Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

terça-feira, 11 de abril de 2017

Jazz Standards (161)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Sheik of Araby (#165) - Música de Ted Snyder e Letra de Harry B. Smith e Francis Wheeler
"The Sheik" foi apresentado pela primeira vez no final de 1921, numa gravação da “Victor Records” pela orquestra “Club Royal”. No ano seguinte, esta gravação e a de Ray Miller's chegou ao terceiro lugar nas tabelas de venda.

Club Royal Orchestra (1922, Nº. 3)
Ray Miller e Orquestra (1922, Nº. 3)
Jack Teagarden e Orquestra (1939, Nº. 14)
Spike Jones e “His City Slickers” (1943, Nº. 19)
“Super-Sonics” (1953, Nº. 22)

“Tin Pan Alley” (1) estava sempre atenta para ganhar dinheiro com as tendências populares, fossem automóveis, aviões, rádio ou filmes. O filme de 1921, “The Sheik”, estreado com Rudolph Valentino, era perfeito e, logo após o lançamento, os editores Waterson, Berlin e Snyder publicaram "The Sheik of Araby", muitas vezes conhecido como "The Sheik".

(1)  Tin Pan Alley era o nome dado à colecção de editores e compositores musicais de New York que dominaram a música popular dos Estados Unidos no final do século XIX e início do século XX.

Spike Jones (Long Beach, California, EUA, 14-12-1911 - Beverly Hills, California, EUA, 01-05-1965) e “His City Slickers” – video original.


Alice Faye (New York City, New York, EUA, 05-05-1915 - Rancho Mirage, California, EUA, 09-05-1998), Betty Grable (St. Louis, Missouri, EUA, 18-12-1916 - Los Angeles, California, EUA, 02-07-1973), e John Payne (Roanoke, Virginia, EUA, 23-05-1912 - Malibu, California, EUA, 06-12-1989) – Do filme "Tin Pan Alley" com Alice Faye, Betty Grable, John Payne, Jack Oakie, Billy Gilbert, e os “Nicholas Brothers”, para a “20th Century Fox”.


Django Reinhardt (Liberchies, Pont-à-Celles, Bélgica, 23-01-1910 - Fontainebleau, França, 16-05-1953) – com o “Quintette du Hot Club de France” em 1937.


Loose Marbles


Letra

I'm the Sheik of Araby,
Your love belongs to me.
At night when you're asleep,
Into your tent I'll creep.
And the stars that shine above,
Will light our way to love.
You'll roam this land with me,
I'm the Sheik of Araby.
Oh, I'm the Sheik of Araby,
And all the women worship me.
You should see them follow me around. Not bad.
Even wives of all the other sheiks,
They beg to kiss my rosy cheeks.
And that ain't bad -- in fact, that's good, I've found. I'm a cad!
When I lay down to sleep,
I'm counting girls instead of sheep.
From my harem I can't scare 'em out. Why should I?
They're beauties from all races,
And some have pretty faces.
I'm the Sheik who knows what love is all about.

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

10 comentários:

  1. Por instantes recuei às tardes de domingo de há muitos anos quando a TV passava grandes filmes que ficavam na memória e no ouvido para o resto da vida.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma pena não se voltar a ter essas tardes de filmes interessantes sem maldade e sem violência.
      Obrigado Pedro

      Eliminar
  2. Este Sheik é um entendido no Amor... :)

    Pois eu junto-me ao Pedro. Foi precisamente isso que eu senti!
    Que delícia de momentos! Obrigada...
    Gostei imenso !

    Beijinhos... só com um véu!
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Momentos muito alegres e românticos até.
      Obrigado e ainda bem que gostaste Afrodite.

      Eliminar
  3. Gosto muito de ver e ouvir bandas de rua! : )))

    Recuaste bem no tempo!! : ))

    Happy Easter!! : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto de ouvir música na rua. Ainda outro dia ouvi um violoncelista a tocar em Oeiras. Muito bom !!!
      Obrigado Catarina

      Eliminar
  4. Adorei a alegria da música e principalmente no 1º vídeo a actuação dos intérpretes ! :)
    Realmente parecia estarmos a assistir a um filme antigo e divertido ! rsrs
    Gostei também do grupo de rua e dos "espontâneos" ! A música e o ritmo, puxavam por eles ! rsrs

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui o filme antigo com o Spike Jones, eram outros tempos. Tempos alegres nos quais os filmes musicais eram muito procurados e com alguma razão. Dispunham-nos bem !
      O grupo de rua é muito bom.
      Abraço

      Eliminar
  5. Gostei de voltar atrás no tempo ao ouvir estes temas.
    Momentos cheios de alegria, boa música e grandes interpretações.
    Obrigada pela partilha.

    Beijos Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo isso e por outros palavras que disse ao Rui. Muita alegria e boa disposição !
      Obrigado Manuela

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.