Teus olhos contas escuras, são duas Avé Marias, dum rosário d’amarguras, que eu rezo todos os dias. - Fernando Pessoa

terça-feira, 22 de outubro de 2019

7.ª Arte - Steven Spielberg

Breves palavras sobre o que é para mim, o Cinema.

Durante os anos da minha juventude houve algo que me despertou o interesse e fez com que a minha ligação com os audiovisuais se tornasse, desde então, preponderante na minha vida. Esse algo foi o Cinema. A chamada 7.ª arte (arte da imagem) que quando dado o nome e na minha modesta opinião, ela reflectia somente a realidade do cinema mudo, por isso “arte da imagem”. Posteriormente a 7.ª arte tornou-se em algo muito mais complexo. A obra/filme tornou-se num conjunto de várias e ricas variáveis: a imagem, o texto, a cenografia, o som, o guarda-roupa, a interpretação, etc.. Tudo isso conglomerado e orientado de alguma maneira, por uma pessoa na arte de dirigir, o realizador.

Um bom filme, é como uma boa música ou um bom livro, é algo que deve ser visto mais que uma vez, para que nos apercebamos de coisas que numa só, é impossível. Um amante de cinema vê um filme duas, três vezes, para que nele possa visualizar todas essas variáveis de que falei anteriormente.

Vão passar por aqui alguns realizadores que fizeram e fazem parte do meu imaginário de cinéfilo. Nessa época, quando frequentei as salas de cinema em Lisboa, as filmografias de eleição eram: a italiana, a francesa, a alemã, a sueca, a espanhola, a nipónica, a americana. Mas passarão também, e obviamente, realizadores brasileiros e portugueses

Esta nova publicação intitulada 7.ª Arte, será muito de uma pequena mostra do que se via cinematograficamente em Lisboa, nos finais da década de 60 e 70, mas não só, porque teremos filmes muito mais actuais !!!
Tal qual, como todos vós, me reconhecem como um melómano amador, eu também sou um cinéfilo amador. O que vou trazer aqui foram/são obras que gostei/gosto e vi/revejo, e as minhas escolhas são apenas opiniões e gostos, livres de qualquer pretensiosismo !!!

No nome do realizador (se estrangeiro) e na maioria dos títulos dos filmes existem “links” para a Wikipedia (versão inglesa), por ser a plataforma mais abrangente e mais completa. Se pretenderem, na coluna esquerda dessas mesmas páginas, em baixo, tem normalmente, a escolha da tradução para a língua portuguesa.

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In Imdb - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Do cinema norte-americano trago-vos Steven Spielberg (18-12-1946), realizador com uma obra notável. Com 35 películas e 4 como realizador Amador, umas quantas como produtor e uns quantos galardões. Dele escolhi 8 filmes que vi, embora para além destes tenha visto outros. Os que aqui não coloquei, tal como “Jaws” (Tubarão), foi porque não gostei !

(1977) Close Encounters of the Third KindEncontros Imediatos de 3º. Grau


(1979) 1941


(1981) Raiders of the Lost ArkOs Salteadores da Arca Perdida


(1985) The Color PurpleA Cor Púrpura


(1987) Empire of the SunImpério do Sol


(1993) Schindler's ListA Lista de Schindler


(1998) Saving Private RyanO Resgate do Soldado Ryan


(2005) War of the WorldsGuerra dos Mundos


(1992) Entrevista com Steven Spielberg

15 comentários:

  1. Respostas
    1. Eu tendo um blogue de interesse público, não publico quando quero, tenho que ter as coisas organizadas para tentar publicar periodicamente. Rúbrica, como Cinema, Anedotas, Jazz, etc, etc.. tem artigos preparados cuidadosamente e com antecedência ! A seu tempo chegarão realizadores famosos, tais como o Steven Spielberg !
      Obrigado Teresa

      Eliminar
  2. Um homem capaz de nos fazer sentir todo o tipo de emoções.
    Não é isso o cinema??
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um visionário daquilo que os espectadores querem ver !
      Obrigado Pedro

      Eliminar
  3. Gosto de Spielberg, sempre que posso não perco um filme dele.
    Acho que é um génio do cinema

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é nem de longe nem de perto um dos meus realizadores preferidos, embora lhe faça justiça, por alguns filmes feitos !
      Obrigado Manuela

      Eliminar
  4. Escolheu muito bem _ Spielberg, é sensacional!
    Vi mais de duas vezes A lista de Shindeller, o 'O Resgate do soldado Ryan' e 'Encontros Imediatos de 3º Grau'. Só nao estou me lembrando do 'Salteadores da Arca Perdida'.Vou pesquisar para ver se ainda consigo ver no Netflix ou em algum canal de filmes da internet.
    Amo filmes,Ricardo.
    Obrigada das lembranças boas, abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava no programa de realizadores para esta rúbrica, obviamente. "Os Salteadores da Arca Perdida" é um dos melhores filmes de aventuras das últimas décadas.
      Obrigado Lis

      Eliminar
  5. Por norma ou defeito meu, não fixo os nomes dos cineastas, porém, Steven Spielberg é a excepção. Não sei se me apeguei ao nome por causa do ET ou pela série de filmes do professor, aventureiro, arqueólogo com início nos Salteadores da Arca Perdida, mas já vi todos os filmes que nos trouxeste.

    O meu preferido dos preferidos é "A Cor Púrpura" que já vi pelo menos três vezes. O drama e a comédia, misturam-se, de uma forma que nos absorve a atenção e o interesse, desde o do princípio até ao fim.

    Cá estarei para a 'Charada'.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A Cor Púrpura" é um bom filme !
      A charada sai hoje às 20:00
      Obrigado Janita

      Eliminar
  6. Um homem extraordinariamente inteligente, visionário e de muito talento.
    Vi quase todos os filmes dele com exceção (por opção) de Saving Private Ryan e War of the Lords

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De acordo com a tua primeira afirmação.
      "O Resgate do Soldado Ryan" é um filme de guerra, bem conduzido.
      O "The War Lord" não é do Spielberg é do Franklin James Schaffner, possivelmente quererias dizer "War of the Worlds".
      Obrigado Catarina

      Eliminar
    2. Sim, era war of the worlds a que me referia.

      Eliminar
  7. Não vi esses todos, mas os que vi foram do meu agrado. E mais o ET, claro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os que vi, nem todos gostei, mas gostei de muitos !
      Obrigado Luísa

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.