Contigo nunca me perco, perdendo-me !!!... (Ricardo Santos)

domingo, 1 de março de 2015

Subir na vida - Interacção Humorística (CXXXVII)

Em 07-09-2011. Obrigado.

Subir na vida !

Duas amigas cubanas encontram-se em Miami:

- Olá, há quanto tempo que te não via! Mas, estás com óptimo aspecto! Olha-me para este vestido de seda! Quem diria?!

- Vês?! E pensar que quando cheguei vinha com uma mão à frente e outra atrás.

- E como conseguiste singrar na vida aqui em Miami?

- Olha, tirei a mão da frente...

6 comentários:

  1. Esta anedota fez-me lembrar a canção da Ângela Maria: "Conceição". Conheces?

    "Se subiu
    Ninguém sabe, ninguém viu
    Pois hoje o seu nome mudou
    Estranhos caminhos pisou
    Só eu sei
    Que tentando a subida, desceu
    E hoje daria um milhão
    Para ser outra vez
    Conceição!"...


    Bom resto de Domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antiga, mas acho que conheço sim. Mais que não seja fizeste-me ir à procura dela no Youtube e encontrei uma versão dela mais o Caubi, com esta mesma canção, gravada no Auditório Ibirapuera em 2013.

      Obrigado Janita

      Eliminar
  2. E era tão fácil, afinal!! :)))
    Aquele abraço, votos de boa semana

    ResponderEliminar

  3. Desta anedota, eu conheço uma versão ainda mais "refinada"... passada com um casal que chegou a uma nova terra e também com uma mão à frente e outra atrás.
    No caso deles, e para conseguirem sobreviver, ela teve de tirar a mão da frente... e ele a de trás! :)

    Boa semana Ricardo
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também conheço essa ! O meu Pai era bom contador de anedotas, em reuniões familiares e de amigos ele adorava fazer rir as pessoas.
      Infelizmente foi algo que se perdeu com o aparecimento da Internet. Hoje já se contam poucas anedotas ao vivo :( !
      Vou tentar levar uma dúzia (deve chegar para não monopolizar a conversa !!!) para o almoço do dia 26 de Abril :).

      Obrigado Afrodite

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.