Dá a surpresa de ser

Dá a surpresa de ser É alta, de um louro escuro. Faz bem só pensar em ver Seu corpo meio maduro.

Seus seios altos parecem (Se ela estivesse deitada) Dois montinhos que amanhecem Sem ter que haver madrugada.

E a mão do seu braço branco Assenta em palmo espalhado Sobre a saliência do flanco Do seu relevo tapado.

Apetece como um barco. Tem qualquer coisa de gomo. Meu Deus, quando é que eu embarco? Ó fome, quando é que eu como?

10-9-1930 - Poesias. Fernando Pessoa. (Nota explicativa de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1942 (15ª ed. 1995) - 123.

terça-feira, 29 de setembro de 2020

A Sopa do Pacto (17)

“A Sopa do Pacto” é a nova rúbrica, baseada basicamente no passatempo “Sopa de Letras”. Conterá sempre um quadrado, como figura geométrica, de 10x10, e as palavras a adivinhar estarão colocados nas posições utilizadas na comum “sopa de letras”, horizontal, vertical e diagonal, em ambos os sentidos. A “sopa” serão quase sempre 4 (quatro) compositores/artistas/grupos do foro musical, ou de outras artes.

Terão de me enviar por mail (ricardosantos1953@gmail.com) o puzzle totalmente solucionado ou o que conseguiram encontrar até ao final do prazo limite, indicando onde se encontram os 4 (quatro) artistas/grupos.

O tempo limite para resolverem a “sopa”, os artistas no puzzle e escolherem as duas canções será de 48 horas. Dúvidas serão aqui respondidas nos comentários. Terminadas as 48 horas, publicarei as respostas e as composições, de quem completou totalmente ou parcialmente.

A partir desta “Sopa do Pacto” e em virtude das alterações ao Blogger que complicam a inserção de videos (embedded code) do Youtube, as escolhas dos trechos musicais serão sempre meus !

A “Sopa do Pacto” número (17) é, sobre compositores de ópera italianos:



Na data limite 01-10-2020 às 20:00, publicarei as soluções; No dia 02-10-2020 às 00:00, publicarei as músicas.

domingo, 27 de setembro de 2020

CinemaScope (34)

Retomo uma rúbrica que existia neste blogue, em rodapé e que possivelmente passou despercebida a muitos que me visitavam, por estar mesmo lá no fim da minha página.

É música claro ! O que estavam à espera ?

São composições que me dizem muito, porque sou um romântico e um eterno apaixonado por música, pelas outras artes, pela humanidade, pelos amigos que encontrei na blogosfera, pela Natureza, pela vida, no fundo, pelas coisas boas desta sociedade em que vivemos.

Desta vez os registos, enquanto não apagados ou eliminados do Youtube, ficarão por cá, com uma única etiqueta “CinemaScope”.

Ennio Morricone” – Deborah's Theme (1984) tema do filme “Once Upon a Time in America

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Dança (4) Twist

A Dança é uma das três principais artes cénicas da antiguidade, ao lado do Teatro e da Música (in wikipédia). No Priberam esta é a sua definição gramatical e não só, e na Porto Editora esta é a sua definição gramatical e não só. Achei um tema interessante e decidi trazer aqui as muitas formas de dança, origens, com a ajuda da Wikipédia e do Youtube.

Muitas danças nasceram em África, paraíso dos ritmos e batuques, quando os instrumentos eram rudimentares. Com a escravatura, elas foram levadas para outros continentes e países, nomeadamente, o Brasil, e para outros países latino-americanos. Irão aparecer algumas muito idênticas, embora todas existam na realidade. O que aconteceu, simplesmente, foi a criação de coreografias diferentes, consoante a interpretação dada pelos povos que as cultivaram ou cultivam.

Twist – É uma dança inspirada no “rock and roll”. De 1959 até o início dos anos 60, tornou-se uma mania mundial, desfrutando de imensa popularidade, ao mesmo tempo em que gerava controvérsias de críticos que achavam que era muito provocante. Ele inspirou danças como o Jerk, o Pony, o Watusi, o Mashed Potato, Monkey, e o Funky Chicken, mas nenhuma foi tão popular. …………….. Mais informação aqui !

Chubby Checker & California Jubilee in "Let's Twist Again"


Twist 1962


Dance Demonstration of The Twist (1961)

Dança (3) Baião

A Dança é uma das três principais artes cénicas da antiguidade, ao lado do Teatro e da Música (in wikipédia). No Priberam esta é a sua definição gramatical e não só, e na Porto Editora esta é a sua definição gramatical e não só. Achei um tema interessante e decidi trazer aqui as muitas formas de dança, origens, com a ajuda da Wikipédia e do Youtube.

Muitas danças nasceram em África, paraíso dos ritmos e batuques, quando os instrumentos eram rudimentares. Com a escravatura, elas foram levadas para outros continentes e países, nomeadamente, o Brasil, e para outros países latino-americanos. Irão aparecer algumas muito idênticas, embora todas existam na realidade. O que aconteceu, simplesmente, foi a criação de coreografias diferentes, consoante a interpretação dada pelos povos que as cultivaram ou cultivam.

Baião – É um género de música e dança popular da região Nordeste do Brasil, derivado de um tipo de lundu, denominado "baiano", de cujo nome é corruptela. O baião utiliza muito os seguintes instrumentos musicais: viola caipira, triângulo, flauta doce e acordeão (também chamado de sanfona). A rabeca é apontada como o instrumento característico do Baião, dada a sonoridade lembrar a da sanfona que por sua vez seria a mais identificada quando o ritmo se tornou conhecido nacional e internacionalmente …………….. Mais informação aqui !

Baião - Luiz Gonzaga


Baião - Coreografia por Jhenny Rotandaro


Como dançar Baião – Com o Professor de Forró Ivan Ribeiro

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Alcunhas Alentejanas (1) – Azeiteiro (a)

É uma nova rúbrica, baseada no livro de Francisco Martins Ramos e Carlos Alberto da Silva, intitulado “Tratado das Alcunhas Alentejanas” (3.ª edição, Fevereiro de 2003), editado pela “Edições Colibri, Lda.”, Faculdade de Letras de Lisboa.


Pedi autorização à editora Colibri e o sr. Fernando Mão de Ferro escreveu-me e autorizou-me no dia 9 deste mês (Sem problemas. Parabéns pelo projecto.

Fernando Mão de Ferro) que avançasse com estas pequenas publicações. Dos autores, tentei contactar com um deles, visto que o outro, infelizmente, já faleceu, mas até agora não obtive qualquer resposta. Os textos  que publicarei não irão plagiar o livro. Irei tratar os textos de outra maneira e de algum modo publicitarei o “Tratado das Alcunhas Alentejanas”, através destes “posts”. É, como já frisei, um livro/tratado extremamente interessante e digno que figurar numa prateleira de uma biblioteca pessoal. Nele foram tratadas cerca de 20.000 alcunhas, por todo o Baixo e Alto Alentejo.

Esta publicação terá 52 números (2 voltas ao alfabeto de 26 letras) porque queremos apenas chamar à atenção dos leitores sobre a importância e o trabalho realizado. Escolheremos as alcunhas a tratar, uma por cada letra do alfabeto português, de A a Z. Foram também incluídas, as letras K, W e Y.

Tratado das Alcunhas

Azeiteiro (a) – masculino ou feminino, cognome individual, designação familiar, alcunha adquirida, designação assumida, designação rejeitada, alcunha de tratamento, alcunha de referência, passagem a apelido; classificação: física / profissional; história: Indivíduo que anda sempre com o cabelo oleoso e que não lava a cabeça (Montemor-o-Novo); o alcunhado é vendedor de azeite (Monforte).
(In Tratado das Alcunhas Alentejanas”, 3.ª edição, Fevereiro de 2003)


Priberam (online)

a·zei·tei·ro
(azeite + -eiro)
adjectivo
1. Relativo a azeite.
adjectivo e nome masculino
2. Que ou quem produz ou vende azeite.
3. [Portugal, Informal, Depreciativo]  Que ou quem é considerado ignorante, simplório. = PACÓVIO, PAROLO
nome masculino
4. Recipiente para guardar azeite. = AZEITEIRA
5. [Figurado]  Pessoa cheia de nódoas.
6. [Informal]  Indivíduo que explora prostitutas. = CHULO, PROXENETA, RUFIÃO
Palavras relacionadas: 
"azeiteiro", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/azeiteiro [consultado em 15-06-2020].

Porto Editora (online)

a.zei.tei.ro ɐzɐjˈtɐjru
nome masculino
1. vendedor de azeite
2. pessoa cheia de nódoas
3. vaso ou almotolia para azeite, azeiteira
4. popular proxeneta
5. popular parolo
6. popular grosseirão
adjectivo
1. relativo a azeiteda indústria do azeite
2. popular parolo
3. popular grosseirãoordinário

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Charada 7.º Arte – Bernardo Bertolucci (2)

Fotos e nomes correctos: Maria Schneider e Peter O'Toole

1 – Janita (Maria Schneider em “O Último Tango em Paris” e Peter O’Toole em “O Último Imperador”)

2 – Luísa (Maria Schneider em “O Último Tango em Paris” e Peter O’Toole em “O Último Imperador”)

3 – Catarina (Maria Schneider em “O Último Tango em Paris” e Peter O’Toole em “O Último Imperador”)

4 – Pedro Coimbra  (Maria Schneider em “O Último Tango em Paris” e Peter O’Toole em “O Último Imperador”)

5 – Manuela  (Maria Schneider em “O Último Tango em Paris” e Peter O’Toole em “O Último Imperador”)

Pelos comentários e pela resposta "encriptada" no comentário, um agradecimento à Teresa!

Muito Obrigado a Todos Vós pela participação e pelos acertos, que todos conseguiram. A ideia não é ser difícil, mas sim despertar as pessoas a verem bom cinema.

Próximo realizador, o norte-americano Stanley Kramer, que anunciarei na Newsletter a data de publicação.

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Charada 7.ª Arte – Bernardo Bertolucci

Realizador Bernardo Bertolucci

Charada com comentários NÃO moderados. Por favor, não coloquem aqui a solução, enviem-na para o meu email: ricardosantos1953@gmail.com

O que têm de fazer:

Em baixo, descobrirem e dizerem-me (mail), ambos os nomes da actriz e do actor e em que filme (pelo menos um!) no qual tenham participado. Não é obrigatório que tenham participado no mesmo filme, mas os filmes têm de ser do realizador em questão.

Ajudas: O número de letras do nome a encontrar, e uma foto um pouco alterada.

Somente aceitarei os nomes correctos com as fotos.

Têm 48 horas para "matar a charada" e três palpites por actriz e outros três por actor.

Depois de amanhã, dia 23, pelas 20:00 publico a solução, bem como os seus participantes.

Actriz, duas palavras (14 letras):
_ _ _ _ _    _ _ _ _ _ _ _ _


Actor, duas palavras (11 letras):
_ _ _ _ _     _ _ _ _ _ _













Obrigado

domingo, 20 de setembro de 2020

7.ª Arte - Bernardo Bertolucci

Breves palavras sobre o que é para mim, o Cinema.

Durante os anos da minha juventude houve algo que me despertou o interesse e fez com que a minha ligação com os audiovisuais se tornasse, desde então, preponderante na minha vida. Esse algo foi o Cinema. A chamada 7.ª arte (arte da imagem) que quando dado o nome e na minha modesta opinião, ela reflectia somente a realidade do cinema mudo, por isso “arte da imagem”. Posteriormente a 7.ª arte tornou-se em algo muito mais complexo. A obra/filme tornou-se num conjunto de várias e ricas variáveis: a imagem, o texto, a cenografia, o som, o guarda-roupa, a interpretação, etc.. Tudo isso conglomerado e orientado de alguma maneira, por uma pessoa na arte de dirigir, o realizador.

Um bom filme, é como uma boa música ou um bom livro, é algo que deve ser visto mais que uma vez, para que nos apercebamos de coisas que numa só, é impossível. Um amante de cinema vê um filme duas, três vezes, para que nele possa visualizar todas essas variáveis de que falei anteriormente.

Vão passar por aqui alguns realizadores que fizeram e fazem parte do meu imaginário de cinéfilo. Nessa época, quando frequentei as salas de cinema em Lisboa, as filmografias de eleição eram: a italiana, a francesa, a alemã, a sueca, a espanhola, a nipónica, a americana. Mas passarão também, e obviamente, realizadores brasileiros e portugueses

Esta nova publicação intitulada 7.ª Arte, será muito de uma pequena mostra do que se via cinematograficamente em Lisboa, nos finais da década de 60 e 70, mas não só, porque teremos filmes muito mais actuais !!!
Tal qual, como todos vós, me reconhecem como um melómano amador, eu também sou um cinéfilo amador. O que vou trazer aqui foram/são obras que gostei/gosto e vi/revejo, e as minhas escolhas são apenas opiniões e gostos, livres de qualquer pretensiosismo !!!

No nome do realizador (se estrangeiro) e na maioria dos títulos dos filmes existem “links” para a Wikipedia (versão inglesa), por ser a plataforma mais abrangente e mais completa. Se pretenderem, na coluna esquerda dessas mesmas páginas, em baixo, tem normalmente, a escolha da tradução para a língua portuguesa.

Do cinema italiano trago-vos Bernardo Bertolucci (16-03-1941), realizador com 24 películas e uns quantos galardões. Dele escolhi 5 filmes que vi. embora para além destes tenha visto outros.

(1971) Il ConformistaO Conformista


(1973) Ultimo Tango a ParigiO Último Tango em Paris


(1976) 1900


(1979) La LunaA Lua


(1987) L'Ultimo ImperatoreO Último Imperador


(1994) Entrevista com Bernardo Bertolucci

sábado, 19 de setembro de 2020

Alterações Blogger !

Bom dia

As actualizações do Blogger foram mal feitas e mal programadas e para muitos do que utilizam esta Aplicação da Google, grátis, talvez por isso a falta de preocupação para com os utlizadores, a aplicação é agora é um pequeno pesadelo.

Um aspecto visual bem mais pobre do que o anterior e que não veio beneficiar nínguém. O que existia era bem melhor ! Vivemos tempos em que tudo precisa de mudar, nem que seja para pior, é o que temos, para quem quiser continuar no Blogger.

Existem dificuldades em activar directamente os videos do Youtube (embedded code). Talvez porque o Youtube assim o exija e queira tornar difícil fazê-lo. Não o saberemos nunca !!!

Infelizmente para reclamarmos ou darmos exemplos das dificuldades, a plataforma é também complexa, temos de ir a fóruns que são amalgamas de mensagens de utilizadores. O Blogger pouco faz sobre as reclamações, as questões e as dúvidas.

Para concluir não me parece que este novo visual da aplicação Blogger vá facilitar o trabalho, mesmo que ela seja feito em Smartphone. Por isso, estas alterações são, no mínimo, MÁS !!!


Good morning

Blogger updates were poorly made and poorly programmed and for many of those who use this Google Application, free of charge, perhaps that is why the lack of concern for users, the application is now a small nightmare.

A much poorer visual aspect than the previous one and that has not benefited anyone. What existed was much better! We live in times when everything needs to change, even for the worse, that's what we have, for those who want to stay on Blogger.

There are difficulties in directly activating Youtube videos (embedded code). Perhaps because YouTube requires it and wants to make it difficult to do so. We will never know it !!!

Unfortunately to complain or give examples of the difficulties, the platform is also complex, we have to go to forums that are amalgamation of user messages. Blogger does little about complaints, questions and doubts.

To conclude, it does not seem to me that this new look of the Blogger application will make the job easier, even if it is done on Smartphone. So these changes are, at the very least, BAD !!!


Buenos dias

Las actualizaciones de Blogger estaban mal hechas y mal programadas y para muchos de los que usan esta Aplicación de Google, de forma gratuita, quizás por eso la falta de preocupación por los usuarios, la aplicación ahora es una pequeña pesadilla.

Un aspecto visual mucho más pobre que el anterior y que no ha beneficiado a nadie. ¡Lo que existía era mucho mejor! Vivimos tiempos en los que todo debe cambiar, incluso para peor, eso es lo que tenemos, para aquellos que quieren permanecer en Blogger.

Hay dificultades para activar directamente videos de Youtube (código incrustado). Quizás porque YouTube lo requiere y quiere dificultarlo. ¡¡¡Nunca lo sabremos !!!

Desafortunadamente para quejarnos o dar ejemplos de las dificultades, la plataforma también es compleja, tenemos que ir a foros que son una amalgama de mensajes de usuarios. Blogger hace poco acerca de las quejas, las preguntas y las dudas.

Para concluir, no me parece que este nuevo look de la aplicación Blogger facilitará el trabajo, incluso si se hace en Smartphone. Por lo tanto, estos cambios son al menos MALOS !!!


Bonjour

Les mises à jour de Blogger ont été mal faites et mal programmées et pour beaucoup de ceux qui utilisent cette application Google, gratuitement, c'est peut-être pour cela que le manque de souci pour les utilisateurs, l'application est désormais un petit cauchemar.

Un aspect visuel bien plus pauvre que le précédent et qui n'a profité à personne. Ce qui existait était bien mieux! Nous vivons à une époque où tout doit changer, même pour le pire, c'est ce que nous avons, pour ceux qui veulent rester sur Blogger.

Il y a des difficultés à activer directement les vidéos Youtube (code intégré). Peut-être parce que YouTube l'exige et veut rendre cela difficile. Nous ne le saurons jamais !!!

Malheureusement pour se plaindre ou donner des exemples de difficultés, la plateforme est également complexe, il faut se rendre sur des forums qui sont des amalgames de messages d'utilisateurs. Blogger fait peu sur les plaintes, les questions et les doutes.

Pour conclure, je ne pense pas que ce nouveau look de l'application Blogger rendra le travail plus facile, même si cela se fait sur Smartphone. Par conséquent, ces changements sont au moins MAUVAIS !!!

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Prémio Valmor, Ano de 1903, Rua Alexandre Herculano 57-57C

Praticamente já em pleno Largo do Rato, encontra-se do lado esquerdo quem vai da Avenida da Liberdade em direcção ao Largo do Rato.

As fotos são referentes ao ano de 2018, sendo a primeira obtida através do “Google Earth”..

O Prémio Valmor de 1903 foi legado pelo arquitecto Miguel Ventura Terra, às Escolas de Belas Artes de Lisboa e Porto. Nela faleceu Ventura Terra, em 30 de Abril de 1919, que destinou o seu rendimento líquido para pensões a estudantes pobres das duas escolas que mostrem decidida vocação para as belas artes (placa inscrita no primeiro andar, na parte central do edifício).

Arquitecto Miguel Ventura Terra:


Prémios Valmor (1903, 1906, 1909, 1911) e Menção Honrosa (1913)

Arquitecto Miguel Ventura Terra (1866-1919):

“Natural da freguesia de São Pedro de Seixas do Minho, iniciou os seus estudos na Academia Portuense, entretanto Escola de Belas-Artes, que concluiu com a obtenção do diploma de Arquitecto e, em 1886, partiu para Paris, como bolseiro do Governo, após um polémico concurso, reclamado e sanado, onde lhe foi confirmado o primeiro lugar. Nesta cidade, candidatou-se à respectiva Escola de Belas-Artes, tendo ficado entre os cinco primeiros classificados. Discípulo dos notáveis arquitectos Jules André (1) e Victor Laloux (2), durante estes estudos, obteve primeiros prémios, medalhas e menções honrosas que lhe permitiram concorrer à primeira classe dos arquitectos diplomados pelo Governo francês. Em 1895, recebeu o honroso diploma, após defesa de um Projecto do Palácio da Justiça para Lisboa que, entretanto lhe fora encomendado pelo Governo português. Nesse ano foi recebido no “Salon”.
devem-se a Ventura Terra as grandiosas obras do Monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo, continuadas, após a sua morte, pelo Arqº. Manuel Nogueira (1883-1953), e, ainda, em Lisboa, a sinagoga israelita Schaare Tiekwa, da Rua Alexandre Herculano, que substituiu a do Beco dos Apóstolos, à Rua das Flores («A Construção Moderna» N.º 97/Ano IV/1903);
Obteve o Prémio Valmor referente aos Anos de 1903, 1906, 1909 e 1911 com as edificações situadas na Rua Alexandre Herculano, N.º 57-57C, Avenida da República, N.º 38, Rua Marquês da Fronteira, N.º 18-28, e Rua Alexandre Herculano N.º 25. Receberia ainda, respeitante a 1913, uma Menção Honrosa do Prémio Valmor pelo prédio situado na Avenida António Augusto de Aguiar, N.º 3-D, onde é hoje a sede da Ordem dos Engenheiros.”


“http://www.priberam.pt/dlpo/sic” - *sic |sique| (palavra latina)
Advérbio: Sem alteração nenhuma; tal e qual. = assim

(1) - Louis-Jules André ou Jules André é um arquitecto francês, nascido em Paris, a 24-06-1819 e morreu, também em Paris, a 30-01-1890, foi professor de Arquitectura, Prémio de Roma e membro do Instituto de França.

(2) - Victor-Alexandre-Frédéric Laloux (Tours, 15-11-1850 - Paris, 13-07-1937) é um arquitecto francês.

Acontecimentos Arquitectónicos da década:

1902 - Inauguração do elevador de Santa Justa;
1903 - Publicação do novo regulamento de salubridade para as construções urbanas;
1904 – Aprovação do Plano Geral de Melhoramentos, apresentado pelo engenheiro Ressano Garcia (1847-1911);
1905 – Desenvolvimento das construções ao longo da Avenida Fontes Pereira de Melo e da futura Avenida da República;
1905 - Jardim Zoológico, nas Laranjeiras, Raul Lino;
1907 – Animatógrafo do Rossio;
1908 - Projecto para o Parque Eduardo VII do arquitecto Miguel Ventura Terra.

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Discos Vinil (3) Blessed Are

Autor: Joan Baez
Ano: 1971
Produção: Norbert Putnam
Intérprete/s: Joan Baez
Editora: Vanguard VSD-6570/1

Texto:

Uma das melhores e mais cristalinas vozes da década de 70.

“Blessed Are” é um álbum de 1971 de Joan Baez, e seu último com a Vanguard Records. Ele incluiu nele o seu grande sucesso “The Night They Drove Old Dixie Down", da banda, e músicas de Kris Kristofferson, “The Beatles”, Jesse Winchester e “The Rolling Stones”, além de um número significativo de composições próprias de Baez. Como os seus albuns anteriores, o álbum foi gravado em Nashville e tinha uma sensação decididamente campestre.

(In Wikipedia)

Fotos:





Músicas:

Blessed Are Joan Baez


The Night They Drove Old Dixie Down - Robbie Robertson


Help Me Make It Through The Night - Kris Kristofferson




Put Your Hand in the Hand - Gene MacLellan


Milanese Waltz/Marie Flore Joan Baez

domingo, 13 de setembro de 2020

Billboard Top 100 - Lugar n.º 1 (Chubby Checker), Lugar n. 2 (Santana featuring Rob Thomas) e n.º 4 (Mark Ronson featuring Bruno Mars)

Última publicação do Billboard Top 100

Esta rúbrica trará algumas das 100 melhores músicas consideradas pela “Billboard” (https://www.billboard.com/).

Virão somente aqui aquelas que gosto. Não gosto de “Rap” ou “Hip-Hop”, por isso, as que aqui, do género, aparecerem, é porque gostei de ouvir. Também alguma música, como disse o Salvador Sobral “de plástico”, com “batucada” irritante (para mim, claro !!!), não a mostrarei.
No entanto, deixarei os links do Youtube para quem quiser ouvir as que não colocar aqui, com indicação do Lugar n.º / Intérprete / Composição / Link.

Primeiro Lugar:



Segundo Lugar:



3 - Bob Darin - Mack the Knife - https://www.youtube.com/watch?v=uiGFZUnJgqU

Quarto Lugar:



5 - Leann Rimes - How Do I Live - https://www.youtube.com/watch?v=MUFasKZcH_c

6 - LMFAO featuring Lauren Bennett & GoonRock - Party Rock Anthem - https://www.youtube.com/watch?v=KQ6zr6kCPj8

7 - Black Eyed Peas - I Gotta Feeling - https://www.youtube.com/watch?v=uSD4vsh1zDA

8 - Los Del Rio - Macarena (Bayside Boys Mix) - https://www.youtube.com/watch?v=4-2R6B3oFE4

9 - Ed Sheeran - Shape of You - https://www.youtube.com/watch?v=JGwWNGJdvx8

sábado, 12 de setembro de 2020

A bicicleta so Sr. Padre - Interacção Humorística (201)

Em 17-06-2013. Obrigado.

A bicicleta do Sr. Padre

Numa cidade do interior, dois padres costumavam cruzar-se de bicicleta na estrada todos os domingos, quando iam rezar a missa nas suas respectivas paróquias.

mas certo dia, um deles estava apeado. Surpreso, o outro padre parou e perguntou:

- Onde está a sua bicicleta, Padre João?

- Foi roubada! Creio que no pátio da igreja.

- Mas que absurdo! - Exclamou o ainda ciclista. Eu tenho uma ideia para saber quem foi. Na hora do sermão, cite os 10 mandamentos. Quando chegar ao «Não roubarás» faça uma pausa e percorra os fiéis com o olhar. O culpado com certeza que se vai denunciar!

No domingo seguinte, os padres cruzam-se de bicicleta. O padre que deu a ideia diz:

- Parece que o sermão deu certo, não é, Padre João?

- Mais ou menos - responde ele - na verdade, quando cheguei ao «Não desejarás a mulher do próximo» acabei por me lembrar onde é que tinha deixado a bicicleta!

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Texturas e Recortes (2)

Em tempo de confinamento, encontram-se as “paisagens” em casa. A roupa, o livro, a madeira, o vidro, a revista, o objecto, e muitos outros elementos passíveis de olharmos para eles nesta altura, de um outro modo !

Tecidos