A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 10 de março de 2013

Ponte Salazar sobre o Rio Tejo

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)       
       
Filme/documentário do cineasta português Leitão de Barros, de seu nome completo José Júlio Marques Leitão de Barros, nascido em Lisboa, Santa Isabel, em 22 de Outubro de 1896 e falecido em Lisboa, a 29 de Junho de 1967, condecorado com a Grande Oficial e Comendador da Ordem Militar de Cristo. Um dos grandes realizadores do cinema português, com títulos exemplos, como: “Camões”; “Ala-Arriba!”; “As Pupilas do Senhor Reitor” e “Maria do Mar”.           
               
Aqui, neste documentário, a história relativamente detalhada da construção da “Ponte Salazar”, actual “Ponte 25 de Abril”, inaugurada a 6 de Agosto de 1966.      
    
             
Lembro-me de tê-la atravessado nesse ano de 1966, tinha eu 13 anos, num autocarro da Carris de dois andares (figura ao lado), a carreira número 53, para o Centro-Sul. Mais tarde foi abolida a travessia por autocarros de dois andares, devido ao vento que dava muito pouca segurança a essas mesmas viaturas.       

           

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.