A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 19 de maio de 2013

Gira-Discos (XLIII)


(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)
                  
The Supremes (1957 – 1977) - Foi um bem sucedido grupo feminino da editora “Motown”. Apresentava vários estilos musicais, como “Doo-wop”, “Pop”, “Soul”, “Psicadélico” e “Disco”.
Uma das marcas registadas da Motown, The Supremes foi o mais famoso grupo musical afro-americano dos anos 60, conhecida inicialmente como "Primettes", por volta de 1959, era uma banda vocal formada por: Betty McGlown (substituída por Barbara Martin), Diana Ross, Florence Ballard e Mary Wilson, emplacando 20 sucessos no Hot 100 da Billboard entre 1964 e 1969, muitos deles escritos e produzidos pelo principal time criativo da Motown, Holland-Dozier-Holland. O sucesso das Supremes durante essa época pavimentou o caminho para que futuros artistas de soul e R&B ganhassem as platéias dos Estados Unidos e de diversos países.       
            
"Baby Love”        
             

               
     
Oh baby love, my baby love
I need you, oh how I need you
But all you do is treat me bad
Break my heart and leave me sad
Tell me, what did I do wrong
To make you stay away so long
'Cause baby love, my baby love
Been missing ya, miss kissing ya
Instead of breaking up
Let's do some kissing and making up
Don't throw our love away
In my arms why don't you stay
Need ya, need ya
Baby love, oh, baby love
Baby love, my baby love
Why must we separate, my love
All of my whole life through
I never loved no one but you
Why you do me like you do
I get this need
Oh, oh, need to hold you
Once again, my love
Feel your warm embrace, my love
Don't throw our love away
Please don't do me this way
Not happy like I used to be
Loneliness has got the best of me
My love, my baby love
I need you, oh how I need you
Why you do me like you do
After I've been true to you
So deep in love with you
Baby, baby, oh 'til it's hurtin' me
'Til it's hurtin' me
Oh, baby love
Don't throw our love away
Don't throw our love away

"Come See About Me”        
               

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.