Lisboa ainda

Lisboa não tem beijos nem abraços, não tem risos nem esplanadas, não tem passos, nem raparigas nem rapazes de mãos dadas, tem praças cheias de ninguém, ainda tem Sol mas não tem nem gaivota de Amália nem canoa, sem restaurantes, sem bares, nem cinemas, ainda é fado, ainda é poemas, fechada dentro de si mesma ainda é Lisboa, cidade aberta, ainda é Lisboa de Pessoa alegre e triste, e em cada rua deserta, ainda resiste

Manuel Alegre, 20 de Março de 2020


quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

A Sopa do Pacto (10), músicas

Hermínia Silva (Museu do Fado) – A Tendinha


Carlos Ramos (Museu do Fado) – Não Venhas Tarde


Tony de Matos (Museu do Fado)– Só Nós Dois (1962)


Maria da Fé (Museu do Fado) – Valeu A Pena (1967)

10 comentários:

  1. Fados que me trazem lembranças de juventude.
    "Não venhas Tarde", nunca me 'caiu' bem; demasiado melodramático...do Tony de Matos nunca fui fã, mas gosto da voz. Adoro a Hermínia Silva... :)

    Obrigada, Ricardo, e bom resto de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto da Hermínia, embora o fado nao seja a minha "praia", taçlvez o de Coimbra !
      Obrigado Janita

      Eliminar
  2. (vim agradecer o Jaque Brell - para mim continua a ser "o Senhor" da música francesa!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes apetece-me comentar com música ! :)
      Ser o senhor da música francesa, é um pouco forte, mas está bem "é o teu Senhor da música francesa !!!"...
      Obrigado Boop

      Eliminar
    2. Tens razão... mas na verdade conheço muito(íssimo) pouco de música francesa...
      ;)

      Eliminar
    3. Podia citar nomes da canção francesa, como Georges Brassens, Léo Férré, Charles Aznavour, Edith Piaff, Maurice Chevalier, Gilbert Bécaud, Mireille Mathieu e tantos, tantos outros. Se gostas da canção francesa tens aqui uma lista de muitos... https://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Cantores_da_Fran%C3%A7a
      Obrigado Boop

      Eliminar
  3. Um leque de vozes que gostei de recordar.

    ResponderEliminar
  4. Carlos Ramos... dos 4, confesso que é o fadista, cuja obra menos conheço, devo confessar...
    Abraço! Continuação de uma óptima semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apesar de o fado não ser a minha "praia", gostava de ouvir o Carlos Ramos, naquela voz meia-rouca !
      Obrigado Ana

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.