A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sábado, 1 de outubro de 2011

Gosto de Snooker !

Reposição de parte do texto (corrigido!) e o “link”, publicado no “Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades, de 20 de Novembro de 2008.              
                       
                   
A observar também se aprende, embora aqui, o nível seja tão elevado que é somente, ficarmos boquiabertos a ver estes grandes senhores da disciplina de “snooker”. Um desporto que já foi unicamente de homens e que de há uns anos para cá, tem uma grande clientela feminina e ainda bem.           
                 
Regras básicas:               
                
O objectivo deste jogo é colocar dentro dos buracos todas as bolas, vermelhas e de cor, como assim é convencionado.           
                       
Bolas vermelhas (15) = 1 ponto cada              
              
Bolas de cor:           
                
                1 Preta        = 7 pontos
                1 Rosa        = 6 pontos
                1 Azul         = 5 pontos
                1 Castanha = 4 pontos
                1 Verde       = 3 pontos
                1 Amarela   = 2 pontos             
               
Começa-se sempre por jogar a uma bola vermelha e de seguida a uma de cor. As bolas de cor voltam sempre a sair, enquanto existirem vermelhas, e são colocadas no seu local correcto, indicado pelas regras. A tacada máxima é de 147 pontos, a qual se obtém, jogando e metendo vermelhas, intercaladas, e sempre com a bola preta que vale 7 pontos (8 x 15 = 120). Finalmente, embolsar toda a sequência final por ordem crescente, bola amarela, verde, castanha, etc. até à bola preta, isto equivale a 27 pontos.           
                      
Concluindo 120 + 27 = 147 pontos, que em muitos Torneios de “snooker” chega a valer um cheque de 20.000€.          
                   
E agora divirtam-se, são alguns minutos com as duas últimas grandes tacadas de 147 pontos do britânico (inglês) Ronnie O’Sullivan, “The Rocket”.              
                      
No “World Open 2010”, versus Mark King.              
                 
                 
                  
No “Paul Hunter Classic 2011”, versus Adam Duffy.                     
                       

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.