Contigo nunca me perco, perdendo-me ! (Ricardo Santos)

domingo, 1 de maio de 2011

The Pale Blue Dot – O Pálido Ponto Azul

Texto e Narração de Carl Sagan

2 comentários:

  1. Já me contentava que a maioria das pessoas, como medida de todas as coisas, pensasse na brevidade da sua passagem.
    Sem falar nos que teimam em ajudar à destruição do pontinho azul por puro egoísmo, ganância e ambição desmedida como se fossem viver 100 vidas.
    Estou a ver que conseguimos acabar com a nossa própria espécie e com o Planeta Terra, antes mesmo do Sol fazer esse serviço. Portanto, quando o Sol se apagar por falta de combustível ;) já a espécie humana deve ter desaparecido muito tempo antes... força de vontade é coisa que não falta, pena que seja só para o que não convém.

    Bjos

    ResponderEliminar

Eu fiz um Pacto com a minha Língua, o Português, língua de Camões e de Pessoa.