Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

domingo, 20 de maio de 2012

5MJZ (XX) - Lester Young Quartet

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos; e ainda In Duarte, José, História do Jazz, 2ª. Edição, Editora Sextante, Novembro de 2009)          
                
Se Luís Villas-Boas é considerado o pai do Jazz em Portugal, José Duarte é também uma figura proeminente e importante na divulgação deste género musical no nosso País. 
Estamos a passar, com o auxílio do “Youtube”, como é habitual, algumas das músicas, consideradas obrigatórias pelo José Duarte e constantes numa edição de três CD’s sobre o programa “Cinco Minutos de Jazz”, começado na década de 60 (1966), no “Rádio Renascença”, depois na Rádio Comercial e mais tarde na Antena 1, onde ainda hoje e há mais de 40 anos se divulga o improviso na rádio do nosso país.            
               
Lester Willis Young (Woodville, Mississippi, EUA, 27-08-1909 – New York, EUA, 15-03-1959) - apelidado de "Pres" ou "Prez", foi um saxofonista tenor de jazz e clarinetista, norte-americano. Também tocou trompete, violino e bateria. Tendo-se destacado enquanto membro da orquestra de Count Basie, Young foi um dos músicos mais influentes no seu instrumento, tocando com um tom frio e usando harmonias sofisticadas.
Lester Young nasceu em Woodville, Mississippi e cresceu numa família musical. O jovem pai, Willis Handy jovem, era um professor respeitado, seu irmão, Lee Young foi um baterista, e vários outros parentes tocava música, profissionalmente. A sua família mudou-se para New Orleans, Louisiana, quando Lester era um bebé e depois para Minneapolis, Minnesota. Embora muito jovem, Lester inicialmente não conhecia o seu pai, disseram-lhe que o seu pai era músico. Mais tarde, Willis ensinou o filho a tocar trompete, violino e bateria, além do saxofone.
Lester Young tocou na banda da família, tanto no “Vaudeville” como nos circuitos de carnaval. Deixou a banda familiar em 1927, com 18 anos, porque recusou fazer a digressão no sul dos Estados Unidos, onde as leis de Jim Crow estavam em vigor e segregação racial era obrigatória nas instalações públicas.           
             
Prisoner Of Love", de 1931 (*), composta por, música de Russ Columbo, Clarence Gaskill, e letra de Leo Robin.
O quarteto de Pres e Teddy, era formado por Teddy Wilson (piano), Lester Young (saxofone tenor), Jo Jones (bateria) e Gene Ramey (contrabaixo).            
                    
(*) 1931 – O “gangster” Al Capone é julgado e condenado nos Estados Unidos; “The Star Spangled Banner” é adoptado o hino nacional norte-americano; John Raskob constrói o Empire State Building em New York; e Greta Garbo protagoniza a espiã Mata-Hari.          
                 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.