Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Gira-Discos (XXI)

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)                
                     
Brigada Victor Jara (1975 – 1974) - É uma banda portuguesa criada em 1975 por um grupo de jovens de Coimbra. O grupo mantém-se ainda em actividade tendo lançado o seu mais recente disco em 2006.
De início a Brigada reproduzia cantigas portuguesas e estrangeiras de cariz revolucionário com que participavam nas campanhas de dinamização cultural do MFA. Nomeados em memória do cantor chileno com o mesmo nome, morto pelos militares após o golpe de Pinochet, no Chile.
Em 1977 editam o disco “Eito Fora” com cantares regionais” que assinala um novo tempo na música urbana inspirada na música regional. O grupo que gravou o primeiro disco, editado pela Mundo Novo, editora associada à “Caminho”, era formado por Né Ladeiras, Jorge Seabra, José Maria Vaz de Almeida, Fernando Amilcar, Jorge Santos, João Ferreira e Joaquim Caixeiro.
No ano de 1978, o grupo desloca-se pela primeira vez para fora de Portugal indo à União Soviética onde participa nas comemorações do 25 de Abril.
O álbum seguinte, "Tamborileiro", é editado no ano de 1979. No ano seguinte actuam nos Festivais Internacionais de Sokolov (Checoslováquia) e de Berlim (RDA). Em Angola actuam nas comemorações do 25 de Abril, na Festa do " L'Unitá" (Itália) e em espectáculos para Associações de Emigrantes radicados na Holanda.
O disco "Quem Sai Aos Seus” foi editado em 1981 através da Vadeca. Em 1982 é lançado o álbum "Marcha dos Foliões". Recebem o prémio de "Melhor Conjunto do Ano" atribuído pela revista Nova Gente.
Fazem uma digressão em França que passou pelas cidades de Grenoble, Nice, Marselha e Tours, no ano de 1983.
No ano seguinte foi editado o álbum "Contraluz". A Vadeca lança a colectânea "10 Anos a Cantar Portugal". Regressam a França, a convite da Associação França/Portuga, para actuar em Pau, Tarbes, Toulouse e Bordéus.
Comemoram o seu 10º aniversário com espectáculos no Teatro Académico de Gil Vicente (Coimbra) e na Aula Magna de Lisboa, com a participação do GEFAC. Deslocam-se a Macau para as Comemorações do 10 de Junho de 1985. Actuam na Bulgária, no Festival Internacional da Juventude, e na Grécia com espectáculos em Larissa, Salónica, Volos e Atenas.
Em Outubro de 2006 foi editado o disco "Ceia Louca" que conta com participações especiais de Lena d'Água, Jorge Palma, Manuela Azevedo, Carlos Medeiros, Vitorino Salomé, Segue-me à Capela, Cristina Branco, Rita Marques, Janita Salomé e Carlos do Carmo.
Em 2007 a Câmara Municipal da Amadora atribui o Prémio José Afonso à Brigada Victor Jara com o álbum "Ceia Louca".                 
                
Charamba” de 1979, do álbum “Tamborileiro”.                 
                 
                  
                      
Menino Jesus” de 1981, do álbum “Quem Sai Aos Seus”.                      
                              

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.