Dá a surpresa de ser

Dá a surpresa de ser É alta, de um louro escuro. Faz bem só pensar em ver Seu corpo meio maduro.

Seus seios altos parecem (Se ela estivesse deitada) Dois montinhos que amanhecem Sem ter que haver madrugada.

E a mão do seu braço branco Assenta em palmo espalhado Sobre a saliência do flanco Do seu relevo tapado.

Apetece como um barco. Tem qualquer coisa de gomo. Meu Deus, quando é que eu embarco? Ó fome, quando é que eu como?

10-9-1930 - Poesias. Fernando Pessoa. (Nota explicativa de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1942 (15ª ed. 1995) - 123.

domingo, 9 de maio de 2021

Discos Vinil (6) Bridge Over Troubled Water

Nome: Simon & Garfunkel

Autor: Paulo Simon

Ano: 1970

Direcção: Simon & Garfunkel

Intérprete/s: Simon & Garfunkel

Editora: Columbia

Texto:

Uma das melhores duplas de intérpretes de todos os tempos. Lembro-me bem do sucesso deste LP quando ele saíu, decorria o ano de 1970 e eu estava no 4.º ano dos Liceus, actual 8.º, e tinha 16 anos.

Este álbum teve um palmarés notável nas tabelas de vendas a nível mundial, nomeadamente nos EUA e nas Ilhas Britânicas. Esteve em primeiro lugar nos EUA, Reino Unido, Australia, Canadá, Hoanda, França, República Federal Alemã, Japão, Noruega, Espanha, Suécia, e em 4.º lugar em Itália. Foram vendidas deste vinil mais de 25 milhões de cópias.

Este é mais um dos álbuns “obrigatórios” ouvir para quem quer ter algum conhecimento musical, tal como os outros que aqui já passaram nesta rúbrica.

Bridge over Troubled Water é o quinto e último álbum de estúdio da dupla de “folk rock” norte-americana Paul Simon & Art Garfunkel, lançado em Janeiro de 1970 na Columbia Records. Na sequência da banda sonora da dupla para o filme “The Graduate”, Art Garfunkel assumiu um papel no filme “Catch-22”, enquanto Paul Simon trabalhava as músicas deste álbum, escrevendo todas as faixas, com excepção "Bye Bye Love" de Felice e Boudleaux Bryant (sucesso dos Everly Brothers).

Com a ajuda do produtor e engenheiro de som Roy Halee, o álbum seguiu uma linha  musical similar ao de “Bookends”, abandonando em parte o estilo tradicional em favor de um som mais criativo, combinando Rock, R&B, Gospel, Jazz, World music, Pop e outros géneros. Depois de filmar “Catch-22”, Garfunkel voltou e a dupla gravou cerca de quatorze faixas, das quais, três não foram apresentadas no álbum. A inclusão de uma 12.ª faixa foi muito tempo discutida, mas finalmente decidiu-se serem somente 11 músicas.

(In wikipedia)

Fotos:


Músicas:

Bridge Over Troubled Water, aqui no Madison Square Garden, NYC – gravado a 29 e 30 de Outubro de 2009.

El Condor Pasa, aqui no Concerto do Central Park em NYC, decorria o ano de 1982.

Cecilia, aqui no Concerto do Central Park em NYC, decorria o ano de 1982.

The Boxer, audio original do álbum em questão.

Baby Driver, audio original do álbum em questão.

The Only Living Boy in New York, audio original do álbum em questão.

22 comentários:

  1. Um disco memorável no meu passado especialmente essa faixa. Ainda hoje quando a ouço me arrepio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso ser um disco muito admirado por muitas pessoas da geração de 60 e 70.
      Luís obrigado

      Eliminar
  2. Musicas intemporais. Nunca me canso de as ouvir.
    .
    Feliz domingo … abraço
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  3. Ainda hoje me encanto ao ouvir este grupo.
    Nunca passam de moda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o seu espólio musical perdurará para sempre na história da música.
      Manuela obrigado

      Eliminar
  4. Dos tais intemporais.
    Abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Faz bem relembrar!
      Luísa obrigado

      Eliminar
    2. Uma dupla fantástica que eu adorava, e adoro, ouvir. Tenho um LP que me ofereceram no aniversário nos anos 89.

      Eliminar
    3. Será sempre uma das melhores duplas de sempre.
      Maria obrigado

      Eliminar
  6. anos 80 (não me recordo o ano certo)

    ResponderEliminar
  7. Não conhecia este grupo e fiquei fascinada com estas maravilhosas músicas, desejo uma boa semana com muita saúde, paz e alegria na tua vida, muitos beijinhos e fica bem!!

    ResponderEliminar
  8. Gostei, Ricardo
    Gostosa de ouvir, mas não me lembro d dupla.
    Obrigada por partilhar, boa semana, e abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lis ouvias pouca música anglo-saxónica, pelos vistos, mas o que interessa é que gostaste!
      Obrigado e abraço

      Eliminar
  9. Não tive este disco... mas quando eles gravaram o concentro no Central Park, a minha amiga (que tinha esse disco cheio de êxitos) gravou-me uma cassete e copiei à mão as letras daquelas músicas que mais gostava.
    A cassete foi daquelas cuja fita partiu, de tanto tocar.

    Que bom ouvir Simon and Garfunkel.
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho o "Bridge" em mp3 e o vinil do "Concerto no Central Park".
      Pois as cassettes com o tempo, costumavam avariar ou partir a fita.
      Clara obrigado

      Eliminar
  10. Sou mais velha mas também admiradora deles!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois Rosa dos Ventos, quem não é admirador de tão excelente dupla !?
      Obrigado

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.