Música e Letra de Thelonious Monk
Laurent De Wilde, no seu livro Monk, a música de Monk é caracterizada com imagens do assombro: "A música de Monk não é nem classificada nem assimilada. Não é porque é revolucionária, isso não é em si próprio suficiente razão, mas sim é como uma pedra atirada para uma lagoa que imediatamente se afunda e desaparece. Você vê-la indo para baixo, e não sabe se quer manter seu olho na pedra que se afunda, se contemplar as pequenas ondas concêntricas, originadas pela queda na água."

Thelonious Monk (Rocky Mount, EUA, 10-10-1917 — Weehawken, New Jersey, EUA, 17-02-1982) – música composta por Thelonious em 1967.


Chico Corea (Chelsea, Massachusetts, EUA, 12-06-1941) – No “Jazz Marciac” de 2010, com Christian McBride (contrabaixo), Chick Corea (piano), Roy Haynes (bateria), Kenny Garrett (saxofone), e Roy Hargrove (trompete).


Bill Evans (Plainfield, EUA, 16-08-1929 — New York, EUA, 15-09-1980) – Bill Evans (piano), Jeremy Steig (flauta), Eddie Gomez (contrabaixo) e Marty Morell (bateria).


Art Farmer (Council Bluffs, Iowa, EUA, 21-08-1928 - New York City, New York, EUA, 04-10-1999) – com Kenny Davis (contrabaixo), Lewis Nash (bateria), Geoff Keezer (piano) e Art Farmer (trompete, flugelhorn).

sábado, 21 de janeiro de 2017

Eyes Thru Glass (11) – Costa Caparica

Aqui neste blogue e no “Eyes thru Glass“ mostro aquilo que os meus olhos vêem, através da objectiva.

Aqui ficarão somente as fotos, sem texto ficcional e sem música, apenas uma breve introdução, onde são tiradas e quando, e eventualmente alguma especificação técnica. Cliquem sobre a primeira foto para poderem vê-las em formato maior.


No dia 27 de Abril de 2014, fiz umas quantas fotos da Costa da Caparica, visto lá de cima dos Capuchos (Convento dos Capuchos).









quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Solidão - Interacção Humorística (159)

Em 16-04-2012. Obrigado.

Solidão

Se te sentes sózinho, abandonado e se achas que ninguém te liga, atrasa-te num pagamento qualquer !

sábado, 14 de janeiro de 2017

Sérgio Godinho – Nascidos Aqui (1)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Sérgio Godinho (Porto, 31-08-1945) – Sérgio de Barros Godinho mais conhecido por Sérgio Godinho (Porto, 31 de agosto de 1945) é um poeta, compositor, intérprete e, também actor português. Como autor, compositor e cantor, personifica perfeitamente a sua música “O Homem dos Sete Instrumentos”. Multifacetado, representou já em filmes, séries televisivas e peças teatrais. A dramaturgia surge com a assinatura de algumas peças de teatro assumindo-se também como realizador.
Sérgio Godinho nasceu em 1945, no Porto. Com apenas 18 anos de idade parte para o estrangeiro. O seu primeiro destino é a Suíça, onde estuda Psicologia durante dois anos. Mais tarde muda-se para França. Vive o “Maio de 68” na capital francesa. No ano seguinte integra a produção francesa do musical "Hair", onde se mantém por dois anos. Em Paris priva com outros músicos portugueses, como Luís Cília e José Mário Branco. Sérgio Godinho ensaiava então as suas primeiras composições, na altura em francês.
Em 1971 participa no álbum de estreia a solo de José Mário Branco, "Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades", como músico e como autor de quatro das letras. Em 1971 faz a sua estreia discográfica com a edição do EP "Romance de Um Dia na Estrada" e do seu primeiro longa-duração, "Os Sobreviventes". Três dias após a sua edição é interditado, depois autorizado, depois novamente interditado. O disco é eleito "Melhor Disco do Ano" e Godinho recebe o prémio da Imprensa para "Melhor Autor do Ano". …

O Sérgio Godinho marcar-me-á para sempre com a sua música e a sua poesia maravilhosa que não busca palavras difíceis ou rimas forçadas. É de sempre, um dos melhores compositores da MPP. Aqui ficam quatro das suas mais marcantes composições que me fazem feliz, ao ouvi-las !

A Noite Passada, do álbum "Pré-Histórias", de 1972.


Namoro, do álbum “De Pequenino se Torce o Destino", de 1976.



Horas Extraordinárias, do álbum “Coincidências”, de 1983.



Às Vezes o Amor, do álbum “Ligação Directa”, de 2006.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Eyes Thru Glass (10) – Torre da Sacor

Aqui neste blogue e no “Eyes thru Glass“ mostro aquilo que os meus olhos vêem, através da objectiva.

Aqui ficarão somente as fotos, sem texto ficcional e sem música, apenas uma breve introdução, onde são tiradas e quando, e eventualmente alguma especificação técnica. Cliquem sobre a primeira foto para poderem vê-las em formato maior.

No dia 20 de Junho de 2009, com a minha HP PhotoSmart 850, fiz umas quantas fotos da antiga torre da SACOR em Lisboa.

O conjunto completo das fotos, sobre o mesmo tema, estão inseridas no meu Canal Youtube aqui, obviamente com pouca qualidade, com a perda após o seu tratamento via “Windows Movie Maker” e posterior com o carregamento no Youtube.




domingo, 8 de janeiro de 2017

Inesquecíveis (17)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos) e (http://memoriaglobo.globo.com/ da TV Globo)

Novela:         Tieta do Agreste                             
Ano:              1989
Tema:            Tudo o Que se Quer          
Intérprete/s:  Emílio Santiago (06-12-1946 – 20-03-2013) e Verônica Sabino (04-10-1960)    
Autor/es:        Andrew Lloyd Webber / Verônica Sabino


Novela:          Gabriela                               
Ano:               1975
Tema:             Modinha Para Gabriela    
Intérprete/s:   Gal Costa (26-09-1945)                            
Autor/es:        Dorival Caymmi


sexta-feira, 6 de janeiro de 2017