Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Inesquecíveis (VI)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos) e (http://memoriaglobo.globo.com/ da TV Globo)

Novela:          Roque Santeiro                             
Ano:               1985  
Tema:             A Outra         
Intérprete/s:   Simone Bittencourt de Oliveira (25-12-1949)                          
Autor/es:        Ivan Lins e Vitor Martins


Novela:          Tieta do Agreste
Ano:               1989  
Tema:             No Rancho Fundo 
Intérprete/s:   Chitãozinho & Xororó (1970)                              
Autor/es:        Ary Barroso/ Lamartine Babo


29 comentários:

  1. Boa noite
    Foi bom recordar estes temas.Só me resta agradecer a tua partilha.
    Estou aqui a nadar com as alterações do G+

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luís aqui na minha casa não é preciso agradecer. É preciso é vir cá, quem quiser vir claro e ouvir a música que por aqui passa.

      Obrigado

      Eliminar
  2. o que a música pode fazer Ricardo!
    um milagre de sons que nos alimentam o coração e a alma :)
    abraços
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A música é talvez a única verdadeira linguagem Universal !

      Obrigado Ângela

      Eliminar
  3. Outra rubrica tua que eu gosto imenso!!

    Simone... que delícia!!
    Esse tema, "A Outra", não ficou tanto no ouvido como aquela que o Pedro Coimbra anseia por ouvir, a da Elba Ramalho.

    O chorinho fez-me recuar as minhas memórias até ao deserto do Agreste.
    Tieta foi uma novela com um sucesso estrondoso! Pensar que esteve para não ser transmitida em Portugal pois queriam censurá-la...

    Obrigada por estes momentos de memórias felizes
    Beijinhos suaves
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Simone além de ter sido jogadora de basqueteol da selecção brasileira é uma Mulher que canta deliciosamente. Tem um timbre de voz muito especial e é das vozes diferentes e menos comuns que eu me alimento em termos musicais.

      O Pedro tem de aguentar. Lá chegaremos à Elba Ramalho, aquela mulher lindíssima e e de aspecto fogoso ! Nordestina acho eu !

      Dois temas que gostei imenso. O da Simone é muito bom !!!

      Obrigado Afrodite

      Eliminar
  4. Curioso como me lembro bem da novela Roque Santeiro, e esta canção "A Outra" não me diz nada, embora tenha gostado muito de a ouvir, na voz sensual de Simone Betencourt.

    Já esta bela canção sertaneja, que tão bem me lembro de ouvir das noites de forró, na Tieta do Agreste, foi uma agradável recordação que adorei relembrar.

    O Chitãozinho e Xororó, vi-os actuar há pouco tempo atrás no programa do Faustão na TV Glogo.
    Agora já ouvi duas vezes. O que eu gosto destas músicas do Sertão...:)

    Em certa medida, mas com mais sentimento, lembram-me as canções dolentes alentejanas.

    Gostei muito, destes "Inesquecíveis", Ricardo!

    Béléza!!...

    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostos não se discutem. Eu gosto imenso de "A Outra", mas também gosto de "No Rancho Fundo". Já percebi que gostas de músicas sertanejas, fazem-te lembrar os cantares alentejanos ! :)

      Obrigado Janita

      Eliminar
    2. O tema "A Outra" está relacionada com a personagem Lulu e a letra encaixa com a história dessa personagem !

      In http://memoriaglobo.globo.com/ da TV Globo

      A sofrida Lulu (Cássia Kiss) é outra personagem relevante de Asa Branca. Ela é a menina que diz ter visto Roque (José Wilker) depois de morto, fato que modificou inteiramente sua vida. Muitos achavam que ela deveria dedicar-se à religião e entrar para um convento, mas ela acabou se casando com o comerciante Zé das Medalhas (Armando Bógus), e vive reprimida pelo marido. Ele a obriga a ficar em casa como uma prisioneira, cuidando dos filhos. Sufocada com tamanha opressão, Lulu decide dar uma reviravolta em sua vida, e acaba se envolvendo com o mau-caráter Ronaldo César (Othon Bastos), ex-marido de Matilde (Yoná Magalhães), que aparece em Asa Branca para explorar a ex-mulher.

      Eliminar
    3. Ricardo,

      Quando referi que a canção não me dizia nada não quis dizer que não gostava...apenas que não me lembrava!
      Obrigada, pela resenha relacionada com a música! Fiquei a recordar melhor essa parte da novela, mas a canção ficou mergulhada no fundo da minha des) memória.

      Um abraçaço! :)

      Eliminar
    4. Depois de escolher as músicas que tenho vindo a publica, também houve muitas que já não me lembrava delas !

      Obrigado Janita

      Eliminar
  5. Estive a ouvir e lembrava-me das músicas - acho que nunca tinha visto os cantores de "No rancho fundo". Gostei muito, obrigada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Gabriela ! Ainda bem que gostaste, vai aparecendo. Por aqui temos sempre boa música.

      Obrigado

      Eliminar
  6. Lembro bem ambas.
    De duas das grandes novelas que a televisão passou.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, musicas e novelas que ficaram no coração dos portugueses, hoje são recordadas ao contrario de outras que são esquecidas.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas das quais vos tenho trazido música são carismáticas !

      Obrigado António

      Eliminar
  8. Olá Ricardo


    Hoje vim apenas deixar o meu beijinho.

    Até breve.

    Adélia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adélia fico muito feliz por tudo ter corrido bem e estares a recuperar. Vai com calma. Esperamos ver-te em Abril no Porto !

      Obrigado pela tua visita

      Eliminar
  9. Poderá parecer estranho ou até inacreditável, mas não me lembro, nem de uma, nem de outra, para além da Simone (brasileira), claro !
    :(( ... Os anos 82 a 93 foram para mim "terríveis", de trabalho, em que saía de casa por volta das 7 e regressava por volta das 21, sempre em trabalho intenso em várias empresas a 40 kms de casa e sem auto-estradas ! ...
    Uma altura em que os filhos, adolescentes, precisavam muito de mim, dos meus conselhos e do meu acompanhamento escolar ! ... e o tempo à noite, era muito pouco para tudo ! :(
    Um tempo em que quase deixei de ver TV à semana, mas claro que me recordo de se falar (e de ver de vez em quando algumas imagens) dessas duas telenovelas !

    Nesta tinha mesmo que pesquisar e ver as pistas nos comentários anteriores ! :)))
    Abraço, Ricardo !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu passei pelo mesmo que tu na década de 90, quando comecei a andar na rua, a dar assistência informática a clientes. Corri o País de Norte a Sul, foi muito bom, agradável e cansativo, mas teve o seu lado negativo, familiarmente !

      Obrigado Rui e um abraço

      Eliminar
  10. Caro contemporâneo Ricardo Santos.
    Peço-te escusas pela minha ausência no seu imperdível espaço cibernético.
    Estas telenovelas fizeram sucesso estrondoso também aqui, mas não as assisti, porque nesta época estudava a noite.
    Não vejo a hora de revê-lo no mês de abril vindouro.
    Caloroso abraço. Saudações musicais.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação e com muito gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Professor João Paulo
      As Pessoas visitam-me quando podem ou quando querem.
      O "Pacto" é uma democracia plena, sem propaganda, sem coacção e sem aldrabices !
      Eu também não o visito muito !

      Um abraço e lá nos veremos em Abril, espero !

      Eliminar
  11. Ricardo, que nostalgia !
    Voltai ao tempo em que via novelas com entusiasmo, agora nem sei as que passam na tv :)
    Lembro-me bem da frase do Roque Santeiro: "Tô certo, ou tô errado?"
    E da beata Perpétua na Tieta do Agreste, que guardava no armário uma misteriosa caixa cujo conteúdo só foi revelado no final :)

    Foi tão bom recordar :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A frase era do Sinhôzinho Malta que abanava o pulso com o seu relógio de ouro e dizia "Tô certo ou tô errado, Porcina !" interpretado pelo grande actor Lima Duarte.

      Sim a caixa da beata Perpétua, um papel assombroso desempenhado pela grande actriz Joana Fomm.

      Obrigado Fê

      Eliminar
  12. Duas novelas que acompanhei, no tempo em que via novelas... :) Agora, nem novelas, nem séries... vejo pouquíssimo a TV.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais ou menos o mesmo que eu ! Vejo cinema quando é bom, uma ou duas séries, às vezes, e prefiro andar na Blogosfera !!!

      Obrigado Luísa

      Eliminar
  13. São músicas que ficam,Ricardo _ o tempo passa outras vem mas sempre vamos lembrar dessas.A segunda é emblemática- um rancho bem distante quase o fim do mundo com lembranças da cidade _ muito bonita! as novelas já estiveram melhores hoje acompanho quando nao tenho mais nada melhor pra ver. Meu interesse mudou_mas sempre são interessantes quer para observar comportamentos ou apenas distrair.
    Ah e a música Ricardo quanto nos fala ao coração! e filmes eu vejo até os ruins... rs
    um abraço da
    lis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas músicas são muito bonitas, e as que eu virei a passar aqui de seguida também. Por isso, vai passando que vais recordando canções maravilhosas !

      Obrigado Lis

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.