A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 8 de setembro de 2013

Praça do Município (19??)

Lisboa é a minha cidade, onde nasci, cresci e de onde hei-de partir.
Deixo-vos algumas fotos antigas, da cidade ainda inteira, não destruída, como tem sido, pela sociedade moderna, ou por aqueles que só tem interesse em dinheiro e poder, e ignoram pura e simplesmente a cultura, a tradição e a história de uma urbe. Uma das mais antigas da Europa. 
       
(O documento em "Powerpoint" onde estas fotos existiam, tinha o nome de FCosta como sendo o seu autor. Não sei sequer se essa pessoa é o dono das mesmas. São fotos da maravilhosa cidade de Lisboa. Vou passar aqui algumas fotos que esse documento continha para mostrar a minha cidade há mais de 50 anos.)     
          
A Praça do Município é uma praça localizada em Lisboa. Fica a Oeste da Praça do Comércio, na rua do Arsenal. Alberga o edifício dos Paços do Concelho, sede da Câmara Municipal de Lisboa. À varanda da Câmara Municipal de Lisboa, no dia 5 de Outubro de 1910, foi proclamada a república perante milhares de pessoas nesta praça. Ainda hoje, as comemorações da Implantação da República lá se realizam. No seu centro localiza-se o pelourinho de Lisboa.
 

João Braga – Fado de Lisboa            
             

2 comentários:

  1. Bom, adoro ver estas fotos antigas! Sobre a história do edifício da CMlisboa, há duas coisas a acrescentar, que possivelmente esqueceste (ou não consideraste relevante?): um incêndio destrui-o parcialmente em 1996, era então João Soares Presidente da Câmara; no ano passado, a comemoração da implantação da República não foi feita na Praça do Município como habitualmente, alegando contenção de verbas ou outra desculpa do género, foi feita em cerimónia à porta fechada e, mesmo assim, houve vários incidentes, com a contestação ao rubro e o PR a içar uma bandeira made in China... :)

    OK, se calhar não é mesmo relevante, mas ficam as duas achegas! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté, tens toda a razão, mas a minha pesquisa não é tão exaustiva assim. Vou muitas vezes e somente ao Wikipedia e tento adaptar o texto. O incêndio é uma falha, mas a história da falta de verba, muito honestamente não me interessa, nem quero entrar aqui no meu Blog pelos comentários politicos.
      O meu Blog como já te apercebeste é musical, basicamente, onde quero dar a conhecer música diferente do habitual.
      Hei-de voltar com a Ópera e os Concertos Sinfónicos também, para além obviamente do jazz.
      Obrigado pelo teu comentário que prezo e gosto de ser alertado para coisas que não estão correctas.

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.