Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Estou ?! Posso pedir um disco ? (VII)

O pedido de hoje é da bloguer Maria Araújo, do Blogue da Sapo “Cantinho da Casa”. Um Blogue onde a autora publica aquilo que gosta ou que a preocupa. É um Blogue onde há espaço para tudo, desde a Moda a assuntos Interessantes e às vezes polémicos.
Deixou um texto que gostei imenso e que mostra o lado criativo da Maria. Obrigado.

Trimmmmm! Trimmmmm! ~
- Está?
- Posso pedir um disco?
- Sim. Qual o disco que quer ouvir?
- Senhor locutor Ricardo, quero ouvir o disco "toca o telefone a toda a hora" da Maria José Valério, porque esta canção faz-me lembrar a minha mãe que a cantava a toda a hora, como outras, e que hei de pedir.
- Está bem. Como se chama a senhora e de onde fala?
- Chamo-me Maria e falo de Braaga!
- Obrigado, senhora Maria. Então vamos à música.

Maria José Valério (06-05-1933)


Rita Filipe - Uma Canção Para Ti - 2ª Edição - Menina dos Telefones - 3ª Gala (12/04/2009 - Semifinal).


Alguma história sobre os discos, antigo suporte magnético que, actualmente, continua a ter imensos adeptos, dado que está cientificamente provado que a qualidade sonora do vinil é superior à do CD, dizem !

Os 78 rpm (rotações por minuto) eram os antigos discos, de goma-laca, que tocaram durante alguns anos nos gramofones dos nossos avós.
Os 33 rpm (rotações por minuto) eram os antigos “LP” (Long Play) de vinil que tocavam nos nossos antigos gira-discos.
Os 45 rpm (rotações por minuto) era os “singles” ou “EP” (Extended Play), também em vinil. Ambos fizeram a delícia das gerações de 60 e 70.

Esta nova publicação viverá, exclusivamente, dos vossos pedidos por “mail” para o meu “email” ricardosantos1953@gmail.com, da música que pretendem ouvir e umas breves palavras sobre o porquê que ela vos foi/é querida.

Peçam uma de cada vez e de vez em quando. Podem começar a enviá-los já hoje. Os pedidos serão atendidos por ordem de chegada dos “mails”.

Serão apresentados dois vídeos, do Youtube. Um será com a escolha de quem me enviou o “mail” e o outro uma escolha minha. Também darei algumas indicações adicionais sobre a composição, compositor e intérprete. Isto caso a música exista e haja informação adicional sobre ela.

20 comentários:

  1. Foi bom recordar esta voz. Também eu fui uma assídua ouvinte da rubrica "Quando o telefone toca"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Maria José Valério a intérprete do hino do meu Sporting !!!
      O Sr. Matos Maia :))) ... velhos tempos !

      Obrigado Manuela

      Eliminar

  2. Gostei imenso deste post! A Maria é muito criativa! Adorei o texto dela! :)
    Tenho ideia que conhecia este tema da Maria José Valério (nesta altura ainda não pintava o cabelo de verde)... e o final da letra achei um mimo!! «Bábazinha?? Mas eu sou a Clarinha...!!»
    Afinal... houve engano na linha!! E esta hein??

    Beijinhos a dobrar, uns para ti e os outros para a nossa amiga
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a deferência com que ele me tratou "Sr. locutor Ricardo". Este texto está "supimpa". Obrigado mais uma vez Maria !

      Pois "Mas tu és a Clarinha !!" :)))

      Obrigado Afrodite

      Eliminar
    2. Ó Ricardo, estou farta de me rir, porque não estava à espera que publicasses o meu texto.
      Na verdade, há alguns anos, quando ia à minha modista, que fazia a roupa para minha mãe, e depois para mim, costumava de um transistor (era este o nome que davamos aos rádio de mão, pequenos) ouvir os "Discos Pedidos" penso que da RN. Eu fartava-me de rir quando ouvia as senhoras pedirem o disco, porque o locutor também fazia perguntas que as levasse a utilizar um vocabulário popular e expressões castiças.
      Eu comentava com a minha modista " que músicas pirosas!" , ria-me, imitava os cantores (sinal de que sabia as canções), enfim.
      Acho que ainda há disto nas rádios locais.
      Hoje, acho piada a estas canções e fizeste-me lembrar uma coisa, que vou já procurar.
      Obrigada.
      A ti, Afrodite, obrigada por me avisares deste post do Ricardo.
      Um beijinho aos dois.

      P.S.: A versão da menina está muito boa. Gostei.

      Eliminar
    3. O texto é muito bom, faltou apenas "Qual é a frase ?" :))
      O programa "Quando o telefone toca" com o Matos Maia era algo que eu ouvia com frequência. Na realidade tinha uma grande audiência !

      Obrigado Maria

      Eliminar
  3. Toca o telefone a toda a hora? Olha como se descobre que a cantora trabalhava num call center! Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenhas dúvidas ! Se calhar é irmã da Marta ! :)))

      Obrigado Rafeiro

      Eliminar
  4. hehehe... Uma delícia este programa e ... esta "re-edição do programa", Ricardo ! rsrsrs
    ... mas desta vez o locutor estava distraído porque se esqueceu de "pedir a frase" ! :D

    E nesse tempo era habitual haver "linhas cruzadas" e em vez da Bábazinha saía a Clarinha ! hehe... às vezes até "dava jeito" ! rsrsrs

    Beijinho, Maria, Manu e Afrodite !
    Abraço Ricardo e Rafeiro ! :)))


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O texto da Maria gostei imenso !
      A frase poderia ser mais ou menos, como algumas do meu tempo de liceu, por exemplo: "Com pregos Baptista não há Cristo que resista !!!", salvo os devidos respeitos religiosos !

      Obrigado e Abraço Rui

      Eliminar
  5. Gostaria de partilhar contigo a postagem que publiquei ontem, dia 01/12/15, no meu blog A CASA DA MARIQUINHAS/, que assinala o meu regresso à blogosfera.
    Desde já o meu “Bem hajas!”
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    PS – Desculpa o “copy & paste”

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou de certeza passar por lá !

      Obrigado Mariazita

      Eliminar
  6. Não é a minha praia, lamento
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  7. Não sei o que se passou, Ricardo! Ainda ontem aqui estive e não vi este post da rubrica Discos Pedidos. :(
    E logo o da Maria Araújo que até, por uma feliz coincidência, li o seu texto/pedido ( antes da publicação) e achei o máximo.
    Lembro-me bem da Maria José Valério desse tempo - não a de hoje com o cabelo verde - e dessa canção!
    Excelente escolha, e muito a condizer com a rubrica.

    Um beijinho para a Maria e um abraço para ti!!
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "Blogger" quando se publica, regista a publicação. Mas eu enganei-me e queria publicar programado e saíu sem querer esta publicação da música da Maria. Quando ela saiu na data programada, já o "Blogger" não a voltou a publicar.

      A música está a condizer sim, em parte, com a rúbrica !

      Obrigado Janita

      Eliminar
  8. Olha... Esta canção eu não conhecia. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em também não a conhecia quando a ouvi pela primeira vez :).

      Obrigado Luisa

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.