Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

domingo, 27 de novembro de 2011

Animação o que era e o que é...

(Dados Biográficos In Wikipédia e/ou In AllMusic.Com - Todos os excertos das biografias foram adaptados e algumas vezes traduzidos por Ricardo Santos)             
         
A diferença entre o que era a animação e o que hoje é a banda desenhada no cinema.
Lembramos aqui o grande Walt Disney que nos maravilhou com os seus filmes de animação, onde narrou as histórias da infância de alguns de nós.              
                  
Walter Elias Disney (Chicago, EUA, 05-12-1901 — Los Angeles, EUA, 15-12-1966) - Foi um produtor cinematográfico, cineasta, director, argumentista, animador, empresário, filantropo e co-fundador da “The Walt Disney Company”. Tornou-se conhecido, nas décadas de 1920 e 1930, pelos seus personagens de desenho animado, como o rato “Mickey” e o pato “Donald”. Foi, também, o criador do parque temático sediado nos Estados Unidos chamado “Disneyland”, além de ser o fundador da corporação de entretenimento, conhecida como a “Walt Disney Company”.   O lema de Disney sempre foi "Keep moving forward" (“continue seguindo em frente").      
                
Walt Disney nasceu no dia 5 de Dezembro de 1901, em Chicago, nos Estados Unidos. Passou a maior parte de sua infância numa fazenda em Marceline, no Missouri. Foi um período muito difícil, devido aos castigos impostos pelo pai, Elias Disney (1859-1941), homem bastante severo. Depois de descobrir que não tinha uma certidão de nascimento, alimentou a ideia de que era filho adoptivo. Esse fato iria influenciar, posteriormente, algumas de suas atitudes.              
                
Aos 16 anos, começou a estudar arte. Como ainda não havia atingido a maioridade, foi-lhe recusada a entrada para o exército, quando procurou alistar-se durante a Primeira Guerra Mundial. Conjuntamente com um amigo, decidiu então juntar-se à Cruz Vermelha. Pouco tempo depois, foi enviado para França, onde passou um ano a conduzir ambulâncias, da Cruz Vermelha.            
                  
De volta aos Estados Unidos, matriculou-se na "Kansas City Arts School". Foi iniciado na Ordem “DeMolay”, a qual frequentou por muitos anos.         
              
Em seguida, trabalhou em algumas agências publicitárias. Entrou para uma companhia cinematográfica, onde ajudava a fazer os cartazes de propaganda dos filmes. Walt Disney também pertenceu ao Movimento Escuteiro.          
                    
Com o irmão Roy e o amigo Ub Iwerks, criou a pequena produtora "Laugh-O-Gram", que animava contos de fadas. Esses desenhos animados eram exibidos no cinema local, antes dos filmes. Em 1923, mudaram-se para Hollywood, em Los Angeles. Em Hollywood, Walt Disney contactou a distribuidora de filmes “M.J.Wrinkler”, dizendo que o seu estúdio Animação tinha diversos filmes para vender. A M.J.Wrinklers não só aceita a oferta, como também aceita pagar 1500 dólares por cada filme.            
                  
Depois de angariar dinheiro, adquirir material, contratar pessoal e arranjar pessoal, Walt começa a fazer planos.
“Alice”, uma série em que uma moça convivia com personagens de cenário animado. Foi durante este tempo de imenso trabalho em que Walt conheceu a sua futura esposa, Lilian Bonds. Depois de Alice, veio “Oswald”, o coelho sortudo, um grande sucesso que levou à reavaliação dos valores dos contratos quanto aos preços dos filmes. Foi para Nova Iorque, onde foi apanhado de surpresa. O patrão para quem Walt desenhou Alice e Oswald, roubou-lhe os personagens, a equipe de desenhistas e as encomendas, porque as mesmas não foram assinadas em seu nome. Walt enviou um telegrama ao irmão dizendo que tudo estava certo e para não se preocupar, pois ele já tinha em mente uma personagem espectacular “Mickey Mouse”.
…        
                 
Prémios             
              
Walt Disney é recordista do maior número de indicações para o Oscar (59) e, também, para o número de Oscars ganhos (22). Ganhou, também, 4 Oscars honorários.         
              
1932- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação “Flores e Árvores”;
1932- Prémio Honorário da Academia para a criação de “Mickey Mouse” ;
1934- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Os Três Porquinhos”;
1935- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “A Tartaruga e a Lebre”;
1936- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Três Gatinhos Órfãos”;
1937- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Primo País”;
1938- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “The Old Mill”;
1939- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Ferdinando, o Touro”;
1939- Oscar Honorário, “Branca de Neve e os Sete Anões” - Para “Branca de Neve e os Sete Anões” , reconhecido como uma inovação significativa do cinema que tem encantado milhões e foi pioneiro de uma nova área de entretenimento (o prémio foi uma estatueta e sete estatuetas em miniatura);
1940- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Patinho Feio”;
1941-  Oscar Honorário, “Fantasia”, compartilhada com William E. Garity e JNA Hawkins - Pela sua extraordinária contribuição para o avanço do uso do som no cinema, através da produção de “Fantasia";
1942- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Empreste uma pata”;
1943- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Fuehrer's Face Der”;
1949- Oscar melhor curta-metragem Live Action, “Seal Island”;
1949- Thalberg Memorial Award Irving G. (Honorário);
1951- Oscar Melhor Curta-Metragem Live Action, “Beaver Valley”;
1952- Oscar Melhor Curta-Metragem Live Action, “Nature's Half Acre”;
1953- Oscar Melhor Curta-Metragem Live Action, “Aves de Água”;
1954- Oscar Melhor Documentário, “Living Desert”;
1954- Oscar Melhor Documentário Curta-Metragem, “O esquimó do Alasca”;
1954- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação, “Toot Whistle Plunk e Boom”;
1954- Oscar Melhor Curta-Metragem Live Action, “Bear Country”;
1955- Oscar Melhor Documentário, “Vanishing Prairie”;
1956- Oscar Melhor Documentário Curta-Metragem, “Homens Contra o Ártico”;
1959- Oscar Melhor Curta-Metragem Live Action, “Grand Canyon”; e
1969- Oscar Melhor Curta-Metragem Animação “Ursinho Pooh e o dia tempestuoso”.      



Obrigado Carlos !

1 comentário:

  1. Será que há alguém que não goste da obra deste homem ?... Suponho que não !
    Agora que tenha tido tantas nomeações para Óscares e Prémios conquistados, não fazia a mínima ideia !
    Um palmarés invejável !!!
    .

    ResponderEliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.