Teus olhos contas escuras, são duas Avé Marias, dum rosário d’amarguras, que eu rezo todos os dias. - Fernando Pessoa

sábado, 18 de maio de 2019

Eyes Thru Glass (37) - Alcobaça

Aqui neste blogue e no “Eyes thru Glass“ mostro aquilo que os meus olhos vêem, através da objectiva.

Aqui ficarão somente as fotos, sem texto ficcional e sem música, apenas uma breve introdução, onde são tiradas e quando, e eventualmente alguma especificação técnica.

Nos dias 19 de Setembro de 2016 e 30 de Agosto de 2018, vagueei por Alcobaça e “bati” bastantes fotos e deixo aqui apenas uma pequena mostra.














23 comentários:

  1. Também visitei o Mosteiro de Alcobaça.
    Sempre gostei de visitar igrejas, capelas, mosteiros...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu gosto muito, mesmo não sendo crente:-*

      Eliminar
    2. Eu também gosto imenos de visitar templos sejam eles de que religião forem !
      Obrigado Catarina

      Eliminar
  2. Excelentes fotos.
    Andei por lá numa visita de estudo o ano passado.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito interessante e em Agosto estava em mau estado na parte exterior. Precisa/va de limpeza e necessitam tratar e controlar a comunidade de pombos !

      Eliminar
  3. Há anos que não visito Mafra. Abriste-me o apetite ao ver estas fantásticas fotografias!!!

    Continuação de bom fim-de-semana:-*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresa, isto é Alcobaça não é Mafra !
      Bom fim de semana e ainda bem que despertei curiosidades culturais !

      Eliminar
  4. Um olhar bem dirigido e lindamente conseguido, apesar destas fotos se parecerem um pouco com as minhas...>/ na pouca luminosidade!

    Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  5. Ricardo, é pecado que não merece perdão pelo arrependimento - só restaurada a falta: não conheço Mafra, mas da próxima vez que for a Lisboa, lá estarei. Ficaram lindíssimas tuas fotos e nos convidam a visitar essa maravilhosa cidade com tanta história. Parabéns pela postagem! Abraço fraterno! Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estamos em Mafra, estamos em Alcobaça !
      Obrigado Silo Lírico

      Eliminar
  6. Parabéns Ricardo por esta excelente mostra fotográfica!
    Os pormenores captados são simplesmente magníficos!
    «Quem passa por Alcobaça
    Não passa sem lá voltar...»
    Beijo, feliz domingo.

    ResponderEliminar
  7. Belíssimas fotos, como sempre ! :)

    Já lá voltei várias vezes. Umas pelo mosteiro, outras de passagem em passeio e ainda outras para comer o frango na púcara (frente ao mosteiro) ! :))

    Abraço, Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim frango na púcara, muito bom ! :)
      Pena o estado (Agosto 2018) deteriorado do Mosteiro em termos de limpeza !
      Obrigado Rui e Abraço

      Eliminar
  8. Esse monumento é um grande livro de história, Ricardo :)
    e ficou bem fotografado !!! há tempo que não passo por Alcobaça, mas lembro-me que fiquei impressionada pela altura do mosteiro, um dos maiores construídos pela ordem de Cister :) também me falta conhecer a vila de Alcobaça e arredores :)
    abraço, bom fim de semana
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alcobaça é passagem obrigatória para ver o Mosteiro e conhecer a cidade !
      As fotos são apenas uma pequena mostra !
      Obrigado Ângela

      Eliminar
  9. Fui lá com a mulher e as filhas em Julho do ano passado.
    E almoçámos mesmo ao pé.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  10. Fotos muito bonitas de um lugar que gosto muito.
    A luminosidade e as cores ficaram fantásticas.

    ResponderEliminar
  11. Gosto tanto de Alcobaça...
    Gosto tanto do seu Mosteiro...
    Gosto tanto dos doces da Alcoa...
    E gostei imenso das tuas fotos.
    Por momentos senti-me transportar até lá :))

    Beijinhos e obrigada pela boleia
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto também, mas fico sempre desiludido e triste, ao ver monumentos em estado de grande sujidade ! :((... nomeadamente cheios, como estava na altura o Mosteiro, de dejectos de pombos (um estilo de raça humana com asas !!! :)) :(( )
      Obrigado Clara

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.