A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 12 de agosto de 2012

Sabedoria de Tubarão - Interacção Humorística (LXXVII)

Em 04-11-2010. Obrigado.

Sabedoria de Tubarão

Dois enormes tubarões brancos observavam os sobreviventes de um naufrágio.
- Siga-me, filho ! - disse o tubarão pai para o filho.
E nadaram até junto dos náufragos.
- Primeiro vamos nadar em volta deles com apenas a ponta das nossas barbatanas aparecendo fora da água. E assim eles fizeram.
- Muito bem, meu filho! Agora vamos nadar ao redor deles, algumas vezes, com nossas barbatanas todas de fora.
E assim eles fizeram.
- Agora nós já podemos comê-los a todos.
E assim eles fizeram.
Quando finalmente se saciaram, o filho perguntou:
- Pai, por que nós não os comemos logo de início? Por que ficámos nadando ao redor deles várias vezes antes de os comermos?
O sábio e experiente pai respondeu então:
- Porque ficam muito mais saborosos sem merda dentro...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.