A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 17 de novembro de 2013

Gira-Discos (XLIX)

 
(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)      
          
Crosby, Stills, Nash and Young (1969 – 20xx) - É um supergrupo de “Folk Rock” surgido em 1969. Os membros do grupo eram oriundos de outras bandas. A princípio a banda surgiu como um trio formado por David Crosby, Stephen Stills e Graham Nash. Com esta formação, lançaram o primeiro álbum e participaram do lendário “Festival de Woodstock”. Mas, em 1970 o grupo desejou ter um quarto elemento, e a primeira escolha recaíu sobre John Sebastian, do “The Loving Spoonful”, que recusou o convite. Neil Young foi então escolhido, para ocupar o lugar antes oferecido a Sebastian.
O quarteto é conhecido pelos seus arranjos vocais contrastantes, letras bem elaboradas, estilo musical que varia entre o “Folk” e “Pop” melódico e relação de amor e ódio entre seus elementos. Desde o seu aparecimento, a banda separou-se mais de três vezes, mas os “Crosby, Stills, Nash e Young” voltaram sempre a tocar juntos, tanto é que estão em digressão até os dias de hoje, no entanto, sem a presença de Neil Young.       
          
David Crosby      
       
Em 1964, Crosby juntou-se à banda “The Byrds” e com eles esteve durante seus maiores sucessos, como “Turn, Turn, Turn” e “Mr. Tambourine Man”. Em 1967, Crosby dedidcou a sua canção "Triad" aos parceiros de banda, mas por tratar de um assunto que desagradava Roger McGuinn, foi recusada e devido a tensões entre o grupo que envolviam Crosby, este foi expulso do grupo, pouco tempo depois da aparição, do grupo no “Monterey Pop Festival”. Durante o tempo em que ficou ausente dos palcos, David Crosby, produziu o primeiro álbum de Joni Mitchell e nele consta a canção “Woodstock” que mais tarde seria regravada pelo CSNY. Em 1971, após a primeira separação do quarteto, lançou um disco solo chamado “If I could only remember my name”. O músico tinha, na altura, sérios problemas com drogas e em 1985 foi encontrado na posse de cocaína e de uma arma. Ficou nove meses na prisão, após ter cumprido um programa de reabilitação, assim dessa forma livrou-se de cinco anos de cadeia. No mesmo ano foi convidado a participar do “Live Aid” junto dos seus parceiros musicais e recebeu autorização judicial para o fazer. O seu envolvimento com drogas, levou-o a um transplante de fígado, no ano de 1994. David Crosby tem três álbuns gravados com o seu filho.        
             
Stephen Stills        
           
Stills foi vocalista, guitarrista e principal compositor dos “The Buffalo Springfield” desde a sua formação em 1966, até 1968, ano em que a banda terminou. Logo após, juntou-se a Crosby e os dois passaram a fazer “jam sessions”, iniciando o que mais tarde se tornaria um quarteto. Em 1971, durante a sua carreira solo, teve sua canção “Love the one you’re with”, posicionada na quarta posição da tabela musical americana. E após um dos vários regressos do grupo “Crosby, Stills, Nash and Young”, o músico foi responsável por quase 100% do disco e muito aclamado pelos críticos no álbum “Looking Foward”, de 1999.      
          
Graham Nash        
         
O inglês Graham Nash, ex-Hollies, banda que integrou o movimento denominado de Invasão Britânica, foi o terceiro a integrar os CSNY e deixou a sua primeira banda por divergir da linha musical da mesma, incluindo ter visto a sua canção “Marrakesh Express” recusada pelo grupo. Como elemento do Crosby, Stills and Nash pôde gravar a sua composição que se tornou o primeiro sucesso da banda, seguido por “Suite: Judy Blue Eyes”, escrita por Stephen Stills. Após a primeira separação do quarteto, Nash e Crosby lançaram um álbum juntos e seguiram numa digressão, durante o início dos anos 70.    
          
Neil Young         
             
O canadense Neil Young também foi elemento dos “The Buffalo Springfield”, porém saiu da banda em 1967 durante o “Festival Pop de Monterey”. E enquanto estava a fazer a sua carreira a solo, foi convidado por Crosby, para integrar o que, na altura, se tornaria um quarteto. Neil Young contribuiu com o grupo com canções, como “Ohio”. Esta composição que surgiu após a “Guarda Nacional dos Estados Unidos” ter matado a tiro, quatro estudantes que estavam em manifesto contra a guerra. Com Stephen Stills lançou um álbum, “Long May You Run” no ano de 1976, porém deixou Stills durante a digressão, no mesmo ano. A sua carreira a solo foi bem sucedida, onde lançou o clássico álbum "Harvest", com o êxito "Heart Of Gold" e outros sucessos, “My, My, Hey, Hey" e "Rockin' in the Free World". Nos anos 90, Neil Young foi consagrado o “Deus do Grunge” por bandas famosas no cenário musical da época, como os ainda no activo “Pearl Jam”.           
             
"Woodstock”, composta por Joni Mitchell, em 1970, e do álbum “Dejá Vu”.       
            
          
           
Well I came upon a child of God, he was walking along the road
And I asked him tell me where are you going, this he told me:
(He) said, I'm going down to Yasgur's farm, going to join in a rock and roll band.
Got to get back to the land, and set my soul free.
We are stardust, we are golden, we are billion year old carbon,
And we got to get ourselves back to the garden.
Well, then can I roam beside you? I have come to lose the smog.
And I feel myself a cog in something turning.
And maybe it's the time of year, yes, said maybe it's the time of man.
And I don't know who I am but life is for learning.
We are stardust, we are golden, we are billion year old carbon,
And we got to get ourselves back to the garden.
We are stardust, we are golden, we are billion year old carbon,
And we got to get ourselves back to the garden.
By the time we got to Woodstock, we were half a million strong,
And everywhere was a song and a celebration.
And I dreamed I saw the bomber jet planes riding shotgun in the sky,
Turning into butterflies above our nation.
We are stardust, we are golden, we are caught in the devil's bargain,
And we got to get ourselves back to the garden.         
           
"Marrakesh Express”, de 1969, composta por Graham Nash, e do álbum “Crosby, Stills & Nash”.      
     

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.