A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 23 de outubro de 2016

Eyes Thru Glass (IV) – Aqueduto das Águas Livres

Aqui neste blogue e no “Eyes thru Glass“ mostro aquilo que os meus olhos vêem, através da objectiva.

Aqui ficarão somente as fotos, sem texto ficcional e sem música, apenas uma breve introdução, onde são tiradas e quando, e eventualmente alguma especificação técnica. Cliquem sobre a primeira foto para poderem vê-las em formato maior.

No dia 16 de Fevereiro de 2014, com a minha Nikon D3200, baixo da gama, fiz umas quantas imagens do Aqueduto das Águas Livres em Lisboa. Foi a primeira vez que saí a fotografar com esta máquina e deu-me um prazer enorme “bater” fotos com ela. Visitem o sítio oficial da EPAL e organizem as vossas visitas.







30 comentários:

  1. Respostas
    1. Papoila tive sorte e correu bem. Gosto de escolher enquadramentos diferentes do normal e gosto imenso de fotografar. Obrigado

      Eliminar
  2. Já por lá andei numa visita de estudo para professores lá da "minha" escola. É um espetáculo! Mas não tirei fotografias - ainda era com rolo e eu pouco me atrevia...

    (Fizeram boa viagem? Hope so...)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho de ganhar coragem e ir mesmo lá acima fotografar cá para baixo. Mas como detesto alturas não sei se vou conseguir ir.

      Chegámos bem sim. Obrigado

      Eliminar
  3. A maior beleza está nos olhos de quem a vê e, o Ricardo tem esse dom.
    Não conheço o local, gostei muito das fotos.

    Boa semana Ricardo.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correram bem as fotos sim. Os enquadramentos também e eu gosto de os mudar. Tentar ver as coisas por outra perspectiva.
      Adélia obrigado pelo comentário lisonjeiro !

      Eliminar
  4. Quando disse que não conheço, referia-me ao facto de apenas ter visto talvez umas duas vezes de passagem por baixo, sem a possibilidade de poder parar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fores ao corpo do "post" encontras o link "Sítio oficial da EPAL" onde podes verificar as visitas que se podem fazer.
      Obrigado mais uma vez.

      Eliminar
  5. Olá Boa noite.
    Estou mais feliz por este dia de convívio e de amizades vivas no quarto encontro em São Pedro de Moel.
    Vi a tua máquina e confirma-se aqui um excelente trabalho.
    Abraço nosso.
    O meu novo blogue - Madrugadas

    http://zitorodriguescoelho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A máquina não é nada por aí e além. Modéstia à parte, eu penso que a fotografia com uma máquina relativamente barata se conseguem boas fotos. depende mais do fotógrafo que da máquina, digo eu.

      Obrigado Luís e irei visitar-te em breve

      Eliminar
  6. As perspectivas estão fabulosas, a luz e cores deram ainda mais encanto a esta tua reportagem fantástica.

    Parabéns Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso até acho que estão. A manhã estava excelente e a luz realçou as cores !
      Obrigado Manuela

      Eliminar
  7. As fotografias estão um mimo!
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
  8. Belas fotografias! Até o velho aqueduto ganhou novos contornos!
    A última e a penúltima, fizeram-me ficar um tempão a admirar e a julgar tratar-se de uma só. O nosso olhar, por vezes, prega-nos partidas...:)

    Boa semana, Ricardo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha cidade de Lisboa tem zonas muito bonitas para fotografar. O difícil às vezes é escolhê-los.
      Obrigado pela visita Janita

      Eliminar
  9. Fantástica reportagem.
    Apenas fotografei o aqueduto de longe.
    A última vez, foi quando fui ao novo miradouro das Amoreiras. Ainda não agendei.
    Claro que nada têm a ver com as tuas, pois a ninha maquininha é uma simples compacta.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correu bem. Gostei das fotos que tirei. Tenho de ganhar coragem para ir fazê-las lá do cimo !
      O segredo não tem a ver com o valor da máquina, tem a ver com a intuição para fotografar e tu também tens excelentes fotos que eu sei, porque apesar de comentar pouco, costumo passar no teu Blogue.
      Obrigado Elisa

      Eliminar
  10. é um monumento que me impressiona Ricardo!
    também tenho umas fotos para um post :)
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ângela é um monumento muito bonito. Os aquedutos com os seus arcos repetitivos são sempre muito agradáveis de ver. Este é na minha cidade de Lisboa.
      Obrigado

      Eliminar
  11. Respostas
    1. Também muitas vezes fico com falta de ar quando vejo paisagens bonitas e naturais. Ontem em São Pedro de Moel vi uma paisagem com praia e oceano Maravilhosa.
      Obrigado Afrodite

      Eliminar
  12. Que mais dizer da qualidade das fotos, Ricardo ?! As das/dos experts já foram dadas !
    Eu digo muitas vezes : "as coisas estão lá ! ... Uns conseguem "vê-las" a maioria, não" ! ... Os olhos são a verdadeira máquina fotográfica ! O aparelho só dá uma ajuda ! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tento fazer bem e respeitar algumas regras, mas tento principalmente ter a minha visão !
      Muito Obrigado

      Eliminar
  13. Queria dizer: As "opiniões" das/dos experts já foram dadas.

    Sabes que quando andava na Primária este Aqueduto exerceu sobre mim um fascínio muito especial ! Era qualquer grandioso aos meus olhos ! Eu também ainda não subi lá acima ! rsrs ... Não por medo das alturas ! eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois Rui eu cá alturas só no basket !... a pular e a sacar as bolas aos mais lentos. O pessoal baixo é muito rápido :) !
      Mas é imponente sim. Conheço e tenho reparado em algumas cidades aquedutos, uma maneira de levar a água que antigamnente utilizavam, e os que vi eram muito bonitos, só que este é Grande e destaca-se na paisagem, o Bairro da Serafina, muito bonito, parece um quadro !!!
      Obrigado e um Abraço Rui

      Eliminar
  14. É belo e impressionante este aqueduto. Passamos tantas vezes lá por baixo sem o apreciarmos devidamente. Excelentes fotos, Ricardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como já comentei em dois Amigos, só me falta lá ir acima, mas "aí é que a porca torce o rabo !"... vamos ver !
      Obrigado Luísa, a tua opinião é importante, és alguém que também adoras fotografar e fotografas Muito Bem !

      Eliminar
  15. Há gente que nasce com o dom para tirar belas fotos e o Ricardo é um deles.
    http://marrocoseodestino.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás a exagerar Joana. Acho que não fotografo mal, mas também ainda tenho muito que aprender e estou aprendendo !
      Muito Obrigado

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.