A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Jazz Standards (CXIX)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Little Girl Blue (#124) - Música de Richard Rodgers e Letra de Lorenz Hart
“The Hippodrome”, era um teatro gigantesco que abriu em New York, em 1905, como um local para grandes produções (“larger than life!”). Foi o extravagante produtor e empresário Billy Rose, que concebeu um espectáculo – em parte comédia estilo “Broadway”, em parte Circo, em parte Carnaval - para preencher “The Hippodrome”. Foi a produção mais cara que a Broadway já alguma vez tinha visto. Ele assinou com o compositor Richard Rodgers e o letrista Lorenz Hart, para criarem todas as músicas/letras de “Jumbo”.
O argumento tinha como história, a rivalidade entre dois proprietários de circo cuja filha e filho, respectivos, se apaixonavam.
Jimmy Durante desempenhou o papel de agente do elefante do circo “Jumbo”, e o espectáculo abria com a orquestra de Paul Whiteman, com ele montado no dorso do elefante, chamado Jumbo.
Gloria Grafton, interpretava o papel de Mickey Considine, a filha de um dos empresários, cantou "Little Girl Blue", uma das três canções populares do espectáculo que incluiu "My Romance" e "The Most Beautiful Girl in the World" O musical, o último a ser exibido no “The Hippodrome”, inaugurado em 1935, durou 253 exibições. O teatro gigante, do outro lado da rua, do Hotel Algonquin, foi destruído e substituído, por uma garagem.

Nina Simone (Tryon, North Carolina, EUA, 21-02-1933 — Carry-le-Rouet, França, 21-04-2003)


Chet Baker (Yale, Oklahoma, EUA, 23-12-1929 – Amsterdão, Holanda, 13-05-1988) – Enrico Pieranunzi (piano)


Janis Joplin (Port Arthur, Texas, EUA, 19-01-1943 - Los Angeles, California, EUA, 04-10-1970) – Em 1969, no espectáculo “Tom Jones”.


John Lewis (La Grange, Illinois, EUA, 03-05-1920 - New York, EUA, 31-03-2001) e Sasha Distel (Paris, França, 29-01-1933 - Rayol-Canadel, França, 22-07-2004) – Com Sacha Distel (guitarra), John Lewis (piano), Barney Wilen (saxofone tenhor), Percy Heath (contrabaixo) e Kenny Clark (bateria). Paris, 4 e 7 de Dezembro de 1956.


Letra

Sit there and count your fingers
What can you do, little girl you're through
Sit there, count your little fingers
Unhappy little girl blue
Sit there and count the raindrops
Falling on you, it's time you knew
All you can ever count on are the raindrops
That fall on little girl blue
Won't you just sit there
Count the little raindrops falling on you
Cause is time, you knew all you can ever count on
Are the raindrops that fall on little girl blue
Ain't no use old girl, ain't no use old girl
You might as well surrender
'Cause your hopes are getting slender
'Cause your hopes are getting slender
Why won't somebody send a tender blue, blue boy
Won't somebody send a little tender blue boy to cheer
To cheer a little girl blue

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos)

8 comentários:

  1. Uma das minhas canções favoritas! :)

    Beijinhos Marianos, Ricardo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. É uma canção muito bonita na realidade !
      Obrigado Maria Eu

      Eliminar
  2. Que colecção para começar bem a semana e regressar às lides da blogosfera, Ricardo!
    Aquele abraço e votos de boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nina Simone, para mim, não fica atrás de Ella, ou de Sara, e/ou de Billie, é/era uma intérprete fabulosa. Chet Baker excelente trompetista e mesmo vocalista. Janis Joplin a "negra" branca como alguns lhe chamavam. Sacha Distel fora do universo do jazz norte-americano, e muito bom guitarrista !
      A música é uma excelente composição de Rodgers/Hart que se tornou "standard" cantado por muitos intérpretes.
      Obrigado Pedro

      Eliminar
  3. Fiquei na dúvida de que versão gostava mais... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, o que interessa é ouvir versões diferentes e muitas. Encontram-se sempre versões cantadas e/ou instrumentalizadas espectaculares. Por isso, o Jazz, me é muito querido, tanto na sua vertente vocal, como instrumental.
      Obrigado Teresa

      Eliminar
  4. ~ ~ Uma canção triste, mas muito bonita ...

    ~ ~ Prefiro a interpretação dulcíssima de 1929, na voz de Nina Simone.

    ~ ~ ~ ~ Pequenas maravilhas! ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto de todas, mas talvez a da Nina seja muito bonita sim !!!
      Obrigado Majo

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.