A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Galos violadores

A tendência é para ser humorísta com este “Subversivo da Treta”.
“Treta”, obviamente, em homenagem aos cómicos António Feio e ao José Pedro Gomes.          
À boa maneira de muitas notícias mediáticas que abundam pelos nossos meios de comunicação (imprensa, rádio e tv), onde o banalismo impera e onde nos dão aquilo que querem e interessa dar, mantendo-nos na completa ignorância daquilo que é importante numa sociedade.     
       
Será que é no fundo, o que nós gostamos de ouvir ?
…         
         
Na freguesia de QUEMANDAQUI o autarca responsável pela junta foi confrontado, com um habitante que era contra a bigamia galinácea, e no seu quintal tinha 20 aves de capoeira, 10 galos e 10 galinhas.           
                               
Acontece que no passado fim de semana, aconteceram confrontações sangrentas entre os galos do dito habitante que se estavam a borrifar para a galináceogamia e além de se envolverem em rixas de capoeira (luta brasileira, proibida no nosso país, somente autorizada a galos de origem brasileira !), desataram a violar as galinhas dos vizinhos. Uma autêntica batalha campal que obrigou à chamada do “piquete” policial local que a tiros de pistola para o ar, conseguiu terminar com o desacato.            
               
Anteontem de manhã, o dito habitante, o Sr. Artício Valdevinos, foi presente no tribunal da comarca. Sentado no banco dos réus, respondeu à acusação, e aos queixosos, os vizinhos que viram as suas galinhas violadas.
                  
Foi considerado culpado, e sujeito à pena de 25€ por cada galinha violada, à obrigatoriedade do uso de preservativos por parte da sua população galinácea masculina, e a desenvencilhar-se dos nove galos prevaricadores, visto que um só capão dá perfeitamente para as suas 10 galinhas.
                  
Os nove galos já foram sujeitos ontem a análises sanguíneas em virtude de terem tido relações com galinhas estranhas. Os rastreios deram, felizmente, todos negativos, em relação ao vírus HIV e a outra qualquer DST.
                  
Como notícia de última hora chegada há pouco à nossa redacção, sobre o relatado acontecimento, soubemos, via telefónica, pela voz do Sr. Presidente da Junta de Freguesia QUEMANDAQUI, o digníssimo Sr. Jeromenho Soueu que no próximo fim-de-semana será efectuado um arraial, desta vez sem ser de porrada, com os 50 habitantes da povoação. Haverá um repasto, e como prato forte serão cozinhados à boa maneira da D. Carolídia Valdevinos, esposa do réu, um  “arroz de cabidela”, com os nove “violadores” de penas.
                
O “Subversivo da Treta” foi convidado a tomar parte da dita festa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.