A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Gira-Discos (XL)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)        
               
Thomas John Woodward (Sir OBE) (Pontypridd, Grã-Bretanha, 07-06-1940 – 20xx) – Tom Jones, como adoptou para seu nome de palco. É um cantor de música “Pop” do País de Gales. Aos dezasseis anos casou e teve um filho, muito antes de se tornar um ídolo da música “Pop”. Ele tornou-se um dos vocalistas mais populares da Invasão Britânica. Desde meados dos anos 1960, Jones cantou quase todas as formas de música popular, desde o “Pop”, “Rock”, “R&B”, bandas sonoras, “Country”, “Dance”, “Soul” & “Gospel”. Vendeu mais de 100 milhões de discos. Jones teve 36 sucessos, 40 êxitos nas tabelas Top no Reino Unido e 19 nos Estados Unidos, algumas de suas canções notáveis incluem "It's Not Unusual", "What's New Pussycat", "Delilah", "Green, Green Grass of Home", "She's a Lady", "Kiss" and "Sex Bomb". Tendo sido distinguido como OBE (Officer of the Most Excellent Order of the British Empire) em 1999, Jones recebeu o título da rainha Elizabeth II por "serviços prestados à música", em 2006. Tom Jones recebeu inúmeros outros prémios ao longo de sua carreira, incluindo um “Grammy” de “Best New Artist”, em 1966, um “MTV Video Music Award”, em 1989, e dois “Brit Awards” - vencendo “Best British Male”, em 2000, e “Outstanding Contribution to Music”, em 2003.
Tom habita actualmente nos Estados Unidos, mas visita frequentemente a sua terra natal no País de Gales.           
               
"It's Not Unusual”, de 1965, editado pela etiqueta “Parrot”, 1º. Lugar no Reino Unido e disco de ouro, 10º. Lugar nos EUA.      
             
        
               
It's not unusual to be loved by anyone
It's not unusual to have fun with anyone
but when I see you hanging about with anyone
It's not unusual to see me cry,
oh I wanna' die
It's not unusual to go out at any time
but when I see you out and about it's such a crime
if you should ever want to be loved by anyone,
It's not unusual it happens every day no matter what you say
you find it happens all the time
love will never do what you want it to
why can't this crazy love be mine
It's not unusual, to be mad with anyone
It's not unusual, to be sad with anyone
but if I ever find that you've changed at anytime
it's not unusual to find out that I'm in love with you
whoa-oh-oh-oh-oh        
               
"Delilah”, de 1968, editado pela etiqueta Decca, 2º. Lugar no Reino Unido e 15º. Lugar nos EUA.         
              

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.