Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

sábado, 8 de agosto de 2015

Jazz Standards (CXLIII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Like Someone in Love (#147) - Música de Jimmy Van Heusen e Letra de Johnny Burke
"Like Someone in Love" foi apresentado pela primeira vez, no filme “Belle Of The Yukon” pela cantora Dinah Shore, que desempenhou o papel de uma  cantora de salão de dança, tendo sido um dos seus primeiros filmes. A comédia musical e “western”, passava-se durante os dias da corrida ao ouro no Canadá, também actuaram Randolph Scott e Gypsy Rose Lee, no papel de  namorada (a “Belle” do título da película). O filme não se saiu bem nas vendas de bilhetes, mas uma das músicas de Van Heusen e Burke, "Sleighride in July", foi nomeada para um “Oscar”. Foi Bing Crosby que pegou na composição "Like Someone in Love" e levou às tabelas de vendas, em 1945, onde alcançou 15º. lugar, durante a sua permanência, de apenas, uma semana.

Rita Reys (Roterdão, Holanda, 21-12-1924 — Breukelen, Holanda, 28-07-2013) – Rita Reys (vocal), Pim Jacobs (piano), Rudd Jacobs (contrabaixo) e Wim Overgaauw (guitarra). TV nacional dinamarquesa em 1961.


Bill Evans (Plainfield, EUA, 16-08-1929 — New York, EUA, 15-09-1980) – Piano solo.


Frank Sinatra (Hoboken, EUA, 12-12-1915 — Los Angeles, EUA, 14-05-1998) – do álbum “Songs for Young Lovers”, de 1954.


Björk Guðmundsdóttir (Reykjavík, Islândia, 21-11-1965 - 20xx) - MTV Unplugged 1994, ao vivo.


Letra

Lately I find myself out gazing at stars
Hearing guitars like someone in love
Sometimes the things I do astound me
Mostly whenever you're around me
Lately I seem to walk as though I had wings
Bump into things like someone in love
Each time I look at you, I'm limp as a glove
And feeling like someone in love
Lately I seem to walk as though I had wings
I bump into things like someone in love
Each time I look at you, I'm limp as a glove
And feeling like someone in love

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

20 comentários:


  1. Que delícia este tema!
    Adorei a versão do Bill Evans (my favorite) e fiquei surpreendida com o encantamento que a Bjork consegue transmitir com aquele seu ar de catraia.
    Claro que Sinatra e a sua voz romântica são inigualáveis... e com ele sente-se melhor o poder das palavras.
    Contudo, das quatro... escolho a versão instrumental.

    Beijinhos in jazz mood
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois gosto do teu comentário. E teres gostado mais do Bill Evans dá para responder-te que "estás mais atenta agora a instrumentais" !

      Vozes gosto, aprecio, mas fico sempre atento pata tentar perceber o que é que o intérprete do instrumento principal vai tocar, vai andar á volta, vai improvisar !?

      O Bill Evans, fico às vezes a pensar, se não morresse, precocemente, por causa da droga :((, o que ainda iríamos ouvir dele ???

      Obrigado Afrodite, fico feliz por teres gostado !

      Eliminar
  2. Estou com a Afrodite, prefiro a versão do Bill Evans. :)
    O tema é lindo!

    Beijinhos, Ricardo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria, o piano é a minha paixão e o Bill Evans tem algo que me fascina, sempre !!!

      Obrigado

      Eliminar
  3. Sabes que o Bing Crosby era a minha voz masculina preferida nos "velhos tempos" e fui ouvi-lo neste tema ! Confirmo que, para mim, é a melhor interpretação vocal, mesmo comparando com o "Monstro" "The Voice" ! ... Das mulheres não gostei tanto ! Longe dos homens.
    Pena que em todas elas o acompanhamento instrumental não esteja à altura do Bill Evans , ... Soberbo ! ... de longe a melhor !

    Mais um excelente tema, Ricardo ! ... Parece que me estás a "converter" ! rsrs
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui o que continuo a querer fazer e espero que tenha vindo a conseguir é mostrar que tanto o vocal com o instrumental são importantes e devem ser ouvidos. Óbvio que as pessoas tendem a ouvir muito mais o vocal e a não se interessarem pelo instrumental, mas se se lembrarem que no fundo um instrumento imite uma espécie de voz. O instrumento foi concebido pelo homem e é o homem que o toca. É o homem que lhe dá a voz, com as suas mãos ou com o seu sopro de ar.

      Obrigado Rui

      Eliminar
  4. Gosto sempre de ouvir a voz do Sinatra. Surpreendeu-me a Björk.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Sinatra é um dos melhores cantores de Jazz e não só, de todos os tempos. A Björk também me surpreendeu aqui !

      Obrigado Luísa

      Eliminar
  5. Gostei da versão em piano e do Sinatra, claro. Não é que as outras não sejam boas, mas para mim não foram tão conseguidas... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São todas para mim bem interpretadas e bem conseguidas. Óbvio que Sinatra e Bill Evans se destacam pela sua excelência. Foram dois muito grandes no panorama jazzístico mundial.

      Obrigado Teresa

      Eliminar
  6. Muito boas versões para ouvir e planar descontraidamente :)
    Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já experimentaste fazer os teus cozinhados ao som de Jazz ?
      Experimenta, és capaz de conseguir improvisar algo de novo e excelente !

      Obrigado M.

      Eliminar
    2. Todas as quatro são excelentes ,Ricardo.
      Se fosse escolher ficaria com o piano de Bill Evans e a doce voz da Bjork.
      O Sinatra é incomparável!
      Obrigada pelo estímulo da boa música ,
      um abraço

      Eliminar
    3. Vou continuar a trazer a todos os que me visitam, boa música. Pelo menos sempre que me visitarem e mesmo que não deixem comentário, saiem com boa disposição apósd terem ouvido algumas canções diferentes das que passam nas rádios e TV que ouvimos !

      Obrigado Lis

      Eliminar
  7. Acho que estamos em maioria na escolha das interpretações de Bill Evans e Bjork
    Aquele abraço, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim por sinal, fui surpreendido pela Björk. Do Bill Evans é sempre uma certeza de boa interpretação sempre que o ouço !

      Obrigado Pedro e um abraço

      Eliminar
  8. Quatro temas muito bem escolhidos, mas o piano de Bill Evans supera tudo, ou eu não fosse fã de um instrumento que adoraria ter aprendido a tocar.
    Sinatra sempre intemporal!

    Boa semana Ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí na questão do piano estou contigo. Infelizmente, não pude tirar um curso de piano e mesmo que agora o tirasse, comprar piano, mesmo sendo vertical não é barato, e tocá-lo num apartamento fica muito complicado

      Obrigado Manuela

      Eliminar
  9. Respostas
    1. É voltar quando pretender ouvir boa música ! Gabo-me disso ! :)

      Obrigado

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.