A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 3 de novembro de 2013

Autorização Camarária - Interacção Humorística (CIX)

Em 09-05-2011. Obrigado.      
       
Autorização Camarária (verídico ???)        
         
Conto, aliás, uma história que ouvi recentemente. Um cidadão português, que sempre desejou ter uma casa com vista para o Tejo, descobriu finalmente umas águas-furtadas algures numa das colinas de Lisboa que cumpria essa condição. No entanto, uma das assoalhadas não tinha janela.     
       
Falou então com um arquitecto amigo para que ele fizesse o projecto e o entregasse à câmara de Lisboa, para obter a respectiva autorização para a obra. O amigo dissuadiu-o logo: que demoraria bastantes meses ou mesmo anos a obter uma resposta e que, no final, ela seria negativa. No entanto, acrescentou, ele resolveria o problema.      
         
Assim, numa sexta-feira ao fim da tarde, uma equipa de pedreiros entrou na referida casa, abriu a janela, colocou os vidros e pintou a fachada. O arquitecto tirou então fotos do exterior, onde se via a nova janela e endereçou um pedido à CML, solicitando que fosse permitido ao proprietário fechar a dita cuja janela.         
          
Passado alguns meses, a resposta chegou e era avassaladora: invocando um extenso número de artigos dos mais diversos códigos, os serviços da câmara davam um rotundo não à pretensão do proprietário de fechar a dita cuja janela.       
          
E assim, o dono da casa não só ganhou uma janela nova, como ficou com toda a argumentação jurídica para rebater alguém que, algum dia, se atreva a vir dizer-lhe que tem de fechar a janela! [....]      
          
Nicolau Santos, in "Expresso online" [...]

6 comentários:

  1. Remarkable!!!

    Espero mesmo que esta história seja verídica!!


    Beijinhos de janelas abertas de par em par!
    (^^)

    (atchim... já sei porque me constipei... hehehe)

    ResponderEliminar
  2. Esta história contaram-ma como verdadeira, o que não será de estranhar tal situação ter acontecido.
    Obrigado e as melhoras da constipação !

    ResponderEliminar
  3. O arquiteto lá sabia como fazer... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim e se calhar é bem provável que esta história, mesmo que não seja verdadeira, possa muito bem acontecer.
      Obrigado Luísa

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Isto é como cozinha bacalhau, são mil e uma maneiras ! :))
      Obrigado Pedro e um Abraço

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.