A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Jazz Standards (CLVII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Moon Indigo (#161) - Música e Letra de Barney Bigard, Duke Ellington e Irving Mills
A orquestra de Duke Ellington apresentou "Mood Indigo", no Cotton Club de New York, em 1930. Embora os créditos da composição tenham sido dados a Albany Bigard, Duke Ellington e Irving Mills, que era o patrão de Ellington naquela altura, a história completa é um pouco mais complicada. As primeiras gravações da orquestra e com esta melodia foram feitas em Outubro e Dezembro de 1930.

Nina Simone (Tryon, North Carolina, EUA, 21-02-1933 — Carry-le-Rouet, França, 21-04-2003) – Poderá ser a versão do álbum lançado a 24 de Junho de 1958, com Nina Simone (vocal, piano e arranjos), Jimmy Bond (contrabaixo) e Albert "Tootie" Heath (bateria).


Duke Ellington (Washington, EUA, 29-04-1899 — New York, EUA, 24-05-1974) – A orquestra de Duke, com Paul Gonsalves (saxofone tenor), Sam Woodyard (bateria), John Lamb (contrabaixo), Lawrence Brown (piano), Russell Procope (clarinet) e Harry Carney (saxofone barítono).


Charles Mingus (Nogales, Arizona, 22-04-1922 – Cuernavaca, Mexico, 05-01-1979)


Tony Benett (Anthony Dominick Benedetto) (Queens, New York, EUA, 03-08-1926 - 20xx) – A segunda faixa do álbum, “Sings Ellington Hot & Cool”, lançado a 28 de Setembro de 1999.


Letra

You ain't never been blue, no, no, no
You ain't never been blue
Till you've had that mood indigo
That feeling goes stealing right down to my shoes
While I just sit here and sigh
Go along blues
I always get that mood indigo
Since my baby said goodbye
And in the evening when the lights are low
I'm so lonely I could cry
For there's nobody who cares about me
I'm just a poor fool that's bluer than blue can be
When I get that mood indigo
I could lay me down and die
You ain't been blue, no, no, no
You ain't never been blue
Till you've had that mood indigo
That feeling goes stealing right down to my shoes
While I just sit here and sigh
Go along blues

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

7 comentários:

  1. Tão bonito!
    É muito bom podermos ler as letras é o que sempre procuro quando gosto das canções.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui podes trautear sempre as letras. Coloco-as precisamente para que as pessoas que gostam de cantar o façam !
      Obrigado Papoila

      Eliminar
  2. Tenho-o referido repetidamente. Não gosto de ouvir uma música sem estar a acompanhar com a letra. Isto porque tenho um péssimo ouvido para as letras cantadas. Muitas vezes até em português !!!) ... e gosto de entender o que estão a cantar. Só assim consigo apreciar uma canção ! ... Não propriamente para trautear, mas para "sentir" melhor o que se canta !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é uma grande verdade. tendo a letra por perto conseguimos perceber o que cantam. Tens toda a razão Rui !
      Abraço e Obrigado

      Eliminar
  3. Gosto de ficar aqui embalada a ouvir estes temas que me fazem voar.
    As letras facilitam, mas, sabes, fico mais concentrada quando não as colocas, fico super concentrada a traduzir cada palavra, mas isso não é motivo para que não as coloques.
    Boa noite Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de entender o que cantam, e depois de ver a letra ou ter entendido o tema através dela, então sim, ouço às vezes, vezes sem conta somente por ter o prazer de ouvir a voz que a interpreta.
      Obrigado Manuela

      Eliminar
  4. Nina Simone, Ricardo, desta vez escolho Nina Simone.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.