A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sábado, 14 de janeiro de 2017

Sérgio Godinho – Nascidos Aqui (1)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

Sérgio Godinho (Porto, 31-08-1945) – Sérgio de Barros Godinho mais conhecido por Sérgio Godinho (Porto, 31 de agosto de 1945) é um poeta, compositor, intérprete e, também actor português. Como autor, compositor e cantor, personifica perfeitamente a sua música “O Homem dos Sete Instrumentos”. Multifacetado, representou já em filmes, séries televisivas e peças teatrais. A dramaturgia surge com a assinatura de algumas peças de teatro assumindo-se também como realizador.
Sérgio Godinho nasceu em 1945, no Porto. Com apenas 18 anos de idade parte para o estrangeiro. O seu primeiro destino é a Suíça, onde estuda Psicologia durante dois anos. Mais tarde muda-se para França. Vive o “Maio de 68” na capital francesa. No ano seguinte integra a produção francesa do musical "Hair", onde se mantém por dois anos. Em Paris priva com outros músicos portugueses, como Luís Cília e José Mário Branco. Sérgio Godinho ensaiava então as suas primeiras composições, na altura em francês.
Em 1971 participa no álbum de estreia a solo de José Mário Branco, "Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades", como músico e como autor de quatro das letras. Em 1971 faz a sua estreia discográfica com a edição do EP "Romance de Um Dia na Estrada" e do seu primeiro longa-duração, "Os Sobreviventes". Três dias após a sua edição é interditado, depois autorizado, depois novamente interditado. O disco é eleito "Melhor Disco do Ano" e Godinho recebe o prémio da Imprensa para "Melhor Autor do Ano". …

O Sérgio Godinho marcar-me-á para sempre com a sua música e a sua poesia maravilhosa que não busca palavras difíceis ou rimas forçadas. É de sempre, um dos melhores compositores da MPP. Aqui ficam quatro das suas mais marcantes composições que me fazem feliz, ao ouvi-las !

A Noite Passada, do álbum "Pré-Histórias", de 1972.


Namoro, do álbum “De Pequenino se Torce o Destino", de 1976.



Horas Extraordinárias, do álbum “Coincidências”, de 1983.



Às Vezes o Amor, do álbum “Ligação Directa”, de 2006.

21 comentários:

  1. Começaste muito bem a rubrica 'Nascidos Aqui', Ricardo.
    Gosto muito da voz e da pessoa que é Sérgio Godinho. Refiro isso, porque há cantores que aprecio a voz e não a pessoa.
    Este, por sinal, nasceu AQUI, no Porto. :) ( Sei que o teu AQUI, se refere ao nosso país, claro)
    Das quatro sugestões apresentadas, todas bem presentes no nosso ouvido e memória, dou preferência à última, talvez por ser a que ouvi menos vezes.
    Uma bela composição.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A última composição foi escrita com o Sérgio já nos 61 anos de idade, o que vem confirmar a sua genialidade como poeta e compositor, que ao longo de tantas épocas nos presenteou com tantas e tão belas composições. Obrigado Sérgio !!!
      Obrigado Janita

      Eliminar
  2. Estou com a Janita. Não podia ter começado melhor. Gosto imenso do Sergio Godinho.
    Um abraço e bom Domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Elvira e os meus comentários para a Janita são os mesmos para ti.

      Eliminar
  3. Muito giro, não me lembro de ter ouvido «Ás vezes o amor"
    Gosto sempre das letras-
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Papoila, está na hora de começar a ouvir Sérgio Godinho, aquilo que não conheces. As letras são sempre originais e simples, sem pretensiosismos.
      Obrigado

      Eliminar
  4. Não conhecia, ou pelo menos não recordo de ouvir "Namoro" e "Noite Passada" Gosto muito de Sérgio Godinho e tenho algumas musicas dele bem guardadas, aquelas que o meu falecido marido trazia no carro.

    Bom fim de semana Ricardo.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adélia porque não recordar, aquilo que já não te lembras e é tão agradável de tornar a ouvir !!!
      Obrigado

      Eliminar
  5. Como sabes eu sou um acérrimo defensor do que é nacional ! Por isso também, apoio totalmente a esta tua nova rubrica !
    ... e já agora um início com um portuense, quase meu contemporâneo (!!!), ainda melhor ! rsrs
    Quem não gostará do Sérgio Godinho ? ... Um cantor diferente de todos os outros !? ...
    As duas primeiras, dois "clássicos" seus ! ... Das duas seguintes, sinceramente não me recordava, mas as 4 fantásticas ! :)
    Obrigado por "atenderes à minha vontade" rsrsrs (sei que não foi isso), Ricardo ! rsrs

    Abraço !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui como sabes também sou acérrimo defensor de Portugal e de tudo o que é Português. Gosto de qualidade, sempre. Como sabes a música é a única linguagem universal e gosto de ouvi-la dos quatro cantos do Mundo, por isso, cá estou a passar por Portugal e pela música que tanta alegria me dá ouvir. Vão passar aqui muitos artistas e compositores do Norte, vai haver de tudo um pouco, limitado, como óbvio que estou, à existência de gravações no Youtube.
      Obrigado e Abraço

      Eliminar
  6. Também para mim, Sérgio Godinho me marcará para sempre. Quando tinha uma voz razoável, não me cansava de trautear as suas canções.
    Esta nova rubrica é uma boa iniciativa. O que é Nacional é bom.

    Beijos Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizes bem Manuela o que é Nacional é bom !
      Posso dizer trarei aqui muitos bons músicos de vários géneros musicais.
      Obrigado

      Eliminar
  7. Ao vivo é um must, Ricardo.
    Ver o Sérgio Godinho ao vivo faz-nos sentir bem com a vida.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comungo da tua opinião Pedro !
      Obrigado e Abraço

      Eliminar
  8. Tenho quase todos os seus discos e já o vi em vários concertos. Um espanto!!!
    Gosto dele desde os idos de 70.

    Beijinhos, Ricardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida alguma !
      Também possuo alguma discografia dele.
      Obrigado Graça

      Eliminar
  9. Grande rubrica que agora começaste! Posso mesmo dizer... a rubrica que faltava aqui no teu blogue que continua a prestar um verdadeiro serviço público.
    Tinha tanto a dizer sobre Sérgio Godinho... como me marcou musicalmente, como o acho um génio ou até um verdadeiro mago das palavras.

    Mas não me vou alongar. Digo-te apenas mais isto: Muito Obrigada!
    Um beijo EM PORTUGUÊS
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há mais "coisas" na calha, espero poder concretizá-las e ter tempo muitas vezes para as organizar. Muitas vezes é o tempo para as trabalhar e colocar prontas a publicar. Eu poderia diminuir o tempo entre publicações. Tenho duas "medidas" para tipos de publicação. Entre anedotas e videos humoristas são dois dias e entre os outros videos/fotografias são quatro dias. Mas se diminuir preciso de mais tempo para criar novas publicações e além disso, acho que algumas merecem os quatro dias, para que as pessoas possam ir vê-las, como devem ser vistas e "modéstia à parte" para as totalmente minhas !
      Obrigado Afrodite

      Eliminar
    2. Sobre o teu comentário quero agradecer e posso dizer que trazer "Nascidos Aqui" em Portugal, é uma obrigação. Muitos irão falhar, mas vou trazendo os mais importantes na cena musical portuguesa.

      Eliminar

    3. Vai ser um 2017 em grande aqui no Pacto! :)
      Que a vontade não esmoreça, porque nós estamos sempre aqui batidinhos! ))

      Beijinhos e boa noite
      (^^)

      Eliminar
    4. Sim tenho muitas visitas e Clientes já assíduos que me comentam. É um prazer dar-vos boa música e algumas vezes diferente do habitual.
      Obrigado Afrodite

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.