A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Inesquecíveis (VIII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos) e (http://memoriaglobo.globo.com/ da TV Globo)

Novela:          Vereda Tropical                              
Ano:               1984
Tema:             Silvana         
Intérprete/s:   Zizi Possi (28-03-1956)                            
Autor/es:        Ivan Lins / Victor Martins



Novela:          O Astro                     
Ano:               1977  
Tema:             Bijuterias      
Intérprete/s:   João Bosco (13-07-1946)                         
Autor/es:        João Bosco


12 comentários:

  1. Estou a pensar nestas novelas e não me recordo das músicas. São agradáveis de ouvir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas destas músicas são agradáveis de ouvir sim !

      Obrigado Luísa

      Eliminar
  2. A última novela que vi foi o Roque Santeiro, depois disse entreguei-me a outras actividades. Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Da primeira novela não me lembro nada da dita nem da música, que é muito bonita.
    Da outra O Astro, lembro-me perfeitamente, deve ter sido a terceira a passar por cá. Agora, onde encaixo esta música, sinceramente não sei! Não faço a menor ideia de alguma vez a ter ouvido, nem gostei tanto assim! :(
    Boa semana, Ricardo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita é bom ouvir coisas diferentes que nunca ouvimos. Nessas, às vezes, encontramos "novos amores" !

      Obrigado Janita

      Eliminar
  4. Das novelas lembro-me, sobretudo o Astro, mas não consegui associar as músicas a elas...a idade não perdoa.
    Boa semana Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás também com problemas do DNA !? (Data de Nascimento Antiga !)
      Não és só tu, não te preocupes !

      Obrigado Manuela

      Eliminar
  5. Acompanhei o Astro.
    A outra não tenho ideia.
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muita boa MPB nestas novelas que tenho aqui trazido !

      Obrigado e Abraço Pedro

      Eliminar

  6. De inesquecíveis... a segunda, claramente!
    O meu pai é que "encafifava" com a letra do genérico da telenovela O Astro...
    De facto custa a ver o nexo da coisa! E cantá-la também não é fácil porque toda ela é estranha! Apesar disso... é inesquecível!

    Saudades do Francisco Cuoco... aqui no papel de "um bom malandro", postura aliás que sempre lhe assentou bem, uma espécie de rebeldia constante e eterna juventude! Aliás, a prová.lo está a sua duradoira relação com a sua companheira 53 anos mais jovem do que ele! :)

    Saio daqui (desta tua rubrica dos Inesquecíveis) sempre consolada!

    Beijinhos da cor das ametistas
    (^^)

    ResponderEliminar
  7. Estas primeiras novelas foram na realidade qualquer coisa de inédito na Televisão Portuguesa, daí o seu êxito. No entanto, as músicas perduram para lá das novelas !

    Obrigado Afrodite

    ResponderEliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.