Lisboa ainda

Lisboa não tem beijos nem abraços, não tem risos nem esplanadas, não tem passos, nem raparigas nem rapazes de mãos dadas, tem praças cheias de ninguém, ainda tem Sol mas não tem nem gaivota de Amália nem canoa, sem restaurantes, sem bares, nem cinemas, ainda é fado, ainda é poemas, fechada dentro de si mesma ainda é Lisboa, cidade aberta, ainda é Lisboa de Pessoa alegre e triste, e em cada rua deserta, ainda resiste

Manuel Alegre, 20 de Março de 2020


quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Estou ?! Posso pedir um disco ? (I)

Breves palavras sobre os discos, antigo suporte magnético que, actualmente, continua a ter imensos adeptos, dado que está cientificamente provado que a qualidade sonora do vinil é superior à do CD, dizem !

Os 78 rpm (rotações por minuto) eram os antigos discos, de goma-laca, que tocaram durante alguns anos nos gramofones dos nossos avós.

Os 33 rpm (rotações por minuto) eram os antigos “LP” (Long Play) de vinil que tocavam nos nossos antigos gira-discos.
Os 45 rpm (rotações por minuto) era os “singles” ou “EP” (Extended Play), também em vinil. Ambos fizeram a delícia das gerações de 60 e 70.

Esta nova publicação viverá, exclusivamente, dos vossos pedidos por “mail” para o meu “email” ricardosantos1953@gmail.com, com a música que pretendem ouvir e umas breves palavras sobre o porquê que ela vos foi/é querida, palavras essas que serão mencionadas aqui na rúbrica.

Podem começar a enviar os vossos pedidos já hoje. Eles serão atendidos por ordem de chegada, dos “mails”.

Serão apresentados dois vídeos, do Youtube. Um será com a escolha de quem me enviou o “mail” e o outro uma escolha minha. Também darei algumas indicações adicionais sobre a composição, compositor e intérprete. Isto caso a música exista e haja informação adicional sobre ela.

Hoje, um diálogo e um pedido (de onde é que eu conheço esta história J !!!), que começa aqui em baixo…

- Estou ?! Posso pedir um disco ?
- Claro que sim ! diga-me o que quer ouvir ?
- Tem o “Tac Tac Manjerico” pelo Conjunto Maria Albertina ?
- Essa música não existe !
- Não ???
- Não, não existe !!! Já vasculhei aqui no estúdio pelos CD do grupo Maria Albertina e pesquisei na Internet e é “treta!”… Se quiser posso pôr outra ?!

- Pode sim !. Muito obrigado !

Conjunto Maria Albertina (1959 até ao presente) - É um grupo musical de música popular portuguesa, fundado em 1959, por António Rodrigues e pela sua filha Maria Albertina, com apenas 13 anos, que tocava acordeão. Esta cantora não é a Maria Albertina que é mãe do locutor Cândido Mota.
"Avé Maria do Coração" foi o primeiro sucesso do grupo a que se seguiram muitos outros. O mais popular deles, “O Emigrante” de 1977, foi um dos primeiros discos de ouro, em Portugal.
O grupo abrilhantou milhares de festas e arraiais, em Portugal e junto das comunidades de emigrantes. Ainda em 1977 participaram no Festival RTP da Canção com o tema "A flor e o Fruto", ao qual se seguiu um interregno na carreira.
Em 2002 reagruparam-se e lançaram o álbum “Conjunto Maria Albertina – 20 anos depois”.

De tomar em consideração estas importantes informações do Rui Espírito Santo.

Rui Espírito Santo, em 5 de novembro de 2015 às 22:34

Já agora, uma pequena (importante) correcção: Este conjunto foi criado pelo António Rodrigues (músico) e pela sua filha (acordeonista) Maria Albertina, mas a vocalista 
era a Fernanda Gonçalves ! A Wikipédia aqui está errada quando diz (referindo-se ao nome Maria Albertina) "esta cantora, não é a mãe ,..."

Do Livro "Monografia de Ermesinde" (em que eu participei com imenso material ), aqui está:

A Marcha do S. João da Gandra, a letra, o Conjunto Maria Albertina, a cantora Fernanda Gonçalves.
O Meu pai era esse senhor à esquerda na foto (Alberto Delgado). Um enorme dinamizador 
e grande entusiasta de Ermesinde ! 




Desculpa Ricardo que a minha correcção é à Wikipédia e não a ti ! :)

24 comentários:


  1. Olha que rubrica tão interessante!!!
    Muito bom!!
    Mas é que vou MESMO pedir um disco! Qual é frase!?
    Vou pensar em alguma que tenha saudades de ouvir... e envio-te depois por mail a minha escolha.

    Este tema de estreia da tua nova rubrica «Estou ?! Posso pedir um disco ?» recordo-me vagamente dele. Mas também não admira... se foi ao Festival RTP da Canção em 1977 então já o ouvi com toda a certeza!

    Parabéns... e fico a aguardar com expectativa as próximas edições!
    Beijinhos "riscados"
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos ver se consigo fazer com que as pessoas lhe "peguem" e tenham interesse em mostrar aquilo que gostaram de ouvir um dia !

      Pois o "Conjunto maria Albertina" é um grupo com uma história bem antiga !
      Para tua informação, já temos o primeiro pedido. O nosso amigo Rui decidiu enviar-me um "mail" e pedir um disco.

      Obrigado Afrodite

      Eliminar
  2. hehehe... Olha que maravilha, Ricardo ! :))) Sempre "pegou" esta excelente proposta ! :))

    Portanto, a avaliar pelo teu texto, trata-se de recordar discos antigos, não sendo tão importante a sua qualidade técnica ou perfeição, ou que seja a "maravilha das maravilhas" !
    O importante é que haja um elemento que nos ligue ao tema em causa e nos provoque saudades ?! …
    Posso então pedir o disco ? ... Ai tenho que dizer a frase :
    "na mercearia do padeiro paga tudo por inteiro" ! ... e agora o disco e as suas "razões: vai por mail , como pedes ! ... rsrs

    Quem não se lembra dos “Discos pedidos” ? … e do “posso dizer a frase ? …”
    … E já agora, por falar no Conjunto Maria Albertina , mais uma surpresa :
    Ela era minha vizinha, de Ermesinde, quase da minha idade, o seu pai era muito amigo do meu e por isso foi desafiado pelo meu pai a fazer a música para a letra da Marcha das Festas do S. João da Gandra, de Ermesinde, organizado todos os anos pelo meu pai , que também era o autor da letra !
    Acompanhei-lhe sempre todos os primeiros passos e foi um enorme orgulho vê-la no Festival ! :))

    Abraço !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já agora, uma pequena (importante) correcção :
      Este conjunto foi criado pelo António Rodrigues (músico) e pela sua filha (acordeonista) Maria Albertina, mas a vocalista era a Fernanda Gonçalves !

      A Wikipédia aqui está errada quando diz (referindo-se ao nome Maria Albertina) "esta cantora, não é a mãe ,..."

      Desculpa Ricardo que a minha correcção é à Wikipédia e não a ti ! :)
      .

      Eliminar
    2. Ora Rui, tu vais ser o primeiro Cliente desta nova rúbrica. Vou tentar publicar sempre que tenha tema e para isso vou reservar sempre 3/4 dias para o fazer. Um acordo amigável entre as minhas publicações semanais e esta nova rúbrica.
      Vou começar a preparar o teu pedido.

      Rui obrigado pela achega e à correcção da Wikipédia, onde nem sempre os dados estão correctos.

      Obrigado e um Abraço

      Eliminar
  3. Mas porque razão os discos não podem ser pedidos aqui, Ricardo? Na Rádio, a transmissão do programa era em directo!
    Torna lá isto mais simples, por favor. Vais ver que terás mais 'ouvintes'

    Posso fazer o pedido? Então diz lá qual é a frase!

    Volto mais tarde para saber a resposta à minha proposta.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita

      Sem querer entrar em polémica, a rúbrica vai ser assim como eu projectei, porque eu não tenho tempo para actualizar as publicações todos os dias e estar aqui horas seguidas para o fazer !
      O trabalho de pesquisa demora sempre algum tempo e eu gosto de fazar as coisas bem feitas e assim terei tempo para procurar.

      Obrigado

      Eliminar
    2. Está certo e correcto, Ricardo.

      Enviarei o meu pedido por correio!

      Obrigada.

      Eliminar
    3. Eu estava a contar contigo ! Obrigado Janita

      Eliminar
  4. Ricardo, vou alinhar!
    Amanhã ajudo a entupir a tua caixa do correio.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dia conto aqui a anedota do desentupidor atómico !!! :)))
      Fico á espera do teu pedido.

      Obrigado Isabel

      Eliminar
  5. Muito engraçada, a ideia, Ricardo!

    Beijinhos. :)

    ResponderEliminar
  6. Então vou fazer um pedido (e eu aqui há dias a dizer que não era uma rubrica de discos pedidos...).
    Aquele abraço, bfds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O teu pedido foi aceite, estás em 5º. lugar na publicação !

      Obrigado Pedro

      Eliminar
  7. TODOS:

    A publicação dos "Discos Pedidos" será gradual e sem interferir com as minhas publicações normais. Guardarei sempre 2 dias para intervalar com as minhas. Neste momento, há cinco "mails" de pedidos.

    Obrigado a TODOS e podem continuar a enviar.

    ResponderEliminar
  8. Parece-me uma óptima ideia, agora tenho é de pensar bem em qual o disco que poderei pedir e vir ver quais são os que já foram pedidos.
    um beijinho e bom fim-de-semana
    Gábi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gabriela não precisas ir ao Google à procura do disco !!! :))
      Ainda somente há cinco pedidois, seria um coincidência muito grande que a tua fosse igual à dos que já me enviaram o pedido.
      Não te esqueças é de me dar o link do Youtube da versão que queres. E dizeres porque motivo escolheste esta música !!!

      Obrigado

      Eliminar
  9. Oi Ricardo
    Voce sempre nos surpreendendo com boas ideías.
    Logo logo envio meu pedido ok?
    abraços

    ResponderEliminar
  10. Conta, e já, comigo.
    E acabei de ouvir este primeiro disco.
    Tenho aqui alguns, LP, mas não são portugueses e tinha uma coleção de música brasileira, fantástica, que desapareceu.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria

      Já tenho agendamento para o teu pedido. Vai para o ar em sétimo lugar, no dia 1 de Dezembro. Desculpa ser tão tarde, mas tenho de respeitar a ordem dos "mails"

      Achei o teu texto muito engraçado e inteligente !

      Muito Obrigado !!!

      Eliminar
  11. Gostei da ideia. Tenho andado muito ausente destas lides e só hoje vi o mail com o link para este post. Conta com um pedido meu. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que conto com o teu pedido. Manda !!!...

      Obrigado Luísa

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.