A paixão nua e cega dos estios, Atravessou a minha vida como rios

Sophia de Mello Breyner Andresen, A Paixão Nua, in “O Nome das Coisas”.

sábado, 30 de julho de 2011

Desejo de Grávida - Interacção Humorística (XXV)

Em 11-09-2009. Obrigado.             
                    
Desejos de grávida            
               
Sábado de manhã, ao acordar, a esposa, grávida, diz para o marido:
- Amorzinho! Acordei com uma vontade louca de marisco ! Caranguejos era mesmo o que me apetecia! Mas não ligues que isto é só desejo de mulher grávida, não tarda muito passa.
- Nem pensar nisso ! Os teus desejos são ordens. Vou já até ao mercado para ver se compro uns suculentos caranguejos.
O marido imediatamente sai de casa direito à lota. Uma vez lá vai a uma cafézinho próximo para comprar cigarros, onde encontra uma antiga namorada da faculdade. Animados e surpreendidos com o reencontro, resolvem ir tomar um café ali perto num bar de praia. Uma cervejinha aqui, outra ali, sorrisos e beijos, o recordar dos bons velhos tempos, acaba num quarto de Hotel.
Domingo de manhã, o nosso pinga-amor dá um pulo da cama e diz:
- Meu Deus ! Os caranguejos ! Como é que eu vou explicar ?
Sai a toda a velocidade, e, enquanto compra os caranguejos pensa numa história minimamente plausível. Então decide:
- Vou contar tudo ! Não tem solução. Estou perdido, mas vou contar. Fui um fraco....
Quando ao chegar a casa, e ainda a remoer uma história, mas sem nada lhe vir à cabeça e embrenhado nos pensamentos e com os remorsos, sai do elevador, tropeça, estendendo-se ao comprido e espalhando os caranguejos vivos por tudo quanto é canto do corredor.
A esposa ouvindo uma tremenda confusão à porta, abre-a, deparando com o marido agachado, empurrando os caranguejos para dentro de casa, dizendo:
- Vamos lá, pessoal ! Vamos a entrar! Demorou, mas conseguimos chegar...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.