Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Nota de 10£ debaixo de pneu do carro

O cómico irlandês Dave Allen…

12 comentários:

  1. Esta já conhecia, mas é sempre interessante rever.
    São sete cães a um osso :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente Manuela ! Aquelas 10£ não vão dar para nada ... :)))
      Obrigado

      Eliminar
  2. Quem ficou com a nota? Eles eram tantos! 😁

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dividiram a massa por todos e pagaram a despesa no café ! :)
      Obrigado Ematejoca

      Eliminar
  3. Boa, Ricardo
    Se um deles fosse um pouquinho mais inteligente esperaria na porta... rs
    ://

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho Lis ! Assim vai sobrar pouco para tantos.
      Obrigado e Abraço

      Eliminar
  4. O grande Dave Allen.
    Tem momentos absolutamente fabulosos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem sim Pedro e sou capaz de publicar mais um ou dois.
      Abraço

      Eliminar
  5. Esta 'caça à nota' fez-me lembrar daquela célebre frase do grande Vasco Santana, no filme "A Canção de Lisboa" (estudante de medicina a mostrar o Zoo às tias)

    Ele, para o tratador dos animais:

    "Carneiro amigo, andamos todos ao mesmo!"

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade essa deixa do Vvasco Santana, de boa memória. Ou então aquela:
      "20 macacos a 20 macacos, são 400 macacos !" :)))
      Obrigado Janita

      Eliminar
  6. hehehe
    Recordo-me do primeiro programa de «Apanhados» que deu na RTP e uma das situações, das primeiras que foram filmadas, foi precisamente essa, de uma nota de conto de reis presa debaixo da roda de um automóvel!

    Conhecia o vídeo... mas não resisti em rever! :D

    Beijinhos com sorrisos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso eu lembro-me de ver esse video sobre a nota de conto de reis, presa debaixo do pneu de um carro. Uma situação extremamente cómica !
      Obrigado Afrodite

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.