Dá a surpresa de ser

Dá a surpresa de ser É alta, de um louro escuro. Faz bem só pensar em ver Seu corpo meio maduro.

Seus seios altos parecem (Se ela estivesse deitada) Dois montinhos que amanhecem Sem ter que haver madrugada.

E a mão do seu braço branco Assenta em palmo espalhado Sobre a saliência do flanco Do seu relevo tapado.

Apetece como um barco. Tem qualquer coisa de gomo. Meu Deus, quando é que eu embarco? Ó fome, quando é que eu como?

10-9-1930 - Poesias. Fernando Pessoa. (Nota explicativa de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1942 (15ª ed. 1995) - 123.

sábado, 17 de abril de 2021

Jazz Standards (202)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in

http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Makin' Whoopee (#202) - Música de Walter Donaldson e Letra de Gus Kahn

O compositor Walter Donaldson e o letrista Gus Kahn escreveram “Makin’ Whoopee ”para o show da Broadway de 1928 “Whoopee!”, onde foi apresentado por Eddie Cantor. A composição “Love Me or Leave Me”, que também se tornou um standard de jazz, foi apresentada por Ruth Etting no espectáculo. Produzido por Florenz Ziegfeld, o musical teve 379 apresentações e teria durado mais se Ziegfeld não ficasse endividado e tivesse que encerrar o espectáculo. De acordo com David Ewen no Livro “Complete Book of the American Musical Theater”, “Ziegfeld teve que vender os direitos do filme para Samuel Goldwyn e deixar que Eddie Cantor actuasse como consultor e estrela do filme. O filme de 1930, que segue o argumento do musical da Broadway, foi o primeiro filme de Cantor e fez dele uma estrela. O musical Whoopee! teve mais tarde, em 1979, um reposição de sucesso na Broadway”.

Michelle Pfeiffer (Santa Ana, Califórnia, EUA, 29-04-1958) – cena do filme “The Fabulous Baker Boys”, onde contracena com os actores Beau Bridges e Jeff Bridges. Um filme dirigido por Steve Kloves, decorria o ano de 1989.

Uma interpretação excelente e sensual da lindíssima Michelle Pfeiffer, a mostrar mais uma faceta da sua carreira cinematográfica. Uma película, do género comédia-romântica, a ver pelas interpretações dos três principais actores.

Ella Fitzgerald (Newport News, EUA, 25-04-1917 — Beverly Hills, EUA, 15-06-1996) – do álbum “Someone To Watch Over Me”, com a “London Symphony Orchestra”.

Uma interpretação completamente diferente da anterior, mas que não deixa de ser excelemte, na voz inconfundível de Ella Fitzgerald.

Rachael MacFarlane (Kent, Connecticut, EUA, 21-03-1976) – para o álbum “Hayley Sings” de 2012.

A terceira voz de hoje, com um interpetação diferente das anteriores, mas muito agradável.

Oscar Peterson (Montreal, Quebec, Canadá, 15-08-1925 – Mississauga, Ontário, Canadá, 23-12-2007) e Stéphane Grappelli (Paris, França, 26-01-1908 — Paris, França 01-12-1997) – para o álbum “Oscar Peterson - Stephane Grappelli Quartet” com Oscar Peterson (piano), Stéphane Grappelli (violino), Niels Henning Oersted Pedersen (contrabaixo) e Kenny Clarke (bateria). Gravado em Paris, em 22 e 23 de Fevereiro de 1973.

Em termos instrumentais, dois exuberantes executantes de jazz, o pianista canadiano Oscar Peterson e o violinista Stéphane Grappelli. Mesmo sem vozes, podemos ouvir e interpretar as sonoridades do violino de Grapelli, muito bem acompanhado pelo piano de Peterson, Pedersen no contrabaixo e por Clarke na bateria. Este é um tipo de jazz, pelo qual podem começar a apreciar o instrumental.

Letra

Another bride, another June

Another sunny honeymoon

Another season, another reason

For makin' whoopee

A lot of shoes, a lot of rice

The groom is nervous, he answers twice

Its really killin'

That he's so willin' to make whoopee

Now picture a little love nest

Down where the roses cling

Picture the same sweet love nest

Think what a year can bring, yes

He's washin' dishes and baby clothes

He's so ambitious he even sews

But don't forget folks

That's what you get folks, for makin' whoopee

Another year, maybe less

What's this I hear? Well, can't you guess?

She feels neglected, and he's suspected

Of makin' whoopee

Yeah, she sits alone

Most every night

He doesn't phone, he doesn't write

He says he's busy

But she says, "Is he?"

He's makin' whoopee

Now he doesn't make much money

Only five thousand per

Some judge who thinks he's funny

Says, "You'll pay six to her"

He says, "Now judge, suppose I fail?"

Judge say, "Budge. Right into jail

You'd better keep her. I think it's cheaper

Than makin' whoopee"

Yes, yeah, you better keep her

Daddy, I think it's cheaper

Then makin' whoopee

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

8 comentários:


  1. Gostei muito de ver aqui este standard!
    Quando li na newsletter que hoje trarias aqui este tema, pensei logo na interpretação da Michelle Pfeiffer. Era inevitável! 😍
    Gostei muito da voz e da interpretação da Rachael MacFarlane (mais um nome que vim conhecer aqui) e gostei imenso de ouvir a versão instrumental-
    Hoje a Ella não esteve tão bem. Fica no 4º lugar.

    Ah, foi uma boa ideia colocares aqueles pequenos textos introdutórios a cada vídeo. Obrigada por mais um momento excelente, já a imagem de marca, aqui no teu blogue.

    Beijinhos em formato standard
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Michelle Pfeifer além de ser uma das minhas actrizes preferidas, mostra aqui a sua qualidade como intérprete e dá bastante avanço a muitas que se dizem cantoras e que afinal...
      Rachael MacFarlane, uma boa interpretação.
      Quanto à Ella Fitzgerald, penso que não é uma canção para ela, pelo menos e apesar de lhe reconhecer uma excelente voz e uma grande intérprete, fica para mim aquém das outras duas.
      A versão instrumental, são quatro grandes músicos, Oscar Peterson (piano), Stéphane Grappelli (violino), Niels Henning Oersted Pedersen (contrabaixo) e Kenny Clarke (bateria), e está tudo dito !
      Clara obrigado

      Eliminar
  2. Mais umas boas músicas para o fim de semana! :) Obrigado

    ResponderEliminar
  3. Michelle Pfeifer naquele momento é memorável!!
    Abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  4. Ouvi estes temas com atenção e reconheço que a interpretação de Michelle Pfeifer me surpreendeu.
    Boa semana Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Possivelmente terás de ver este filme que é bastante agradável. Existem mais composições interpretadas por ela na película.
      Manuela obrigado

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.