A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sábado, 14 de abril de 2012

5MJZ (XV) - Louis Armstrong Hot Five

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos; e ainda In Duarte, José, História do Jazz, 2ª. Edição, Editora Sextante, Novembro de 2009)            
               
Se Luís Villas-Boas é considerado o pai do Jazz em Portugal, José Duarte é também uma figura proeminente e importante na divulgação deste género musical no nosso País.
Estamos a passar, com o auxílio do “Youtube”, como é habitual, algumas das músicas, consideradas obrigatórias pelo José Duarte e constantes numa edição de três CD’s sobre o programa “Cinco Minutos de Jazz”, começado na década de 60 (1966), no “Rádio Renascença”, depois na Rádio Comercial e mais tarde na Antena 1, onde ainda hoje e há mais de 40 anos se divulga o improviso na rádio do nosso país.             
               
Louis Daniel Armstrong (New Orleans, EUA, 04-08-1901 — New York, 06-07-1971) - Foi um cantor, compositor, instrumentista, trompestista, saxofonista, escritor, letrista, orquestrador, produtor musical, dramaturgo, artista plástico, actor, tenor, maestro e activista político e social norte-americano, é considerado "a personificação do jazz". Louis Armstrong é famoso tanto como cantor quanto como solista, com seu trompete.
Armstrong nasceu de uma família muito pobre. Passou a sua juventude na pobreza num bairro de New Orleans, conhecido como "as costas da cidade". O seu pai, William Armstrong, abandonou a família quando Louis era ainda criança e casou-se com outra mulher. A sua mãe, Mary Albert Armstrong, deixou Louis com a sua tia, o seu tio e a sua avó. Aos cinco anos ele voltou a viver com a sua mãe e via o pai, muito raramente. Ele frequentou a “Fisk School for Boys” onde pela primeira vez entrou em contacto com a música. Levou algum dinheiro para casa como “ardina” e sapateiro ambulante. Contudo, isso não era suficiente para manter a sua mãe longe da prostituição. Passou a entrar à socapa em bares de música perto de sua casa para ouvir e ver os cantores.
Conheceu dias muito difíceis, e olhava para a sua juventude como o pior momento da sua vida e, por vezes, até retirava inspiração dela: "Every time I close my eyes blowing that trumpet of mine, I look right in the heart of good old New Orleans...It has given me something to live for."
Conseguiu comprar um trompete, com dinheiro emprestado por uma família imigrante russo-judia, os Karnofskys que, até ao final da sua vida, considerou como membros da sua família, visto que cuidaram dele vários dias e noites, enquanto a sua mãe trabalhava. Por essa razão, Louis usou uma “estrela de David” para o resto de sua vida.
Após sair da “Fisk School” aos 11 anos, Armstrong formou um quarteto que tocava na rua para ganhar algum dinheiro.               
                     
Struttin'with Some Barbecue", composta em 1927 (*), pela sua mulher e pianista dos “Hot Five” Lil Hardin Armstrong. Os originais “Hot Five” foram: Louis Armstrong (trompete), a esposa de Armstrong, Lil Hardin Armstrong (piano), Kid Ory (trombone), Johnny Dodds (clarinete), e St. Cyr Johnny (guitarra e banjo).           
               
(*) 1927 – Orquestra de Duke Ellington no “Cotton Club” em New York; Primeiro filme sonoro “The Jazz Singer” com Al Jolson.         
               

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.