A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 11 de agosto de 2013

Jazz Standards (XCVIII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)         
            
(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)      
            
Everything Happens to Me (#102) - Música de Matt Dennis e Letra de Thomas Adair
Frank Sinatra, apresentou, pela primeira vez, "Everything Happens to Me", em 1941, conjuntamente com a orquestra de Tommy Dorsey, e a sua versão subiu ao número nove das tabelas de vendas.
O compositor Matt Dennis tornou-se familiarizado com Dorsey através do seu amigo, o vocalista Jo Stafford. Ele foi ver a sua actuação com o líder da banda no “Hollywood Palladium” em Dezembro de 1940. Jo Stafford apresentou Matt Dennis a Tim Dorsey, que lhe pediu para ouvir algumas das suas músicas. Dorsey gostou do que ouviu, comentando: "Elas são muito boas ! Gostarias de escrever para mim? Gravá-las-emos !".
Embora Matt Dennis tivesse as músicas, eles precisavam de letras. Uma noite, enquanto tocava num espectáculo de um clube nocturno, em Los Angeles, Dennis foi abordado por Tom Adair, que perguntou se ele quereria escrever uma música com ele. Adair trabalhava a atender o telefone para a companhia de electricidade em Los Angeles e simultaneamente, escrevia poemas, nos seus tempos livres para o “Saturday Evening Post”, mas já tinha escrito letras para um dos números de Dennis, "Will You Still Be Mine?". Dennis estava radiante com letras sofisticadas de Tom Adair e pediu-lhe para escrever as letras, para as suas outras composições, "Everything Happens to Me" e " Let’s Get Away from It All". Tom Dorsey gravou todas eles, em Fevereiro de 1941.      
              
Chet Baker (Yale, Oklahoma, EUA, 23-12-1929 – Amsterdão, Holanda, 13-05-1988)     
           
            
                
Lee Konitz (Chicago, Illinois, EUA, 13-10-1927 - 20xx) - Lee Konitz (saxofone alto), Brad Mehldau (piano), Charlie Haden (contrabaixo).           
                
             
                  
Bill Evans (Plainfield, EUA, 16-08-1929 — New York, EUA, 15-09-1980) – 10 de Janeiro de 1963, New York, “The Solo Sessions, Vol. 1”, para a etiqueta Milestone M 9170, MCD 9170-2-.         
           
          
            
Frank Sinatra (Hoboken, EUA, 12-12-1915 — Los Angeles, EUA, 14-05-1998) – com a orquestra de Tom Dorsey.         
               
          
             
Letra    
         
Black cats creep across my path
Until Im almost mad
I must have roused the devils wrath
'cause all my luck is bad
I make a date for golf – and you can bet your life it rains.
I try to give a party - but the guy upstairs complains.
I guess I'll go thru life just catching colds and missing trains;
Everything happens to me.
I never miss a thing - I've had measles and the mumps.
And every time I play my ace my partner always trumps.
I guess I'm just a fool who never looks before he jumps;
Everything happens to me.
At first my heart thought you could break this jinx for me.
That love would turn the trick to end despair.
But now, I just can't fool this head that thinks for me.
I've mortgaged all my castles in the air.
I telegraphed and phoned, sent an Air Mail Special, too;
You answer was goodbye - there was even postage due.
I fell in love just once, and then it had to be with you,
Everything happens to me.
I've never drawn a sweepstake, or a bank night at a show.
I thought perhaps this time I'd won, but Lady Luck said no.
And though it breaks my heart, I'm not surprised to see you go,
Everything happens to me,
Everything happens to me.         
             
Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.