Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Jazz Standards (172)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

I'm Getting Sentimental Over You (#176) - Música de George Bassman e Letra de Ned Washington

Os irmãos Dorsey gravaram esta música para a etiqueta “Decca” (115) em 15 de Agosto de 1934 e para etiqueta “Columbia” (36065) em 24 de Setembro. A gravação da “Decca” foi a primeira a subir às tabelas, para o 20.º lugar.

Orquestra “Dorsey Brothers” (1934, Bob Crosby, vocal, N.º 20)
Tommy Dorsey e sua orquestra (1936, N.º 8)
Ink Spots (1940, vocal, N.º 26)
Jack Leonard (1941, vocal, N.º 21)
  
Os fracassados “Dorsey Brothers”, Tommy trombonista e em alturas trompetista e Jimmy “mestre-de-todas-as-palhetas”, começaram as suas carreiras, trabalhando em bandas na sua cidade natal, Pensilvânia, e a sua associação continuou quando se mudaram para Nova York, em 1925. Depois de quase uma década de trabalho “freelance” nos estúdios de gravação e na rádio (muitas vezes como, “Dorsey Brothers Orchestra”), os dois formaram a sua própria orquestra, a trabalhar em tempo integral, no ano de 1934.

Ella Fitzgerald (Newport News, EUA, 25-04-1917 — Beverly Hills, EUA, 15-06-1996) – para o seu LP editado pela Verve de 1960, “Ella Fitzgerald Sings Songs”


Gerry Mulligan (Queens Village, Queens, New York, EUA, 06-04-1927 - 20-01-1996)


Bill Evans (Plainfield, EUA, 16-08-1929 — New York, EUA, 15-09-1980) – Do album “A Simple Matter of Conviction”, com Bill Evans (piano), Shelly Manne (bateria) e Eddie Gomez (contrabaixo). Gravação nos “Van Gelder Studio”, Englewood Cliffs, New Jersey, em 4 de Outiubro de 1966.


Tommy Dorsey (Shenandoah, EUA, 19-11-1905 - 26-11-1956) e Orquestra – excerto retirado do filme Manhattan de Woody Allen, uma romântica comédia e drama americano de 1979.


Letra

Never thought I'd fall,
But now I hear love call,
I'm getting sentimental over you
Things you say and do,
Just thrill me through and through,
I'm getting sentimental over you.
I thought I was happy,
I could live without love
Now I must admit,
Love is all I'm thinking of
Won't you please be kind,
And just make up your mind
That you'll be sweet & gentle,
Be gentle with me
Because I'm sentimental over you

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

10 comentários:

  1. Tenho estado aqui embalada pelo tema, enquanto passeio entre páginas de papel e páginas eletrónicas. :) Muito agradável, Ricardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os "Standard" são normalmente composições que ficram célebres no panorama musical norte-americano e que constituiram grandes sucessos da altura, estreados e apresentados em musicais da Broadway e filmes de Holywood. Pena que em Portugal não haja um sítio onde se encontrem os nossos "Standard" como este "site" norte-americano que consulto e onde vou buscar informação para esta rúbrica "http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm".

      Obrigado Luísa

      Eliminar
  2. ADORO todos os filmes do Woody, sendo Manhattan um dos melhores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então vais gostar da minha nova rúbrica de cinema, já prometida há algum tempo e que irá para o "ar", no dia 19, com um realizador menos conhecido. O Woody Allen também irá aparecer, obviamente.

      Obrigado Teresa

      Eliminar
    2. Morro de curiosidade com a nova rúbrica, Ricardo, então cá estou no dia 19, mesmo que o realizador seja menos conhecido.

      Eliminar
    3. Teresa como podes ver, embora a música portuguesa como tu dizes "não ser a tua praia", ela é, a música mundial e neste caso no cinema, importantíssima. Além de ser a única linguagem universal, podemos constatar que apenas oito notas musicais, misturadas e trabalhadas, fazem com que os seres humanos comuniquem: rindo, chorando, odiando e amando, ou pura e simplesmente cantando, por todo esse Mundo fora !!!

      De cinema e só para rematar e não te deixar sem resposta, o primeiro realizador da minha nova rúbrica, é menos conhecido das pessoas, talvez na sua obra. O seu nome é/foi bastante falado. Dia 19 verás !

      Obrigado Teresa

      Eliminar
  3. A noite já vai alta e enquanto vou fazendo outras coisas, vou-me deliciando a ouvir estes temas, qual deles o mais bonito!
    Gostei da partilha Ricardo.

    ResponderEliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.