Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Prémio Valmor, Ano de 1905, Avenida 5 de Outubro 6-8

Casa Malhoa, actual Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves

Encontra-se no final da Avenida 5 de Outubro, do outro lado da Maternidade Alfredo da Costa e tendo nas suas costas, do seu lado esquerdo, o Hotel Imaviz.


Arquitecto Manuel Joaquim Norte Júnior (1878-1962):

“Natural de Lisboa, curso a Escola de Belas-Artes desta cidade, onde se formou com distinção. Seguiu depois para Paris, onde, como pensionista do Legado Valmor, frequentou o “atelier” Pascal (1) e satisfez provas que o habilitaram também com o diploma francês. Completou a sua formação com viagens de estudo através da própria França, Bélgica e Espanha, digressões demoradas e atentas, fixadas em muitos aspectos por magníficos desenhos que lhe forneceram elementos e sugestões para a temática decorativa e compositiva da sua obra.
Na década de trinta, desfrutando o apogeu da sua carreira, subscreveu os prédios construídos, na Avenida António Augusto de Aguiar, N.º 100; na Avenida da República, N.º 71; na Avenida Rodrigues Sampaio, N.º 158; na Avenida Ressano Garcia, N.º 24, e os dois prédios da Avenida de Berne, N.º 6 e 8.
Respeitante aos anos de 1905, 1912, 1914, 1915 e 1927, obteve o Prémio Valmor, respectivamente, com os edifícios da Avenida Cinco de Outubro, N.º 6-8, Alameda das Linhas de Torres, N.º 22 (semidemolido, hoje em ruínas, somente com as fachadas em pé!), Avenida Fontes Pereira, N.º 28, Avenida da Liberdade, N.º 206-218, e ainda com o da mesma artéria, N.º 176-180.
Nos anos de 1908 e 1912 foi distinguido com Menções Honrosas do mesmo Prémio, pelos prédios situados, respectivamente, na Avenida da República, N.º 45, tornejando para a Avenida Visconde Valmor (já demolido, em 1949/1950!), e na Praça Duque de Saldanha, N.º 12, tornejando para a Avenida Praia da Vitória, N.º 44, este existente e bem conservado (começa a apresentar sintomas de degradação!).”

In Bairrada, Eduardo Martins, “Prémios Valmor 1902-1952”, Edição 1988, CML. (sic)*

*http://www.priberam.pt/dlpo/sic
*sic |síque| (palavra latina) Advérbio: Sem alteração nenhuma; tal e qual. = ASSIM
(1) - Jean-Louis Pascal (04-06-1837 – 17-05-1920) foi um arquitecto francês.

Acontecimentos referentes à década:

1902 - Inauguração do elevador de Santa Justa;
1903 - Publicação do novo regulamento de salubridade para as construções urbanas;
1904 – Aprovação do Plano Geral de Melhoramentos, apresentado pelo engenheiro Ressano Garcia (1847-1911);
1905 – Desenvolvimento das construções ao longo da Avenida Fontes Pereira de Melo e da futura Avenida da República;
1905 - Jardim Zoológico, nas Laranjeiras, Raul Lino;
1907 – Animatógrafo do Rossio;
1908 - Projecto para o Parque Eduardo VII do arquitecto Miguel Ventura Terra.

As dezasseis primeiras fotos, a seguir à imagem do Google MAP, são de 2008 e as seguintes de 2013.


Próxima publicação dia 20-02-2014 com o Prémio Valmor de 1906, na Avenida República 36-38, Clube dos Empresários, neste momento com placa “Para Venda”, e arquitectado por Miguel Ventura Terra.

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Carlos, está lá no sítio para ir dar uma olhada ! :)
      Obrigado

      Eliminar
  2. O prédio é lindo, a azulejaria deslumbrante!

    ResponderEliminar
  3. Gosto do vídeo , os azulejos uma obra e Arte,
    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O "slideshow" tem fotos tiradas em 2008 e 2013 do mesmo edifício. Os azulejos saõ muito bonitos sim e típicos da época !
      Obrigado Lis

      Eliminar
  4. Deixei lá algo no blogue que vai reconhecer :))
    Aquele abraço e votos de bfds!!

    ResponderEliminar
  5. O prédio em si, já é de uma beleza fantástica e digno do Prémio ! ... mas conseguiste enriquecê-lo com essas imagens de pormenor ! :)))

    Abraço, Ricardo e bfds ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não correu mal, não ! Sou muito exigente.
      Obrigado e um abraço Rui

      Eliminar
  6. Prémio Valmor?
    Coloquei uma foto no vídeo que tem tudo a ver com isso.
    :)
    Dá para ver?

    ResponderEliminar
  7. Rui
    Fiquei sem perceber o que querias dizer, mas não vejo nada acrescentado às fotos que tenho no Photobucket !
    Obrigado pela visita

    ResponderEliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.