Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Viana do Castelo (I) - Templo de Santa Luzia

Breves palavras
 
Como todas as fotografias que aqui trago, executadas por mim, estas de Setembro de 2005, mostram mais uma vez a incúria a que se votam todos os monumentos
nacionais. O Templo de Santa Luzia é mais um exemplo da falta de limpeza e da intempérie a actuar sobre o mesmo.
Eu propunha que todos os autarcas deste país contemplassem nos seus orçamentos verbas anuais para limpeza destas provas irrefutáveis da nossa história de quase mil
anos, como Povo, outrora importantíssimo para a Civilização. Se não acontecer algo semelhante, para a preservação deste fabuloso património, vão ficar as provas
fotográficas, unicamente.
 
A Basílica ou Templo do Sagrado Coração de Jesus, mais conhecido por Templo de Santa Luzia está situada no alto do monte deste nome, na cidade de Viana do Castelo,
em Portugal, donde se vislumbra uma vista ímpar da região, que concilia o mar, o rio Lima (Lethes) com o seu vale, e todo o complexo montanhoso, panorama considerado, como um dos melhores do mundo segundo a “National Geographic Magazine”.
O projecto da igreja é do arquitecto Miguel Ventura Terra, com óbvia inspiração na Basílica de “Sacré Cœur” em Montmartre, Paris.
O início dos trabalhos foi em 1903 por iniciativa do padre António Martins Carneiro. Ventura Terra seria substituído, em 1925, pelo arquitecto Miguel Nogueira que orientou a
última fase das obras. Edificada sobre uma planta em forma de cruz grega. A sua arquitectura tem elementos neo-românicos, bizantinos e Góticos. Na entrada está colocada uma de estátua bronze do Coração de Jesus do escultor Aleixo Queirós Ribeiro, inaugurada em 1898. No interior, o altar-mor, tem dois anjos da autoria do escultor Leopoldo de Almeida, ao centro encontra-se o coração de Jesus (réplica do trabalho em bronze do escultor Aleixo Queirós Ribeiro) trabalho acompanhado pelo Jovem escultor Martinho de Brito, as obras foram esculpidas em mármore de Vila Viçosa. Os vitrais das rosáceas foram executados na oficina de Ricardo Leone, em Lisboa, o fresco que representa a via-sacra e a Ascensão de Cristo, na cúpula, tem como autor, M. Pereira da Silva. A Basílica, possui ainda um Carrilhão composto por 26 sinos. Todo o trabalho no granito e no mármore são fruto da dedicação e profissionalismo de Emídio Pereira Lima, mestre canteiro. O santuário só ficaria concluída em 1943, embora tenha sido aberto ao culto em 1926. Bem perto situa-se uma citânia (*) também conhecida por Cidade Velha.        
 
Sobre o arquitecto…      

Miguel Ventura Terra (Seixas (Caminha), 14 de Julho de 1866- Lisboa, 30 de Abril de 1919), foi um arquitecto português de formação portuguesa e francesa. Preocupava-se
com a elegância e funcionalidade dos edifícios. Estudou arquitectura no Porto e esteve em Paris, como pensionista do estado, onde frequentou a “École Nationale et Speciale de Beaux-Arts” e foi discípulo de Victor Laloux, arquitecto autor da Gare de Orsay, hoje Museu de Orsay. Ventura Terra foi distinguido pelo Rei D. Carlos que lhe ofereceu o compasso que pertenceu a João Frederico Ludovico, autor do projecto do Convento de Mafra. Em 1908 foi eleito para a Câmara Municipal de Lisboa, onde permaneceu durante a primeira vereação republicana, até 1913. Está sepultado em Seixas, Caminha.
 
Destacam-se entre os seus projectos arquitectónicos, os seguintes:        

Casa Ventura Terra - Prémio Valmor, 1903, Rua Alexandre Herculano, 59;
Casa Viscondes de Valmor - Prémio Valmor, 1906;
Palacete Mendonça - Prémio Valmor, 1909;
Edifício na Rua Alexandre Herculano, n.º 25 - Prémio Valmor, 1911;
Renovação do Palácio de São Bento, nomeadamente da Sala das Sessões, da Sala dos Passos Perdidos e do projecto inicial da Escadaria Nobre;
Maternidade Alfredo da Costa;
Sinagoga de Lisboa;
Liceu Camões (actual Escola Secundária de Camões);
Liceu Pedro Nunes (actual Escola Secundária Pedro Nunes);
Teatro-Club de Esposende (hoje Museu Municipal de Esposende);
Teatro Politeama (Lisboa);
Edifício do Banco Totta & Açores, na Rua do Ouro, em Lisboa;
Igreja de Santa Luzia (Viana do Castelo);       
 
Sobre Viana do Castelo…      
 
Viana do Castelo é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Viana do Castelo, na região Norte e sub-região do Minho-Lima. É sede de um município com 314,36 km² de área e cerca de 36 750 habitantes no seu núcleo urbano e 91 362 (2008) em todo o concelho, subdividido em quarenta freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Caminha, a leste por Ponte de Lima, a sul por Barcelos e Esposende e a oeste tem litoral no Oceano Atlântico. Capital de distrito, conhecida pelo cognome de "Princesa do Minho", Viana do Castelo estende-se entre o mar e o rio Lima, num amplo vale delimitado, a norte, pelo monte de Santa Luzia. As origens do povoamento remontam a antes da era cristã como o comprovam as ruínas de um castro (**) ou citânia (*) no alto da colina de Santa Luzia, mas a sua fundação deve-se a D. Afonso III, que lhe concedeu foral em 1258, dando o nome de Viana da Foz do Lima ao aglomerado de povoações em volta do lugar do Adro, actual Praça da República.   
 
(*) - citânia - s. f. - Nome dado a várias povoações fortificadas, pré-romanas, da Península Hispânica.    
(**) - castro - s. m. -  Castelo (de origem romana ou pré-romana).    
 
Sobre o ponto de vista musical, um trecho do álbum intitulado “Galinhas do Mato” do álbum de José Afonso com o mesmo nome, editado originalmente em 1985, pela editora Transmédia Lda.. Aqui na versão em CD, da editora MVM Records de 2002. A música escolhida é interpretada por Catarina e Marta Salomé e acompanhada, por vários músicos portugueses, a saber: Carlos Zíngaro (violino); Fernando Ribeiro (acordeão); António Emiliano (piano); Sérgio Mestre e Paulo Curado (flauta transversal); José Pedro Caiado (flautas doces); Adácio Pestana (trompa); Tomás Pimentel (trompete); José Oliveira (trombone); Carlos Martins (saxofone alto); Rui Cardoso (saxofone tenor); Sílvio Pleno (clarinete); David Gausden (baixo); João Nuno Represas (tumbadoras, darabuka e latas); João Seixas (adufe) e Guilherme Inês (bateria).   
 

17 comentários:

  1. Estou a conhecer cada vez melhor os recantos do meu País.
    Até nisso a blogosfera é excelente.
    Aquele abraço!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro ainda bem que estando tu tão longe podes visitar sempre os recantos do Mundo aqui na nossa Blogoesfera !
      Obrigado

      Eliminar
  2. Estive em Viana do Castelo há muitos, muitos anos. Tenho que lá voltar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luísa se as minhas fotos te despertam alma de andarilho, então vais dar umas voltas agradáveis aqui pelo nosso País ! :))

      Eliminar
  3. Passando pra deixar um abraço, j[a é bem tarde_costumo aproveitar as madrugadas...
    Gosto muito de fotografar e conheço bastante Portugal pelas fotos dos amigos daqui da net_ já o Brasil é grande demais e nem eu sendo brasileira conheço bem rs
    Obrigada por compartilhar um vídeo e explicações.
    um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lis este monument em Viana do Castelo a norte de Portugal é um peça arquitectónica muito bonita de se ver. É um templo cristão diferente de todos os outros que eu conheço aqui em Portugal.
      As explicações são algo que eu gusto sempre de dar para que as pessoas que não conhecem, fica minimamente elucidadas sobre o que é.
      Obrigado

      Eliminar
  4. Excelente, Ricardo ! ... Eu conheço bem, porque é um dos locais onde vou com alguma frequência ! .... Um local "obrigatório" para quem vai a Viana, de onde se tem uma panorâmica magnifica em redor ! ... Gosto também de passar pela Pousada, a cerca de 200 metros deste Templo !

    Nota :Gostei de ver lá em cima a nova ilustração do "Pacto Português" ! rsrs ... sinto-me honrado ! eheheh

    Abraço ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu infelizmente, desde que deixei a área técnica já não viajo tanto como viajava. E fiquei a gostar muito do Norte do País, pena não poder viajar todas as semanas e algumas delas para Viana, ou Porto, ou Braga, ou Lâmego, sei lá...
      A foto será sempre uma recordação tua no meu Blog.
      Obrigado e um Abraço

      Eliminar
  5. Excelente, Ricardo ! :)) Conheço bem, porque vou lá com alguma frequência. Um local com a melhor panorâmica sobre toda a cidade !!!
    Gosto também de passar pela Pousada, cerca de uns 200 metros do Templo e um sítio agradabilíssimo !

    Nota - Gostei de ver a nova imagem do "Pacto Português" ! rsrs ... Uma honra ! eheheh

    Abraço ! :))
    .

    ResponderEliminar
  6. Excelente post.

    Mas se considera que este templo está mal, entãoo melhor será não ir até ao Convento de Cristo em Tomar.

    A famosa janela manuelina (e respectiva fachada) estão em estado quase total de degradação e se aquela jóia da mossa arquitectura não for devidamente reparada , daqui a uma dúzia de anos pura e simplesmente não haverá janela!

    As telas da Sé de Angra do Heroísmo ( que já visitei) , estão à espera de restauro desde o violento tremor de terra que abalou há décadas a Terceira.

    Os quadros do Convento de Jesus estavam até há pouco tempo (não sei se já não estão) "guardados" de maneira descuidada e o monumento ao abandono.

    Assim vai a Cultura no nosso país. Entretanto, temos programas quase diários de duas horas sobre futebol em todos os canais assim com programas de "óptima "qualidade.

    Saudações cordiais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já não vou ao Convento de Cristo em Tomar há imensos anos. Sim, como dizes, isto é um pouco daquilo que não se faz pela Cultura em Portugal.
      Obrigado

      Eliminar
  7. Ainda há poucos dias andei por lá, Ricardo. Viana é uma das minhas paixões de juventude.
    Peço desculpa por não comentar mais vezes, mas tenho sempre imensa dificuldade em entrar na caixa de comentários, que demora imenso tempo a abrir
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto imenso de Viana do Castelo. Carlos eu também tenho comentado pouco no teu Blog. Tens sempre músicas bonitas que nos fazem recordar a juventude e como eu comento com música, acho que fica muita música junta. Mas é um excelente Blog o teu.
      Obrigado

      Eliminar
  8. Vim retribuir a visita e Gostei muito do que vi, já estive em Viana do Castelo, mas não me lembro praticamente de nada, como a Luísa também tenho que lá voltar :)

    :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se as minhas fotos forem o pretexto, então boa viagem :) !
      Obrigado

      Eliminar
  9. Agora sim!
    Caminho desimpedido e excelente paisagem a partir deste belo templo! :)
    Ficou bem este "lado a lado"!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que já conseguiste chegar aqui. É um templo belo sim, como muitos deste maravilhoso País.
      Obrigado

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.