Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

domingo, 15 de outubro de 2017

Inesquecíveis (22)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos) e (http://memoriaglobo.globo.com/ da TV Globo)

Esta será a penúltima publicação dests rúbrica que tantos de vocês gostaram. Agradeço os vossos comentários !!!

Novela:         O Casarão                        
Ano:              1976  
Tema:           Capricho      
Intérprete/s: Nara Leão (19-01-1942 – 07-07-1989)                        
Autor/es:       Nara Leão


Novela:         Roque Santeiro                           
Ano:             1985
Tema:           Indecente     
Intérprete/s: Anne Duá (19??)                         
Autor/es:       Jimmy/ Rosane do Amaral

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Ennio Morricone (3)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Aqui durante algumas semanas vão ficar a conhecer algumas (poucas) composições do compositor Ennio Morricone.

Ele compôs e organizou para mais de 500 produções de filmes e televisão. Morricone é considerado um dos compositores de filmes mais influentes e mais vendidos desde o final da década de 1940.

Ele vendeu mais de 70 milhões de discos em todo o mundo, incluindo 6,5 milhões de álbuns e singles em França, mais de três milhões nos Estados Unidos e mais de dois milhões de álbuns na Coréia.

Em 1971, o compositor recebeu o seu primeiro disco dourado para a venda de 1.000.000 de discos em Itália e um "Targa d'Oro" para as vendas mundiais de 22 milhões.

Ennio Morricone (10-11-1928)



A Man With Harmonica (1969).


Il Clan Dei Siciliana, interpretado por Dalida.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

A Contar pelos Dados (5) – A “Lisbonense”


Raúl dirigia-se à leitaria do bairro, com passo apressado. O café matinal tirado pela Rita era como um bálsamo para o seu organismo. Um último salto, para ultrapassar a poça de água, em frente, à “Lisbonense”. A chuva abatera-se sobre Lisboa, desde as 6 horas da manhã.

- Bom dia Rita ! Que raio de chuva !...
- Bom dia Sr. Raúl ! É Outono, é tempo dela !

Rita a empregada, era assim uma solteirona bonita, bem medida e que gostava de estar bem arranjada à frente da loja do pai. Vestidos rodados e abaixo do joelho, e a cara sempre simplesmente maquilhada, a condizer com a roupa que trazia vestida. Hoje, a roda era um “bordeaux”, por isso os lábios tinham um tom avermelhado silvestre. Raúl olhava-a com algum despudor e Rita deixava-se tocar pelo olhar dele.

- Sr. Raúl aqui tem o seu café !
- Obrigado Rita !

A porta da “Lisbonense” abria-se de novo.

- Pai, pai !...
- Diz, filho !
- O Pedro ontem lá na escola, estava a subir numa árvore e de repente, escorregou, como se tivesse posto o pé em cima de uma casca de banana...

O João era um miúdo esperto e estava com o seu grande amigo, o pai, Francisco. Todos os dias, normalmente, depois de Raúl, eles eram os clientes seguintes. Francisco enviuvara e desde então, dedicara a sua vida ao filho. Nunca pensara em casar de novo.

- Mas filho, o que é que o Pedro, o teu amigo, ia fazer em cima da árvore?
- Pai, ia tentar apanhar um passarito. Uma tarefa difícil, sem uma rede, não achas Pai?
- Sr. Francisco ! – interrompeu a Rita.
- Hoje é dia do seu filho levar o hamburguer para a escola, não é ?
- É sim Rita ! Simples com uma folha de alface e duas rodelas de tomate...

- E aquela carne saborosa, do talho do senhor Cruz ! – atalhou o João sorrindo.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

GNR (2) Coro dos Tribunais

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Músicas do CD Duplo “Os Filhos da Madrugada” editado em 27 de Abril de 1994, onde o Grande José Afonso, foi homenageado pelos artistas das principais bandas portuguesas. É também a minha homenagem a esta figura IMPORTANTÍSSIMA na vida musical portuguesa e no respeito que demonstrava e defendia pela liberdade de todos os cidadãos.

José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos (Aveiro, 02-08-1929 – Setúbal, 23-02-1987)


Desenho meu, feito a lápis de carvão, no ano de 1988, após a morte do Artista

GNR (1981)



Foram-se os bandos dos chacais
Chegou a vez dos tribunais
Vão reunir o bom e o mau ladrão
Para votar sobre um caixão
Quando o inocente se abateu
Inda o morto não morreu
Quando o inocente se abateu
Inda o morto não morreu
A decisão do tribunal
É como a sombra do punhal
Vamos matar o justo que ali jaz
Para quem julga tanto faz
Já que o punhal não mata bem
A lei matemos também
Já que o punhal não mata bem
A lei matemos também
Soa o clarim soa o tambor
O morto já não sente a dor
Quando o deserto nada tem a dar
Vêm as águias almoçar
O tribunal dá de comer
Venham assassinos ver
O tribunal dá de comer
Venham assassinos ver
Se o criminoso se escondeu
Nada de novo acoteceu
A recompensa ao punho que matou
Uma fortuna a quem roubou
Guarda o teu roubo guarda-o bem
Dentro de um papel a lei

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Consulta com o Psicólogo - Interacção Humorística (165)

Em 05-07-2012. Obrigado.

Consulta com o Psicólogo

Uma senhora termina a primeira sessão com o psicólogo, que lhe diz:

- Para a semana trabalharemos com o inconsciente !

Responde ela:

- Não acredito que o meu marido queira vir !

domingo, 1 de outubro de 2017

Adriano Correia de Oliveira – Nascidos Aqui (11)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Adriano Correia de Oliveira (09-04-1942 – 16-10-1982)

Trova do Vento Que Passa, de 1971


Cantar de Emigração, de 1971


Canção com Lágrimas


As Balas

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Jazz Standards (166)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

God Bless the Child (#170) - Música e Letra de Arthur Herzog Jr. e Billie Holiday
Billie Holiday gravou a sua composição, co-escrita, em 9 de Maio de 1941, para a “Columbia Records”. O número entrou nas tabelas desse ano e subiu ao lugar 25. Em 30 de Dezembro de 1938, Billie Holiday começou a cantar na “boite” da sociedade “Cafe Society de Barney Josephson” com um salário de 75 dólares, por semana, durante os sete dias da semana. O espectáculo foi organizado pelo empresário John Hammond, que, apesar de não ser o patrão de Billie Holiday, foi importante em muitos momentos da sua vida artística. Holiday estava feliz por ter, finalmente, uma permanência constante em Nova York, depois ter andado na estrada, com as grandes bandas de Count Basie e Artie Shaw.

Billie Holiday (Filadélfia, EUA, 07-04-1915 — New York, EUA, 17-07-1959) – Em 1995


Wes Montgomery (Indianapolis, Indiana, EUA, 06-03-1923 - Indianapolis, Indiana, EUA, 15-06-1968) – Jimmy Jones Orchestra, com Phil Bodner (woodwinds), Mac Ceppos, Winston Collymore, Arnold Eidus, Leo Kruczek, Harry Lookofsky, David Nadien, Gene Orloff, Raoul Poliakin, Isadore Zir (violinos), Alfred Brown, Burt Fisch (violas) Charles McCracken, George Ricci (violoncelos), Gloria Agostini (harpa) Hank Jones (piano, celeste) Kenny Burrell, Wes Montgomery (guitarras), Milt Hinton (contrabaixo), Osie Johnson (bateria) e Jimmy Jones (orquestrador e maestro). Plaza Sound Studios, em New York City, 18 de Abril de 1963.


Ella Fitzgerald (Newport News, EUA, 25-04-1917 — Beverly Hills, EUA, 15-06-1996)


Stanley Turrentine (Pittsburgh, EUA, 05-04-1934 - New York, EUA, 12-09-2000) – Com Stanley Turrentine (saxofone tenor), Shirley Scott (orgão), Major Holley (contrabaixo), Al Harewood (bateria) e Ray Barretto (congas, tambourine -1, 3, 5 e 6). Nos estúdios “Rudy Van Gelder”, Englewood Cliffs, New Jersyey, a 13 de Fevereiro 13, de 1963.


Letra

Them that's got shall get
Them that's not shall lose
So the Bible said and it still is news
Mama may have, Papa may have
But God bless the child that's got his own
That's got his own
Yes, the strong gets more
While the weak ones fade
Empty pockets don't ever make the grade
Mama may have, Papa may have
But God bless the child that's got his own
That's got his own
Money, you've got lots of friends
Crowding round the door
When you're gone and spending ends
They don't come no more
Rich relations give
Crust of bread and such
You can help yourself
But don't take too much
Mama may have, Papa may have
But God bless the child that's got his own
That's got his own

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Faz Hoje Anos (7) – Bud Powell; e (8) – Gwyneth Paltrow

Faz hoje 93 anos... Parabéns !!!

Earl Rudolph Bud Powell (27-09-1924 - 31-07-1966). A celebérrima composição de Charlie Parker, “Yardbird Suite”, escrita em 1946. Aqui o trio de Bud Powell (piano), mais George Duvivier (contrabaixo) e Arthur Taylor (bateria)


Faz hoje 45 anos... Parabéns !!!

Gwyneth Paltrow (27/09/1972). Uma actriz, cantora e escritora que participou em mais de 46 de filmes, onde obteve imenso prémios, entre os quais o Oscar de 1999, “Melhor Actriz” no filme “Shakespeare in Love” de John Madden, interpretando o papel de Viola De Lesseps. Aqui na composição “Coming Home” do filme “Country Strong” de 2011, e onde ela interpreta o papel de uma cantora “country”, Kelly Canter.