A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 21 de outubro de 2012

Baladas Pat Metheny e… (VIII)

Durante dez semanas, duas por semana, deixar-vos-ei 19 baladas de Pat Metheny, algumas delas compostas em parceria.
Metheny porquê ?
Porque a sua música é uma presença diária. Faz-me sentir bem e verificar que ainda existem coisas boas no Mundo que habitamos. A música de Metheny é uma dessas coisas boas.   
            
Biografias de Pat Metheny e de alguns dos músicos do grupo por aqui:         
               
          
           
As duas penúltimas baladas de hoje, e mais uma vez com a ajuda do Youtube, são:   
                 
Farmer’s Trust”, composta por Pat Metheny & Lyle Mays. Faixa 6, do primeiro CD de “Travels”, que é o primeiro álbum do “Pat Metheny Group” ao vivo e que foi editado em 1983, pela editora ECM, com produção de Manfred Eicher. O álbum é composto por dois CD de gravações ao vivo, de espectáculos tidos em Julho, Outubro e Novembro de 1982, nas cidades de Filadélfia, Dallas, Sacramento, Hartford e Nacogdoches. Conjuntamente com Pat Metheny, o álbum conta com a presença de Lyle Mays, Steve Rodby, Dan Gottlieb e do "convidado especial" Nana Vasconcelos, cuja influência é, visivelmente, evidente na música do grupo. O álbum ganhou o Grammy de “Melhor Performance de Jazz Fusion” em 1983.    
                 
A formação para este álbum foi a seguinte:          
                 
Pat Metheny - Viola, Viola Sintetizadora;
Lyle Mays - Piano, Sintetizador, Orgão, Auto-Harpa, Synclavier;
Steve Rodby – Baixos Eléctrico, Acústico, e Baixo Sintetizador;
Dan Gottlieb – Bateria; e
Nana Vasconcelos - Percussão, Voz e Berimbau.          
                 
            
                 
"Afternoon”, composta por Pat Metheny (música), 8ª. Faixa do álbum “Speaking of Now” editado em 2002, pela Warner Bros. Produção de Pat Metheny e Lyle Mays.         
Como a crítica do “All Music” diz, "...cada faixa de ‘Speaking Of Now’ possui uma beleza distinta e eloquente. Este álbum é uma oferta soberba que não deve ser, audivelmente, desperdiçada.”.         
                 
A formação para este álbum foi a seguinte:         
                 
Pat Metheny – Violas;
Lyle Mays - Piano, Teclas;
Richard Bona – Viola Acústica, Baixo Fretless, Vocais, Percussão;
Steve Rodby – Violoncelo, Baixo Acústico;
Antonio Sanchez – Bateria;
Dave Samuels - Percussão, Marimba;
Cuong Vu - Trompete, Vocais.          
             

7 comentários:

  1. Olá (^^)

    Ia a passar, vi a porta entreaberta e resolvi espreitar. E como ouvi falar de Pat Metheny tive obrigatoriamente de ficar a escutar um pouco a sua música.
    Sou fã deste músico há bastantes anos, mas só recentemente percebi o quanto. Não tenho uma cultura musical vasta sobre o seu trabalho mas gosto do que vou ouvindo (mesmo que seja apenas os seus temas mais conhecidos).

    Provavelmente é mesmo por ser um dos seus temas mais divulgados que gosto imenso deste:

    http://www.youtube.com/watch?v=1SEvVu2ku1k

    Vou passando as próximas semanas para escutar as sugestões que recomenda.

    ResponderEliminar
  2. Quase um ano depois deste meu Muito Feliz "post" !. Obrigado Pat Metheny !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou atrasada dois dias... mas decerto me perdoarás. :D
      Ouvir Pat Metheny não tem data nem dia marcado... ouve-se sempre!

      (tens é de procurar outro vídeo para substituir o que já está desactualizado)

      Beijinhos com 48h de atraso
      (^^)

      Eliminar
    2. Infelizmente a música foi retirada do Youtube, mas vou tentar encontrar outra.
      Metheny ouve-se sempre que o nosso espírito deseja. Faz-nos bem estas baladas são maravilhosas !

      Obrigado Afrodite

      Eliminar
    3. Consegui outro video com o tema "Afternoon" !

      Eliminar
    4. E eu vim ouvir e recordar.
      Esta música traz-me gratas e felizes recordações... seja manhã tarde ou noite.

      Beijinho
      (^^)

      Eliminar
    5. Também a mim me traz imensas recordações !

      Obrigado pelo teu comentário

      Eliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.