A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Jazz Standards (CXLII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)

(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)

Flamingo (#146) - Música de Theodor Grouya e Letra de Edmund Anderson
O vocalista Herb Jeffries cantou pela primeira vez este “standard” acompanhado da orquestra de Duke Ellington. Em meados de 1941 a composição disparou na tabela de vendas e subiu para 11º. Lugar.
Jeffries contou-nos, como uma noite em 1940, enquanto actuava com a banda de Duke Ellington no “Pearl Theater” em Filadélfia, um estranho se aproximou. Numa entrevista de 1993, com Don Ferguson para o “San Diego Union-Tribune”, Jeffries lembrou: «Eu estava a sair para jantar e este rapaz fez-me parar na porta do teatro e diz-me, com um sotaque francês, 'Monsieur Jeffries, eu sou Ted Grouya. O porteiro não me deixou entrar. Importa-se, por favor, de mostrar a minha música para Monsieur Ellington’. Eu disse: 'Tudo bem', e coloquei a pauta musical no meu bolso. Mais tarde, larguei-a na minha mesa, do quarto de vestir. O orquestrador e pianista Billy Strayhorn viu a música, levou-a, e começou a tocá-la no piano. Ellington ouviu-o e disse: ‘O que quer que tu estejas a tocar, vai fazer sucesso!’. A música, com as palavras adicionadas por Edmund Anderson, tornou-se em "Flamingo"».
Duke, na sessão de gravação para a RCA Victor, de 28 de Dezembro de 1940 precisando de um número adicional para a tocar com a banda, gravou esta melodia. Embora o Leonard Joy da RCA, não ter ficado impressionado com a gravação, foi o primeiro número de Ellington a subir às tabelas de vendas em 1941 e segundo êxito de Herb Jeffries '.

Duke Ellington (Washington, EUA, 29-04-1899 — New York, EUA, 24-05-1974) e Herb Jeffries (Detroit, Michigan, EUA, 24-09-1913 - West Hills, Los Angeles, California, EUA, 25-05-2014)


Carmen McRae (Harlem, New York, EUA, 08-04-1920 – Beverly Hills, California, EUA, 10-11-1994) – gravado a 5 de Agosto de 1958.


Wynton Marsalis (New Orleans, Louisiana, EUA, 18-10-1961 - 20xx) –  Wynton Marsalis no trompete.


Benny Carter (Harlem, New York, EUA, 08-08-1907 - Los Angeles, California, EUA, 12-07-2003) – Benny Carter no saxofine.


Letra

Flamingo, like a flame in the sky
Flying over the island
To my lover nearby
Flamingo, like a flame in the sky
Flying over the island
To my lover nearby
Flamingo, with your tropical hue
For it's you I rely on
And the love that is true
The wind sings a song to you as you go
The song that I hear below
The murmuring heart
Flamingo, when the sun meets the sea
Say farewell to my lover
And hasten to me
Ah, oh, ah, oh, oh, oh
Flamingo
Flamingo
Flamingo, when the sun meets the sea
Say farewell to my lover
And hasten to me
Ah, oh, oh, oh, oh, ah

Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos).

18 comentários:

  1. Todas as versões são fantásticas mas tenho uma "coisa" pela Carmen McRae.

    Beijinhos, Ricardo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois sou capaz de comungar da tua opinião. A voz de Carmen McRae era sublime !

      Obrigado Maria

      Eliminar
  2. Também foi a minha versão preferida ( a da Carmen McRae), embora tenha gostado também dos instrumentais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Embora Herb Jeffries seja o primeiro vocalista de "Flamingo" a versão de Carmen McRae é na realidade muito melhor e muito boa.

      Obrigado Luísa

      Eliminar
  3. oi Ricardo também enveredei pela música hoje!
    é sempre agradável...

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O intuito do meu Blogue é mesmo esse. Fazer com que todos se sintam bem e se esqueçam por uns momentos das dificuldades e problemas da vida.

      Obrigado Ângela

      Eliminar
  4. Com sempre, escolhas perfeitas Ricardo
    Boa música é sempre um deleite!
    obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Simpatia a tua Lis ! As minhas escolhas tento que sejam boas, mas há muitas pessoas a cantá-las e deve haver inúmeras versões boas e muito boas.

      Obrigado por vires aqui visitar-me

      Eliminar
  5. Mais um conjunto de músicas e vozes fantásticas e pelo que li , a maioria dos comentários mostra a sua preferência por Carmen McRae, eu também!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois estamos todos de acordo !

      Obrigado pela visita Manuela

      Eliminar
  6. Um conjunto bem deliciado, gostei da música instrumental, mas tenho uma preferência por Carmen McRae parece que não estou só :)

    Bom fim de semana Ricardo.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estás só e estás muito bem acompanhada ! :)

      Obrigado Adélia

      Eliminar
  7. Deliciosas opções! A música é tão boa e fiel companheira :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A música e a comida são dos meus "pratos" favoritos. Seria imposs´vel viver sem apreciar qualquer deles !

      Obrigado M

      Eliminar
  8. Ricardo fico sempre rendida à voz Carmen McRae . Ela possuía uma grande capacidade expressiva .

    Um beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Carmen McRae já ganhou aqui n fãs !!! :)

      Obrigado Fê

      Eliminar
  9. Ouvir esta música faz-me recuar uns bons anos atrás às tarde de domingo quando na RTP passavam aqueles grandes clássicos do cinema da década de 40 e 50... e que eu adorava ver.

    Conta com mais uma fã para a carmen McRae.

    Beijinhos murmurados
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na altura em que a RTP levava cinema que fazia as pessoas felizes !
      Sim a Carmen McRae era na realidade um Voz !!!

      Obrigado Afrodite

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.