Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

terça-feira, 17 de abril de 2018

Raúl Solnado (2)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

O grande Raúl Solnado. Embora nunca o tenha conhecido pessoalmente, foi alguém porque quem sempre nutri muita carinho e admiração. Acompanhei a sua carreira de humorista e vi-o algumas vezes no Teatro. Recordo as duas vezes que me lembro melhor. A peça “O Vison Voador” (1969) no desaparecido Teatro Laura Alves, e uma revista, no também desaparecido, Teatro Monumental, chamada “Prá Frente Lisboa”. Lembro-me de uma música que se chamava “Malmequer”, que fez um sucesso estrondoso na época. Também na RTP o segui. Destaco o grande “Zip Zip” (1969) com o Fialho Gouveia e o Carlos Cruz, e o excelente concurso “A Visita da Cornélia” (1977).

Raúl Solnado (19-10-1929 – 08-08-2009) – É um actor, humorista português e apresentador de televisão. Foi galardoado com a Ordem do Infante D. Henrique (OIH)

História da Minha Vida

10 comentários:

  1. "Pois que seja a última vez que nasces sozinho!!"
    Quem é que pode esquecer?? :))

    ResponderEliminar
  2. E o seu lugar ainda não foi preenchido !!!
    Referes bem o "Zip-Zip" e a "Visita da Cornélia", os dois programas que mais o revelaram ao público em geral, mas mesmo para além disso um humorista de excepção em qualquer tipo de espectáculo !
    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui penso que nunca será preenchido o lugar. Tal como sucedeu com o Vasco Santana e ou o António Silva. São artistas ímpares no panorama das artes portuguesas, neste caso da Arte do Teatro !
      Obrigado e Abraço

      Eliminar
  3. Há artistas que nunca esquecemos, não é mesmo?
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Raul Solnado não só era muito bom, como tinha "nível"!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Embora "baixo tinha um nível muito elevado !
      Obrigado M

      Eliminar
  5. Raul Solnado uma figura que fez história e que nunca se perderá na nossa memória, bem como em todos os programas em que participou.
    Uma partilha alegre que adorei recordar Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vão haver mais das histórias que muitos de nós ouvimos já, dezenas de vezes !
      Obrigado Manuela

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.