Teus olhos contas escuras, são duas Avé Marias, dum rosário d’amarguras, que eu rezo todos os dias. - Fernando Pessoa

sábado, 26 de agosto de 2017

Ennio Morricone (2)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Aqui durante algumas semanas vão ficar a conhecer algumas (poucas) composições do compositor Ennio Morricone.

Ele compôs e organizou para mais de 500 produções de filmes e televisão. Morricone é considerado um dos compositores de filmes mais influentes e mais vendidos desde o final da década de 1940.

Ele vendeu mais de 70 milhões de discos em todo o mundo, incluindo 6,5 milhões de álbuns e singles em França, mais de três milhões nos Estados Unidos e mais de dois milhões de álbuns na Coréia.

Em 1971, o compositor recebeu o seu primeiro disco dourado para a venda de 1.000.000 de discos em Itália e um "Targa d'Oro" para as vendas mundiais de 22 milhões.

Ennio Morricone (10-11-1928)

A Fistful of Dollars (1964), interpretada pela “Austin Civic Orchestra”.


A Pistol for Ringo (1965),  interpretado por Maurizio Graf.


Se Telefonando (1966), interpretado por Mina.

18 comentários:

  1. Não conhecia, mas só para ver o Alain Delon tão jovem e tão bonito já valeu a pena...

    Beijinho divertido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que fiques a gostar de ouvir Ennio Morricone um dos grandes compositores italianos de música ligeira/clássica para cinema e não só.
      Obrigado Graça

      Eliminar
  2. Sou fã!

    As suas composições musicais são inconfundíveis, têm identidade e a banda sonora mais conhecida será a do filme "O Bom, o Mau e o Vilão" muito antigo :) e o mais recente com "Os Oito Odiados" de Tarantino, grande filme com este génio da música a dar-lhe alma, espectacular!

    A minha preferida é a composição do "Era uma vez no Oeste" um clássico :)

    Bjs



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MZ preferidas para mim, são algumas. Não consigo dizer qual gosto mais porque em termos musicais, é-me impossível fazê-lo !
      Obrigado

      Eliminar
    2. Catarina são fenomenais sim!
      Obrigado

      Eliminar
  3. Fã incondicional!
    Adorei os quatro temas que escolheste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos dois e há muitos mais que o são e que ainda virão comentar !
      Obrigado Manuela

      Eliminar
  4. Uns dos que não sai do meu carro dê lá por onde der.
    No top dos tops.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem do teu, nem do meu ! Também o ouço com frequência.
      Abraço Pedro

      Eliminar
  5. Bom dia, o compositor e maestro Ennio Morricone, consegue atravessar gerações e estar sempre no top com o seu magnifico trabalho musical.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  6. Adorei, Ricardo e este não é novidade para mim, claro ! :)... Como não gostar ?
    Tem lugar cativo !

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade Rui ! Como não gostar de Ennio Morricone e das suas obras musicais ?!
      Abraço

      Eliminar
  7. Destas, só conhecia a primeira.
    E gostei de ver o Alain Delon... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A primeira tem algumas versões cantadas por grandes tenores da cena operística. Vale a pena procurar no Youtube algumas delas. Tu gostaste de ver o Alain delon e eu a Monica Vitti !
      Obrigado Luísa

      Eliminar
  8. Sou "fã de carteirinha" deste compositor...
    Estou a ouvir e vou ficar mais um bom bocado.
    E quanto ao Alain Delon... a Luísa roubou-me as palavras! :D

    um punhado de... Beijinhos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que és fã do Ennio, já falámos sobre isso. Somos dois fãs do Morricone !
      Tenho de transformar o meu Blogue em Jukebox, para as pessoas "meterem" uma moedinha ! :))
      A mim ninguém me roubou as palavras, nem eu as roubei a ninguém, mas a Monica Vitti tem um olhar doce, Gosto !!!
      Obrigado Afrodite

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha língua, o Português, língua de Camões, de Pessoa e de Saramago.