Lisboa ainda

Lisboa não tem beijos nem abraços, não tem risos nem esplanadas, não tem passos, nem raparigas nem rapazes de mãos dadas, tem praças cheias de ninguém, ainda tem Sol mas não tem nem gaivota de Amália nem canoa, sem restaurantes, sem bares, nem cinemas, ainda é fado, ainda é poemas, fechada dentro de si mesma ainda é Lisboa, cidade aberta, ainda é Lisboa de Pessoa alegre e triste, e em cada rua deserta, ainda resiste

Manuel Alegre, 20 de Março de 2020


sábado, 14 de dezembro de 2019

CinemaScope (29)

Retomo uma rúbrica que existia neste blogue, em rodapé e que possivelmente passou despercebida a muitos que me visitavam, por estar mesmo lá no fim da minha página.

É música claro ! O que estavam à espera ?

São composições que me dizem muito, porque sou um romântico e um eterno apaixonado por música, pelas outras artes, pela humanidade, pelos amigos que encontrei na blogosfera, pela Natureza, pela vida, no fundo, pelas coisas boas desta sociedade em que vivemos.

Desta vez os registos, enquanto não apagados ou eliminados do Youtube, ficarão por cá, com uma única etiqueta “CinemaScope”.


14 comentários:

  1. Gostei de ouvir.
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta é uma das mais célebres músicas cantadas pela Annie Lennox.
      Obrigado Elvira

      Eliminar
  2. Uma música e uma voz que permanecerá no tempo.
    Uma bela partilha Ricardo

    ResponderEliminar
  3. Que vídeo cómico‼ Faz parte de algum filme?

    Fim-de-semana borbulhante e musical, Ricardo‼

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresa isto é o vídeo clip de apresentação da canção interpretada pela Annie Lennox. A história da canção está no link (wikipédia) da mesma, que deixo sempre nesta rúbrica. Quando passas com o rato por cima do nome da canção, ele está lá. É o link em Inglês porque é muito mais rico textualmente e informativamente que o link da wikipédia em Português.
      Obrigado

      Eliminar
  4. Muito bom, Ricardo
    Obrigada pela bela partilha.
    meu abraço

    ResponderEliminar
  5. Um timbre na voz que é verdadeiramente único.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todas as mulheres cantoras do Reino Unido têm vozes maravilhosas !!!
      Abraço e obrigado Pedro

      Eliminar
  6. Uma das vozes mais carismáticas dos anos 80... e até à actualidade... se bem que agora limitada por alguns problemas de saúde, que não lhe permitem fazer tantos espectáculos... mas creio que ainda mantém uma forte actividade, ligada à composição musical, e como activista...
    Adorei a sua fase a solo... bem como a sua prestação nos Eurythmics... todas as suas músicas se continuam a ouvir lindamente...
    Anos 60 e 80, foram as décadas de verdadeiro boom em termos de música pop...
    Excelente escolha, Ricardo!
    Um grande abraço!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi/é na realidade uma intérprete fantástica, gosto imenso de a ouvir cantar. A minha melhor década musical "pop/rock" foi de 1965 a 1975, anos da minha juventude, no entanto mais tarde apareceram grupos e intérpretes muito bons. Hoje não ouço praticamente "pop" ou "rock", ouço "clássica" e "jazz". É aqui que os meus tímpanos se sentem bem !
      Obrigado Ana

      Eliminar

  7. Gosto muito deste tema... mas não gosto do video clip.
    É muito teatralizado e perde-se a alma da canção. Até ter visto há dias este teu post pensei que o tema era original da Annie Lennox, desconhecia que sequer tinha existido um duo britânico de nome «The Lover Speaks».
    Estive a ouvir agora a versão original... e é evidente que a versão mais recente dá-lhe mais força e "sal"... mas a verdadeira alma da canção e a ternura que a Annie não lhe consegue dar... está lá.

    Gostei muito deste post... não só por ter recordado um tema que gosto bastante mas principalmente porque com ele fiquei a saber coisas que desconhecia.
    Beijinhos gratos!
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que a interpretação da canção pela Annie Lennox é superior à original dos "The Lover Speaks". O video foi um acrescendo à composição. Na realidade, para o Mundo os "The Lover Speaks" são quase desconhecidos, mas a Annie Lennox não !!!
      Gosto imenso de mais esta voz britânica, na sequência de muitas outras !
      Obrigaod Clara

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.