Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

domingo, 21 de outubro de 2012

Jazz Standards (LXXVII)

(Dados Biográficos In Wikipédia e In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)         
             
(Sobre o tema em questão, algumas palavras retiradas de “in
http://www.jazzstandards.com/compositions/index.htm” - adaptação e tradução por Ricardo Santos)          
               
Out Of Nowhere (#68) - Música de Johnny Green e Letra de Edward Heyman
Em Abril de 1931, Bing Crosby estreou "Out of Nowhere" pela etiqueta “Brunswick”, a gravação que seria o seu primeiro trabalho a solo, que chegou a sucesso número um. Desde então, foi lançado um CD em “Going Hollywood”, volume 1 (1930-1936). Um mês após a gravação de Crosby, “Leo Reisman Orchestra” também marcou com "Out of Nowhere", a sua gravação na “Victor” com o vocalista Frank Munn subindo ao número seis das tabelas “Pop”. 
             
Bing Crosby (Tacoma, Washington, EUA, 03-05-1903 — Madrid, Espanha, 14-11-1977)  
       
          
                    
Django Reinhardt (Liberchies, Pont-à-Celles, Bélgica, 23-01-1910 - Paris, França, 16-03-1953) & Stéphane Grapelli (Paris, França, 26-01-1908 — Paris, França 01-12-1997) – 30 de Junho de 1933, em Paris. Django Reinhardt (guitarra) e Stéphane Grapelli (violino).   
              
             
                           
Charlie Parker (Kansas, Missouri, EUA, 29-08-1920 – New York, EUA, 12-03-1955) & Miles Davis (Alton, Illinois, EUA, 26-05-1926 — Santa Monica, California, EUA, 28-09-1991) – Em 1947              
                  
            
                     
Ella Fitzgerald (Newport News, EUA, 25-04-1917 — Beverly Hills, EUA, 15-06-1996) – The American Songbook            
              
               
           
Letra      
                
You came to me from out of nowhere,
You took my heart and found it free.
Wonderful dreams, wonderful schemes from nowhere
Made every hour sweet as a flower for me.
If you should go back to your nowhere,
Leaving me with a memory,
I'll always wait for your return out of nowhere,
Hoping you'll bring your love to me.             
              
Lamento, algumas eventuais falhas nas letras, encontradas na Internet, devido à própria improvisação dada pelos seus intérpretes, e muitas vezes de difícil entendimento. (Ricardo Santos)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.