A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Estou ?! Posso pedir um disco ? (XXX)

De quem é esta escolha musical ?
Começa hoje e têm 2 dias para descobrir e 3 hipóteses de escolha. Mandem-me por “mail” quem pensam que é e eu irei respondendo.
Dia 4 divulgarei, para Todos, os Vencedores !

A/O Bloguer deixou uma mensagem do que o levou a escolher esta música:

O que seria a vida sem o amor. Sem vivermos com a nossa alma gémea, ou sem nos podermos perder com alguém, algures num dado momento da nossa vivência. A nossa estadia na Terra é impossível sem haver Amor. Sem ele não é possível sermos felizes !!!

Pedro Abrunhosa (20-12-1960)

19 comentários:


  1. Gosto muito deste tema, apesar de não ser a música que mais gosto do Pedro Abrunhosa... e a frase é inequivocamente denunciadora da pessoa que a escreveu!

    Vou mandar palpite!
    Beijinhos do norte...
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É denunciadora ? Manda o palpite e ver-se-à se acertaste !?
      Obrigado Afrodite

      Eliminar
  2. Bom dia, no meu caso é difícil descobrir quem fez o pedido, o pedido é de boam gosto.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O pedido tem uma excelente música e um excelente artista !
      Obrigado António

      Eliminar
  3. Como sempre, vou enviar os três palpites de uma assentada, Ricardo!
    ( Desta vez não vou fazer "batota"!! )

    Um abraço! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fazes batota ? :) ... isso não se faz !
      Obrigado Janita

      Eliminar
  4. Eu já enviei mail às 13:30 . Gosto do Abrunhosa ! Pela frase, não chegaria lá, embora me identifique totalmente com ela !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela tua participação Rui ! Também gosto imenso de Pedro Abrunhosa e da maneira de dizer as suas letras !

      Eliminar
  5. Adoro este tema do Abrunhosa...vou já enviar um palpite, mas só um, por tentativas pode ser que acerte. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com uma de cada vez sofre-se mais !
      Obrigado Manuela

      Eliminar
  6. Caro Ricardamigo

    Não gosto do Abrunhosa. Ponto

    Abç Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu como comentei anteriormente, Gosto !!!
      Obrigado Henrique

      Eliminar

  7. DROGADO JOVEM OU JOVEM DROGADO
    Acabo de publicar na NOSSA TRAVESSA um novo textículo de minha autoria que tem como título DROGADO JOVEM OU JOVEM DROGADO que se passa num RESTAURANTE-BAR (tasco) no qual retomo a linha neorrealista que tantas/os leitoras/es apreciam. Oxalá o mesmo se passe com este. Nela, e como lhe compete, o vernáculo reina, sem pejo, nem falsos pudores.

    Henrique, o Leãozão



    ResponderEliminar
  8. Gosto muito do Pedro Abrunhosa, assim como gostei da frase com que me identifico, mas sinceramente não faço ideia de quem se trata.

    Bom fim de semana Ricardo.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Adélia duas vezes, e já vais perceber quando eu re-editar o porquê !

      Eliminar
  9. Não gosto lá muito desse senhor (e vi-o duas vezes ao vivo, mas a convite)!
    Boa sexta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivémos numa democracia ! :))
      Obrigado M., gosto de te ver por aqui !

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.