A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

domingo, 18 de março de 2012

Gira-Discos (XXIV)


(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)            
              
The Beach Boys (Hawthorne, Califórnia, 1961 -1996) - É tida como uma das mais influentes da história do “Rock” e do “Pop” (na história da “Rock/Pop” norte-americana tudo bem, na mundial discordo plenamente !). Tiveram dúzias de canções nas tabelas (também tiveram quatro dos seus compactos no primeiro lugar entre os mais vendidos nos Estados Unidos da América), além de álbuns recordistas de venda. Foi incluída no “Hall da Fama do Rock & Roll em 1988”. O seu álbum “Pet Sounds” (1966), que contém clássicos como "Wouldn't It Be Nice", "Sloop John B", "God Only Knows" e "Caroline, No", é considerado umas das maiores obras primas da história da música “Pop”. 
O grupo original consistia do cantor-músico-compositor Brian Wilson, e dos seus irmãos Carl e Dennis, o primo Mike Love e o amigo Alan Jardine. Inúmeras mudanças tanto no estilo musical quanto na formação ocorreram durante a turbulenta existência da banda: os problemas psicológicos, abuso de drogas e o eventual afastamento de Brian; as mortes de Dennis em 1983 e Carl em 1998 e as batalhas legais entre os integrantes sobreviventes do grupo.
Foi um grupo que fez praticamente de tudo, “Surf Rock” (que foi o estilo inicial, sendo predominantemente do género até ao sexto álbum, o “All Summer Long”, passando pela música erudita, “Country”, “Blues”, “Soul”, Bossa Nova, música Havaiana, até “Hard Rock, como a “All I Want To Do” do álbum 20/20 de 1969, entre vários outros já discriminados na discografia. Ajudaram a definir o “Pop Barroco” e o “Sunshine Pop” em 1965 com o “Today” e “Summer Days And Summer Nights”, estilos onde já se encontram os primeiros traços do “Art Rock” e do “Rock Psicadélico” divulgados pelo álbum “Pet Sounds” (1966).       
               
Good Vibrations”, de 1967, do álbum “Smiley Smile”.            
                  
          
                   
Ah! I love the colorful clothes she wears
And the way the sunlight plays upon her hair
Ah! I hear the sound of a gentle word
On the wind that lifts her perfume through the air
I'm pickin' up good vibrations
She's givin' me the excitations
I'm pickin' up good vibrations
(Ooo, bop-bop, good vibrations)
She's givin' me the excitations
(Bop-bop, excitations)
(Good, good, good, good vibrations)
I'm pickin' up good vibrations
(Ooo, bop-bop, good vibrations)
She's givin' me the excitation
(Bop-bop, excitations)
(Good, good, good, good vibrations)
I'm pickin' up good vibrations
(Ooo, bop-bop, good vibrations)
She's givin' me the excitations
(Bop-bop, excitations)
Close my eyes; she's somehow closer now
Softly smile I know she must be kind
When -- I look in her eyes
She goes with me to a blossom world
I don't know where, but she sends me there
(Oh, my my love sensation)
(Oh, my my heart elation)
Gotta keep those lovin' good vibrations a-happenin' with her
Ohh!
(Good, good, good, good vibrations)
I'm pickin' up good vibrations
(Ooo, bop-bop, good vibrations)
She's givin' me the excitation
(Bop-bop, excitations)
(Good, good, good, good vibrations)
I'm pickin' up good vibrations
(Ooo, bop-bop, good vibrations)
Na na-na na-na na-na-na               
           
Cottonfields”, de 1969, do álbum “20/20”.             
               

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.